SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6:23

ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
42 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 42 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» o que seria comer indignamente a ceia ?
Ontem à(s) 14:27 por M.Rogério

»  CPI pode investigar ativismo ideológico nos Conselhos de Psicologia
Ter 13 Nov 2018, 22:03 por Henrique

» Lazaro: Eu Te Amo Tanto [DVD Completo / Qualidade original]
Dom 11 Nov 2018, 12:37 por jairo nuness

» Escola biblica novembro Aprendendo a viver em tempos difíceis
Dom 11 Nov 2018, 12:30 por jairo nuness

» UM MONUMENTO À DESOBEDIÊNCIA -Lc.17.32-
Sex 09 Nov 2018, 10:28 por guganic

» O céu é ganhado a força?
Ter 06 Nov 2018, 18:41 por M.Rogério

» Discurso emocionante
Dom 04 Nov 2018, 13:50 por guganic

»  A perseverança na fé nos tempos difíceis.
Dom 04 Nov 2018, 13:12 por jairo nuness

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A PORTA! II Semestre outubro de 2018 Pt IV
Sab 27 Out 2018, 22:33 por guganic

» “Sou cristão”, diz Haddad; Em entrevista ao Roda Viva, candidato citou versículo fake
Sab 27 Out 2018, 15:04 por Henrique

» Evangélico morre após ser espancado por eleitores de Haddad em Fortaleza
Qui 25 Out 2018, 17:56 por Henrique

» 6 princípios para votar como um cristão
Qua 24 Out 2018, 21:41 por Henrique

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A VIDA! II Semestre outubro de 2018 Pt III
Sab 20 Out 2018, 20:19 por guganic

» Islâmicos pedem o enforcamento de cristã que questionou a crença em Maomé, no Paquistão
Ter 16 Out 2018, 21:04 por M.Rogério

» O que devemos orar?
Ter 16 Out 2018, 20:56 por M.Rogério

» A Crescente Crise por trás da História Evangélica de Sucesso no Brasil
Ter 16 Out 2018, 20:46 por M.Rogério

» O Papel da Lei na Evangelização
Ter 16 Out 2018, 20:39 por M.Rogério

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A VERDADE! II Semestre outubro de 2018 Pt II
Sab 13 Out 2018, 12:03 por guganic

» O que é a Oração do Senhor?
Seg 08 Out 2018, 21:00 por Henrique

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU O CAMINHO! II Semestre outubro de 2018 Pt I
Sab 06 Out 2018, 07:25 por guganic

» 13 razões porque não vou votar no PT
Ter 02 Out 2018, 08:19 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA - AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO! A Terceira e a Quarta! (Aula 4 - Setembro/2018)
Dom 30 Set 2018, 19:57 por B.V.

» Líderes evangélicos lançam manifesto pedindo que fiéis apoiem candidatos conservadores
Sex 28 Set 2018, 21:17 por Henrique

» Columa50 Seja bem vindo.
Qui 27 Set 2018, 23:51 por guganic

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Governo brasileiro NÃO apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém

Ir em baixo 
AutorMensagem
Henrique

avatar

RELIGIAO : Cristão, denominação: Batista
Masculino Mensagens : 5543
nascido em : 27/01/1961
inscrito em : 09/09/2011
Idade : 57
Localização : São Paulo, capital

MensagemAssunto: Governo brasileiro NÃO apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém   Sex 08 Dez 2017, 17:38

Governo brasileiro não apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém
Itamaraty diz que status de Jerusalém deve ser negociado com palestinos



BRASIL NÃO APOIA DECISÃO DOS EUA SOBRE JERUSALÉM


Jerusalém, e sua condição de capital de Israel, ocupa a pauta global do momento. Um dia após o presidente Donald Trump fazer valer a lei aprovada pelo Congresso de seu país e mudar o status da cidade, anunciando a mudança da embaixada para lá, o governo brasileiro se pronunciou.

A nota oficial publicada no site do Itamaraty diz que o entendimento do governo brasileiro é que “o status final da cidade de Jerusalém deverá ser definido em negociações que assegurem o estabelecimento de dois estados vivendo em paz e segurança dentro de fronteiras internacionalmente reconhecidas”. A opção de Temer é seguir as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e defende que “as fronteiras entre os dois estados deverão ser definidas em negociações diretas entre as partes tendo por base a linha de junho de 1967”.

Isso equivale a dizer que o Brasil é favorável à divisão de Jerusalém em duas, ficando a porção oriental como capital de um futuro Estado palestino. A nota lembra ainda que “O Brasil mantém relações diplomáticas com Israel desde 1949 e reconheceu o Estado da Palestina em 2010”.

Na balança diplomática, a relação com os palestinos é mais valorizada. Isso já era evidente nas votações na UNESCO e na ONU, onde o país se alinhou com os países muçulmanos e aprovou dezenas de resoluções em desfavor de Israel. Uma das mais recentes “desautoriza os laços israelenses com Jerusalém”. O placar da aprovação dessa proposta foi de 151 votos favor e seis contra, com nove abstenções.

O Ministério das Relações Exteriores, ainda sob a batuta de Aloysio Nunes, vai na direção contrária do presidente Donald Trump. Os motivos para o Brasil continuar com a mesma política dos últimos 13 anos não são claros.

O Partido dos Trabalhadores doou dinheiro de impostos para o grupo terrorista palestino Hamas, declarou o reconhecimento da Palestina como nação independente, e cedeu terreno para a construção de sua embaixada em Brasília – a única do tipo fora do Oriente Médio na época.

A comunidade internacional, em grande parte, ainda debate como vai lidar com Israel a partir de agora. O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu convidou as outras nações para que sigam o exemplo dos EUA. Até o momento, apenas as Filipinas e a República Checa fizeram essa opção. Em abril, a Rússia já havia anunciado o reconhecimento de Jerusalém ocidental como capital de Israel, mas ao mesmo tempo defendeu Jerusalém Oriental como a capital de um futuro estado da Palestina.

O Conselho de Segurança da ONU irá se reunir para debater o assunto nesta sexta-feira ( 8 ), enquanto o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, mobilizará todos os países muçulmanos em uma cúpula dia 13, em Istambul.


https://goo.gl/mJFd3X

-







-
Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.
Salmos 119:105



Voltar ao Topo Ir em baixo
M.Rogério
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 3431
nascido em : 19/07/1972
inscrito em : 01/09/2011
Idade : 46
Localização : Anápolis

MensagemAssunto: Re: Governo brasileiro NÃO apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém   Dom 10 Dez 2017, 18:14

O Brasil ou melhor o Temer é uma formiguinha,e o Donald Trump ,resolve isso fácil,basta anunciar cortes nas importações brasileiras que a opinião muda rapidamente o atual governo não tem base para definir a razão e decisão de sua nação

-







-
"Somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" (Efésios 2:10). 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Governo brasileiro NÃO apoia decisão dos EUA sobre Jerusalém
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Brasileiro usa 51 min do trabalho na net
» Governo iraniano declara a guerra aos cristãos
» Amar é uma decisão, não um sentimento
» Governo vai lançar o bolsa-avião
» ABSURDO O QUE O GOVERNO ESTÁ DANDO NAS ESCOLAS, veja !!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: NOTÍCIAS DO MOMENTO E AVISOS GERAIS.-
Ir para: