SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus - Hebrus 12.2

ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
21 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes :: 2 Motores de busca

Henrique

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» ESCOLA BÍBLICA AGOSTO 2018 - FÉ, CRER E SALVAÇÃO - PARTE III
Dom 19 Ago 2018, 13:17 por Henrique

» Votar em partidos de esquerda é ser anti-cristão
Dom 19 Ago 2018, 12:44 por Henrique

» Minuto com Deus!!!
Dom 19 Ago 2018, 01:16 por Paulo Cezar

» Uma palavra aos amigos
Ter 14 Ago 2018, 15:19 por jairo nuness

» VERSICULO DO DIA
Ter 14 Ago 2018, 15:08 por jairo nuness

» Os que têm fé em Cristo devem buscar a salvação pelas próprias obras ou em outro lugar?
Seg 13 Ago 2018, 21:50 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA AGOSTO 2018 - FÉ, CRER E SALVAÇÃO - PARTE II
Dom 12 Ago 2018, 23:39 por Henrique

» Pró-vida: Senado da Argentina recusa legalização do aborto
Dom 12 Ago 2018, 15:49 por M.Rogério

» Uma oração ao Pai Eterno para o Dia dos Pais
Dom 12 Ago 2018, 14:16 por Henrique

» Prova da eleição e da predestinação! os crentes que nunca foram ....
Sab 11 Ago 2018, 22:16 por M.Rogério

» SALA ESPECIAL DOS LOUVORES
Sab 11 Ago 2018, 21:54 por M.Rogério

» FELIZ DIA DOS PAIS.
Sab 11 Ago 2018, 21:51 por M.Rogério

» Mais de 1,6 milhão de cristãos podem ser mortos em “guerra invisível” no Mianmar
Sab 11 Ago 2018, 21:49 por M.Rogério

» A JUSTIÇA E O MISTÉRIO DE DEUS REVELADO NO EVANGELHO
Seg 06 Ago 2018, 20:09 por M.Rogério

» Colômbia esconde fracasso no acordo de paz e perseguição aos cristãos aumenta no país
Dom 05 Ago 2018, 14:37 por Henrique

» “Jesus é nosso Senhor e não pode ser tirado de nós”, dizem cristãs iranianas perseguidas
Dom 05 Ago 2018, 14:28 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA AGOSTO 2018 - FÉ, CRER E SALVAÇÃO - PARTE I
Dom 05 Ago 2018, 00:59 por Henrique

» “JESUS ERA UM REFUGIADO” ???
Qui 02 Ago 2018, 21:12 por Henrique

» Grécia: migrante muçulmano preso por tentar acender um fogo perto de um acampamento militar
Qui 02 Ago 2018, 21:00 por Henrique

» 6 FUNÇÕES DA BÍBLIA
Qui 02 Ago 2018, 20:28 por Henrique

» DEVOCIONAL - Verdade e Piedade: reunindo o que Deus não separou
Sab 28 Jul 2018, 22:32 por Henrique

» DEVOCIONAL - Verdade e Piedade: não separe o que Deus uniu
Sex 27 Jul 2018, 22:25 por Henrique

» Escola bíblica Analise final dos temas abordados da escola , Heresias , apostasia e a volta de Jesus
Dom 22 Jul 2018, 12:40 por jairo nuness

» Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
Dom 22 Jul 2018, 12:34 por jairo nuness

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Turquia invade Síria, ameaça Grécia e admite que faz isso pela “jihad”

Ir em baixo 
AutorMensagem
Henrique

avatar

RELIGIAO : Cristão, denominação: Batista
Masculino Mensagens : 5513
nascido em : 27/01/1961
inscrito em : 09/09/2011
Idade : 57
Localização : São Paulo, capital

MensagemAssunto: Turquia invade Síria, ameaça Grécia e admite que faz isso pela “jihad”   Qua 28 Fev 2018, 08:15



Turquia invade Síria, ameaça Grécia e admite que faz isso pela “jihad”


"Libertação" de Jerusalém parece ser o objetivo final dos neo-otomanos




Turquia invade Síria, ameaça Grécia e admite que faz isso pela "jihad"
Quando Israel invadiu o espaço aéreo da Síria em resposta ao ataque com drone por parte do Irã, o assunto foi destaque nos principais órgãos de comunicação do mundo e gerou debates na ONU.

Agora que a Turquia anuncia que vai “retomar” o território do antigo Império Otomano (1299-1922), a questão é amplamente ignorada.

“Nós dizemos, todas as vezes que temos oportunidade, que a Síria, o Iraque e outros lugares na geografia [mapa] de nossos corações não são diferentes de nossa própria pátria. Estamos lutando para que uma bandeira estrangeira não seja cravada em qualquer lugar onde se ouve o adhan [chamado islâmico de oração em mesquitas]”, afirmou recentemente o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.


Os discursos de Erdogan feitos em solo turco mostra sua disposição de retomar a antiga força do Império Otomano. Ao invadir o norte da Síria, na região de Afrin, chamou de “operação transfronteiriça”, um eufemismo para “invasão”. Destroçado pela guerra civil, o governo sírio sequer manifestou-se contrário.

Mas a retórica de Erdogan agora voltou-se para a Grécia. O Ministério da Defesa da Grécia divulgou um comunicado oficial denunciando que a Turquia havia violado 138 vezes o espaço aéreo grego em fevereiro. Após anos de relação distante, os turcos começaram a reivindicar soberania sobre muitas ilhas gregas perto da fronteira entre os países.


“Aqueles que acham que apagamos dos nossos corações as terras das quais nos retiramos em lágrimas há cem anos estão redondamente enganados”, insistiu Erdogan em pronunciamento diante de seus correligionários. O que fizemos até o presente momento não é nada se comparado com as investidas e ataques ainda maiores que estamos planejando para os próximos dias, inshallah [se Alá assim o desejar]”.

Ele não marcou data, mas se o contexto histórico do Império Otomano for levado em conta, ele se refere não só à Grécia, mas também Bulgária, Romênia, Iugoslávia, Argélia, Síria, Iraque, Israel, Egito, Argélia, Tunísia, Marrocos e muito mais.

Quando os ataques contra os curdos foram celebrados na Turquia, dentro da operação Ramo de Oliveira, isso foi chamado explicitamente da uma ação dentro da “jihad” contra seus inimigos.

Jerusalém é o objetivo
O frequente uso do termo califa para se referir a Erdogan traz implícita a ideia derivada da teologia islâmica sunita que este seria o único governo legítimo para os muçulmanos na terra, ao qual todos os fiéis devem obediência. Não é muito diferente do discurso dos líderes do Estado Islâmico.


Gradualmente, a Turquia se afasta do pressuposto de que o islamismo poderia coexistir com a democracia, usado exaustivamente pelos líderes turcos para tentar fazer parte da União Europeia. Com Erdogan, no poder desde 2003, inicialmente como primeiro-ministro e desde 2014 como presidente, o país reescreve sua história. Fortalecido após o suposto “golpe militar” de 2016, ele mudou a constituição, aumentando seu poder e pode se reeleger mais duas vezes – o que o levaria a superar 25 anos de mando.

O analista político Uzay Bulut, em artigo recente para o Gatestone Institute, afirmou:”Os neo-otomanistas na Turquia ainda abraçam orgulhosamente o conceito de jihad (guerra santa islâmica) contra os kafirs (infiéis). O chefe do Conselho Administrativo para Assuntos Religiosos, financiado pelo Estado Diyanet retrata abertamente a recente invasão militar turca em Afrin como “jihad”.

A declaração do Conselho para Assuntos Religiosos traz grande preocupação “se considerarmos que os turcos muçulmanos devem sua maioria demográfica na Ásia Menor a séculos de perseguição e discriminação turco muçulmana contra os habitantes cristãos, yazidis e judeus da região. No século XI os jihadistas turcos da Ásia Central invadiram e conquistaram o império bizantino cristão de língua grega, abrindo caminho para a gradual islamização da região por meio de métodos como assassinatos, sequestros, estupros e conversões forçadas”.

Desde que o presidente Donald Trump declarou o reconhecimento de Jerusalém como capital toda a retórica de Erdogan como líder da Organização pela Cooperação Islâmica tem sido convocar os países islâmicos para a “libertação” de Jerusalém de Israel, a quem chama de “força ocupante”.


[url=Com informações Jihad Watch]Com informações Jihad Watch[/url]

-







-
Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.
Salmos 119:105



Voltar ao Topo Ir em baixo
conectado
 
Turquia invade Síria, ameaça Grécia e admite que faz isso pela “jihad”
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Globo quer combater crescimento da Record/IURD em Portugal
» Complemento nominal
» Resolução questão não entendi
» SÍRIA ATACA CIVIS - Entenda Conflito Ameaça de Guerra Mundial
» Fauna Brasileira

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: NOTÍCIAS DO MOMENTO E AVISOS GERAIS.-
Ir para: