SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque, se com a tua boca confessares Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; Romanos 10.9

http://i.imgur.com/WOeDEht.jpg
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
32 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 32 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 00:53 por Paulo Cezar

» QUANDO NÃO HÁ PROFECIA...Pv.29.12. O povo se corrompe.
Ontem à(s) 19:32 por guganic

» 200 igrejas são atacadas e símbolos cristãos destruídos por islâmicos
Ontem à(s) 15:48 por Henrique

» Zimbábue: Como a oração derrotou a ditadura mais longa do mundo
Seg 20 Nov 2017, 12:11 por Henrique

» A todos adiministradores e membros do forum .
Seg 20 Nov 2017, 12:04 por Henrique

» Damares - Na Mesa do Rei
Seg 20 Nov 2017, 11:50 por jairo nuness

» Como permanecer encorajado quando você quer desistir (Parte 2)
Sab 18 Nov 2017, 20:09 por Henrique

» Frase do dia.
Sex 17 Nov 2017, 21:35 por Henrique

» Como permanecer encorajado quando você quer desistir
Sex 17 Nov 2017, 20:04 por Henrique

» Quais os requisitos bíblicos para o batismo?
Qui 16 Nov 2017, 10:50 por Henrique

» NOS ÚLTIMOS TEMPOS...
Qua 15 Nov 2017, 18:39 por Henrique

» Nós não assistimos o culto, mas prestamos culto!
Ter 14 Nov 2017, 23:38 por Henrique

» O amor de Deus é condicional?
Sab 11 Nov 2017, 15:08 por Henrique

» A PRÁTICA DO JEJUM - (Mt.9.14,15) Sua participaçãoa aqui.
Qui 09 Nov 2017, 22:47 por Henrique

» Como eu posso buscar Deus de forma consciente?
Qui 09 Nov 2017, 21:48 por Xnessax15

» A DOUTRINA DO DÍZIMO. Pt. 5 A PALAVRA DE CRISTO SOBRE O DÍZIMO
Seg 06 Nov 2017, 16:12 por guganic

» Como é que DEUS teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro
Dom 05 Nov 2017, 21:26 por Henrique

» DE QUE SE QUEIXA O HOMEM?
Sab 04 Nov 2017, 02:26 por guganic

» É pecado fazer juramentos?
Sex 03 Nov 2017, 22:27 por Henrique

» Cristãos são expulsos de cafeteria por proprietário gay
Qui 02 Nov 2017, 16:35 por M.Rogério

» É pecado o uso de camisinha ( preservativo ) nas relações sexuais?
Qua 01 Nov 2017, 21:43 por Henrique

» Melhor é ir à casa onde há luto do que ir a casa onde há banquete
Qua 01 Nov 2017, 20:58 por Henrique

» Aos gritos de “Alá é grande”, terrorista muçulmano mata oito pessoas em Nova York
Qua 01 Nov 2017, 10:10 por Henrique

» Católicos invadem culto para protestar contra Reforma
Qua 01 Nov 2017, 09:54 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Evangelho placebo. Por Edvanio Silva.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Henrique

avatar

RELIGIAO : Cristão, denominação: Batista
Masculino Mensagens : 5307
nascido em : 27/01/1961
inscrito em : 09/09/2011
Idade : 56
Localização : São Paulo, capital

MensagemAssunto: Evangelho placebo. Por Edvanio Silva.   Dom 17 Mar 2013, 14:00

Essa semana li no face a frase de Paul Washer que diz o porquê dos falsos profetas prosperarem e porque o evangelho que eu chamo de "efeito placebo" lota as igrejas.
No post, Paul diz que prosperam por uma razão muito simples; " eles dizem o que o povo quer ouvir."

Decidi pesquisar e ir mais fundo nisso. Mas primeiro vamos ao significado de placebo e porque ele existe:
Placebo, ( indicativo do verbo latino placere, significando literalmente "agradarei") é um tratamento inerte, que pode ser na forma de um fármaco, e que apresenta efeitos terapêuticos devido aos efeitos fisiológicos da crença do paciente de que está sendo tratado. Medicamentos com princípios ativos também podem ter algum efeito placebo, apresentando efeitos terapêuticos diferentes do esperado. Por exemplo, um comprimido de vitamina C pode aliviar a dor de cabeça de quem acredite estar ingerindo um analgésico, sendo um exemplo clássico de engodo em que, o que "cura" não é o conteúdo do que é ingerido mas sim a forma ( aqui na minha analogia com o evangelho placebo o que satisfaz não é o conteúdo do evangelho mas a maneira como é ministrado, a manipulação da esperança pela benção, cura e libertação) Muitas vezes essa manipulação da esperança-fé, se torna o próprio remédio para os males dos aflitos.

Evangelho placebo é na verdade uma auto-ilusão e um auto-engano.
Fatos assim acontecem porque somos seres sugestionáveis. Mais ainda, tendemos inconscientemente à autoilusão e ao autoengano. Aceitamos como verdadeiro ou válido o que é falso ou inválido. Buscamos maneiras de justificar nossas atitudes para que se mostrem coerentes. Cometemos erros de interpretação e encontramos padrões onde eles não existem criticando dados que nos são desfavoráveis e relevando dados ambíguos ou inconsistentes que nos apóiem.( vide a queda de Adão e Eva )

Outro aspecto deste evangelho.Profecias auto-realizável:
Ocorre todos os anos. Pastores, apóstolos e bispas desfilam suas previsões sobre o cenário político- nacional, sobre a vida e a família da ovelha-paciente e impaciente pelas bênçãos, promessas e vitorias para o ano seguinte. As promessas e previsoēs apresentadas são muito conhecidas ( seus sonhos se realizarão, porta que se abrirão, casamento, a tua cura...e por ai vai).
Para os mais diversos fins estão sempre gravitando em torno de um ponto médio. É um trabalho de futurologia conjunto. De forma linear, todos, acabam, acertando, pois o erro colegiado deixa de ser equívoco e passa a ser fatalismo.

Isso, que apresentei acima, é um dos lados do evangelho placebo semelhante ao medicamento, que empresta lhe o nome por não conter nenhum principio ativo. O placebo é ministrado para agir no psiquico-emocional quando o paciente sofre de uma dor de cabeça ou mal estar, ele é condicionado a tomar algo sem nenhum principio ativo para não ficar intoxicado pela sua compulsão hipocondríaca . A ministração médica do efeito placebo faz isso controladamente mas quem ministra o evangelho placebo faz isso para controlar, causar dependência e esse é o lado mais sombrio do evangelho placebo, quando ele causa um terror psicológico sobre pessoas normais e boas, erradas ou corretas que não sabem mais discernir ilusão de realidade.

Nenhum médico em sã consciência ministraria um placebo a um paciente com câncer, AIDS ou tuberculose por que sabe que estaria cometendo um crime, mas os ministros do evangelho placebo tem um outro alvo, que não é a cura do paciente e sim a dependência, o vicio em promessas e bênçãos- placebos e fazem isso sem se quer sentirem- se culpados de algum crime porque o que importa é o que eles colhem com o resultado desta dependência emocional, lucro,poder e fama. São charlatões ministradores de placebos até para pacientes em estado espiritual terminal, como recentemente ( esta no you tube) uma prostituta com câncer e enfeitiçada, que sobrevive vendendo seu corpo em um club num pais frio da Europa dizer, em conversa por vídeo conferência a um bispo, que vai doar todo o dinheiro de uma semana de " trabalho" para contribuir na construção do mega templo de Salomão e em troca o pastor disse que iria ministrar- lhe todas as bênçãos ( placebos) para que ela, pasmem, prosperasse mais. Esse é o lado criminoso deste evangelho placebo.

Agora compare voce mesmo os dois placebos:
O placebo (pílula de açúcar ou de farinha) é uma substância inerte, usada com controle em uma experiência, ministrada a um paciente com promessa de propriedades benéficas sem que este saiba não haver, na verdade, qualquer princípio ativo no que está tomando. É um instrumento de cunho psicológico. Sem considerar todo o debate ético que envolve sua aplicação, seu conceito consiste em agir sobre o emocional, e não sobre o aspecto clínico do paciente. É uma forma de manipulação per se.

O Evangelho Placebo: ( jargões de açúcar e frases de efeito sabor de mel) é uma substancia inócua usada para controlar e provocar experiências emocionais em pessoas impacientes e ansiosas por promessas de vitorias sem que este saiba não haver, na verdade, qualquer principio bíblico no que esta recebendo. É um evangelho de cunho psicológico. Seu conceito consiste em agir sobre o emocional, e não sobre o estado espiritual do pecador para leva- lo ao arrependimento. É uma forma de manipulação per si.

O que voce esta tomando? É para a vida eterna, ou para a morte?

Edvanio Silva.


-







-
Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.
Salmos 119:105



Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Evangelho placebo. Por Edvanio Silva.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A Loucura do Evangelho ou as Loucuras dos Evangélicos?
» Final do evangelho de Marcos: Invenção de copistas
» > Regulamento do Fórum Evangelho
» O evangelho já foi pregado em todo o mundo ??
» As Boas Novas do Reino e o Evangelho Perdido de Yeshua

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: