SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seLogin
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. ” Gálatas 2:20
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
20 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Ontem à(s) 10:40 por Paulo Cezar

»  NEM TUDO ESTÁ PERDIDO! At.13.1,2.
Ontem à(s) 08:26 por guganic

» Frase do dia.
Ontem à(s) 08:17 por B.V.

»  VIVENDO EM MEIO À CRISE DO DESÂNIMO II Co. 4.8-10
Qui 08 Dez 2016, 22:54 por guganic

» Emoção! Cabrine encontra Bíblia de Neto(chapecoense)nos destroços do avião
Qui 08 Dez 2016, 22:20 por M.Rogério

» Lula volta a Criticar os evangélicos da lava jato!
Qui 08 Dez 2016, 22:12 por M.Rogério

» Quando a morte sé torna vida
Qui 08 Dez 2016, 22:08 por M.Rogério

» Tópico Exclusivo Pregações
Qui 08 Dez 2016, 22:02 por M.Rogério

» AFINAL COMEMOREMOS O NATAL OU NÃO?
Ter 06 Dez 2016, 12:54 por Henrique

» Eu não posso viver sem ti adorar!
Seg 05 Dez 2016, 19:35 por M.Rogério

» NEEMIAS, O HOMEM MAIS IMPORTANTE DO REINO - Ne. 2.1-8. -
Seg 05 Dez 2016, 12:10 por jairo nuness

» Pedi, e dar-se-vos-á. (Mateus 7.7) DEVOCIONAL
Seg 05 Dez 2016, 09:34 por Henrique

» Deus é quem criou o diabo ?(mas sobre predestinação)
Dom 04 Dez 2016, 18:27 por B.V.

»  MOVIDOS PELA GRAÇA At.4.32-35
Dom 04 Dez 2016, 15:21 por guganic

»  Fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade... DEVOCIONAL
Sex 02 Dez 2016, 09:43 por Henrique

» 30 LOUVORES QUE EDIFICAM PARA OUVIR EM 2017 - As Melhores Músicas Gospel
Qui 01 Dez 2016, 20:28 por Paulo Cezar

» Musicas Gospel para ouvir , Orar e Meditar.
Qui 01 Dez 2016, 20:27 por Paulo Cezar

» VERSICULO DO DIA
Qui 01 Dez 2016, 16:27 por Paulo Cezar

» FILHOS NUMA TERRA DISTANTE Lc. 15.11-16
Qua 30 Nov 2016, 12:29 por guganic

» Pastora Sarah Sheeva “zera” as redes sociais com post sobre seus “10 anos sem ver aquilo maravilhoso
Qua 30 Nov 2016, 08:23 por Henrique

» O mal uso da internet
Ter 29 Nov 2016, 20:27 por M.Rogério

» O Evangelho não é algo a ser pregado somente aos escolhidos, mas a TODOS os homens.
Ter 29 Nov 2016, 19:59 por M.Rogério

» Dom de línguas
Ter 29 Nov 2016, 10:37 por salomão

» ESCOLA BÍBLICA, PRIMEIRA PARTE, NOVEMBRO A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO.
Ter 29 Nov 2016, 07:53 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 APOSTASIA: O ENGANO FINAL E SEU ANTÍDOTO (Cap. 3,4)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
silas gomes de souza
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : cristianismo
Masculino Mensagens : 1628
nascido em : 21/07/1958
inscrito em : 22/11/2012
Idade : 58
Localização : SÃO PAULO - CAPITAL

MensagemAssunto: APOSTASIA: O ENGANO FINAL E SEU ANTÍDOTO (Cap. 3,4)   Qua 20 Fev 2013, 20:47

Capítulo 3: Um Estado de Escuridão

O resultado da rebelião contra Deus se voltando para os maus espíritos é um estado de escuridão, tal como descrito em Isaías capítulo 8:
“E passarão pela terra duramente oprimidos e famintos; e será que, tendo fome, e enfurecendo-se, então amaldiçoarão ao seu rei e ao seu Deus, olhando para cima. E, olhando para a terra, eis que haverá angústia e escuridão, e sombras de ansiedade, e serão empurrados para as trevas” (Isaías 8:21-22).

Quando o povo dos dias de Isaías se afastou de Deus, eles procuraram o conselho de ídolos e forças demoníacas para orientá-los. Os pareceres desses seres estavam mais em harmonia com o que seus corações pecadores queriam ouvir. Mas essas forças estão elas mesmas acorrentadas na escuridão por causa de sua rebelião contra o Senhor:

“Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo” (2 Pedro 2:4).

Pedro está usando uma linguagem simbólica; Os anjos caídos estão acorrentados por sua rebelião, eles não podem mais se arrepender, nem têm qualquer desejo de fazê-lo. Eles não estão, literalmente, acorrentados, mas estão em escuridão espiritual, aguardando o julgamento final. Se Deus lhes desse um milhão de anos eles não iriam mudar. Portanto, aqueles que os consultam também acabarão em rebelião contra Deus e em estado de escuridão.

Quando eu estava morando no alojamento estudantil, uma noite decidiram desligar a eletricidade por um curto período de tempo. Lembro-me do local estar em escuridão total e me perguntei se houvesse um incêndio se as pessoas encontrariam o caminho para fora do edifício. Eu nunca tinha percebido o quão escuro o local poderia ficar. Viver com iluminação artificial faz com que seja difícil apreciar a escuridão total.

Onde eu moro, nunca é verdadeiramente escuro a menos que haja um corte de energia na iluminação pública. Somente na ausência da luz que nós realmente apreciamos a que nos é concedida a cada dia. Num sentido espiritual, somos muito privilegiados por termos a luz de Deus em nossas vidas, mas se nos afastamos de Deus, fatalmente acabamos em trevas espirituais.
Aqueles que buscam os espíritos também se desviam da lei de Deus. Como conseqüência disto, rejeitam a Palavra do Senhor e vivem uma vida pecaminosa.

As pessoas preferem as mensagens dos falsos profetas que profetizam coisas agradáveis para elas (Isaías 30:10), no final dos tempos as pessoas já não suportarão a sã doutrina, mas encontrarão professores que lhes dirão o que seus ouvidos querem ouvir (2 Timóteo 4:3-4).

O livro de Ezequiel está cheio de desculpas que o povo deu ao ignorar as impopulares mensagens do profeta, eles disseram que os dias foram prorrogados e as visões falharam (Ezequiel 12:22), eles tentaram culpar seus pais pelas calamidades que lhes havia acontecido (Ezequiel 18:02), e preferiram ouvir aos falsos profetas que lhes davam uma falsa sensação de segurança (Ezequiel 13:03, 10-11).

O coração pecaminoso se rebela contra a lei de Deus (Romanos 8:7-Cool e é naturalmente mau (Jeremias 17:9). Ao longo da história, as pessoas tendem a ignorar as verdadeiras mensagens de Deus que as convidam ao arrependimento e as advertem de um dia de juízo.
O motivo para a rebelião contra a Palavra do Senhor é que ela irrita o coração pecaminoso e perturba a consciência, as pessoas querem que lhes seja dito que elas podem fazer o que quiserem sem sofrerem quaisquer consequências. Elas querem um evangelho fácil como desculpa para o seu modo de vida.

Nos dias de Noé, o povo não atendeu ao pregador da justiça (2 Pedro 2:5), que os chamou ao arrependimento, e como resultado pereceram no dilúvio. O resultado da desobediência à lei de Deus é a destruição, porque é uma rejeição ao Autor da Vida (Atos 3:15).
Não devemos pensar nas leis de Deus como restritivas; elas foram feitas para nosso benefício.

Pense o que a sociedade seria se todos seguissem os dez mandamentos! Ou imagine como as estradas e rodovias seriam se ninguém seguisse as regras. Quanto tempo seria necessário para que as ruas de uma cidade ficassem bloqueadas se não houvessem restrições de estacionamento?
Como as pessoas dos dias de Isaías, também temos uma escolha a fazer. Jesus, o sol da justiça, ressuscitou trazendo cura nas suas asas para o Seu povo (Malaquias 4:2). Podemos andar na luz se quisermos, porque a Luz do mundo veio para nos iluminar (João 8:12).

Jesus veio não apenas para curar a cegueira física, mas também para curar aqueles que estão espiritualmente cegos. Nós não precisamos tropeçar sobre o nevoeiro dos erros, ou na escuridão da incredulidade; ampla ajuda nos têm sido provida para nos guiar no caminho da vida eterna (João 12:35-36). Sem Jesus, nunca poderemos encontrar nosso caminho de volta para nosso lar eterno, não podemos salvar a nós mesmos, sem a ajuda divina.

Estar perdido pode ser uma experiência assustadora, eu ouvi de um caminhante que se perdeu por dias em uma densa floresta. Quando ele finalmente saiu, ele estava em êxtase por encontrar outras pessoas! Muitos viajantes pereceram perto de encontrarem ajuda nas tempestades de neve, às vezes a apenas alguns metros de distância da ajuda. Neste mundo, Deus providenciou um guia, cabe a nós saber como responder, a nossa vida eterna depende dessa escolha. Nós não precisamos ficar congelados nas tempestades desta vida, ou tropeçar sobre a escuridão até perecer.
Um dos maiores obstáculos para a restauração espiritual e escolha do caminho da vida é o amor ao dinheiro. Jesus associou as trevas ao amor às riquezas.

“se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas” (Mateus 6:23-24).

O amor ao dinheiro sufoca a alma, como as ervas daninhas sufocam a semente que está a crescer (Mateus 13:22). Aqueles que se voltam para às riquezas também se afastam de Deus, não podemos servir a dois senhores. O amor ao dinheiro é uma força avassaladora que se transforma em um deus. Muitas vezes esta é a motivação para se voltar ao espiritismo: tornar-se rico, famoso ou poderoso nesta vida. Essas foram as mesmas tentações que Satanás usou para tentar Jesus a desistir de sua missão de auto-sacrifício em prol da humanidade (Mateus 4:1-11).

O resultado da tentativa de servir a Deus e às Riquezas é uma raiz de amargura cresçendo na alma [12] (Hebreus 12:15-16). Nos locais escuros da alma, as raízes de amargura crescem e finalmente florescem em rebelião aberta contra Deus.
Conta-se a história de um mendigo que ganhou um milhão de dólares em um cassino, toda a sua vida poderia ter mudado, mas dentro de uma semana, ele tinha jogado tudo fora e retornou à sua vida de sem teto.

O espiritismo é um pouco assim, prometendo muitas coisas mas deixando as pessoas destituídas de alma. Diz-se frequentemente sobre alguns negócios que, “é bom demais para ser verdade”. Consultores financeiros que afirmam que o boom de crédito nunca vai acabar, ou que os mercados financeiros estão em uma nova plataforma e não podem falhar, ou que o investimento vai crescer em 500% a cada ano, estão fazendo afirmações que são boas demais para serem verdade e, inevitavelmente, a bolha estoura, e muitas pessoas gananciosas que entraram na escada rolante na esperança de ficarem ricas, vêem toda estrutura ruir sob o seu peso.

No tempo de Amós o povo foi descrito como um carro sobrecarregado, prestes a desabar (Amós 2:13). O Espiritismo é assim, parece grande no início, alertas de perigo são ignorados porque muito já foi investido e as promessas parecem tão grandes, mas no fim terminam em lágrimas.
O povo dos dias de Isaías acabou em perplexidade, fome, escuridão e raiva porque estavam sofrendo os resultados da sua própria desobediência [13].

Na raiva eles tentaram culpar seus líderes e à Deus, mas sua escolha os tinha levado a esta condição. Eles eram como pessoas à procura de algo que não conseguiam encontrar, como os professores nos dias de Paulo, que estavam sempre aprendendo, mas nunca chegando ao conhecimento da verdade. Neste mundo as pessoas procuram por algo melhor, mas elas não sabem o que estão procurando. A boa notícia é que uma luz se acendeu para nos guiar através da escuridão, como um farol em meio a uma tempestade ou estrelas que brilham no céu à noite (Daniel 12:3).

Se os enganados estiverem dispostos a seguirem a luz antes que seja tarde demais, ela irá guiá-los com segurança às margens celeste e evitará o naufrágio de suas almas sobre as rochas da apostasia.
Conta-se a história de um faroleiro ao qual lhe foi perguntado se ele poderia ter certeza de que nenhuma de suas luzes iria se apagar. O homem respondeu que ele tinha certeza sobre isso, por que ele receberia uma carta de um porto distante se as luzes estivessem fracas ou queimadas alertando que os navios foram postos em perigo [14].

Os cristãos têm o dever de deixarem sua luz brilhar na escuridão deste mundo corrupto; não é seguro apagar a luz nem por um instante, pois quem saberá se uma alma perdida a poderá seguir nas intempéries da vida. Como a luz do sol brilha em cada canto do mundo, assim a luz de Deus deve brilhar em todo lugar [15]. Não temos o direito de esconder nossa luz sob um alqueire (Mateus 5:15-16).

Capítulo 4: Desilusão

Quando as pessoas são seduzidas pelo espiritismo, talvez na esperança de obterem a felicidade, fama ou fortuna, elas acabam em um estado de ilusão. Paulo descreveu a condição delas como tendo a consciência cauterizada por um ferro quente (1 Timóteo 4:2). Elas já não podem discernir entre a verdade e o erro e acreditam que o que é mau seja bom (Isaías 5:20-21). Talvez, de alguma forma suas almas também estejam marcadas pelos poderes do mal [16]. Quando você passa o ferro e queima alguma coisa, é óbvio; que você pode ver a queimadura e sentir seu cheiro. Jesus disse que, pelos seus frutos os conhecereis “(Mateus 7:20). Ninguém precisa ser enganado ao se deparar com o caráter destes falsos mestres que alegam serem santos, mas vivem uma vida imoral e são ávidos de ganho.

É uma coisa terrível quando as pessoas acreditam que o bem é mal e o mal é bem. Em seu estado ilusório, elas inevitavelmente pensam que aqueles que defendem as leis de Deus são a causa de seus problemas. Quando Acabe conheceu o profeta Isaías, Ele o acusou de ser o perturbador de Israel (1 Reis 18:17), embora tenha sido sua idolatria que causou o problema (1 Reis 18:18).

É frequentemente o caso que quando os ímpios trazem calamidade sobre uma nação, eles procuram culpar aqueles que os repreenderam por suas ações. Tal foi o caso de Jeremias, que foi acusado de ser um traidor, mesmo que fosse a idolatria nacional que lhes trouxe a ruína “(Jeremias 38:4), Jeremias só estava dando o aviso enviado por Deus para evitarem o desastre. Infelizmente o povo preferiu ouvir os seus falsos profetas, que amenizavam os seus medos, sem necessidade de qualquer mudança em seu comportamento (Jeremias 27:9).

Às vezes as pessoas podem se tornar tão rebeldes que nenhuma mensagem irá despertá-las, a Escritura fala daqueles que se juntam aos seus ídolos (Oséias 4:17). Se as pessoas continuam a pecar e resistir ao Espírito Santo, uma hora, elas vão se endurecer para qualquer argumento para a mudança (Efésios 4:30, Mateus 12:31). Tal foi o caso de Coré e seus seguidores que se rebelaram contra a liderança de Moisés designada por Deus (Número 16:1-3). Mesmo após o julgamento de Deus cair sobre Coré e os líderes da rebelião, seus seguidores estavam tão iludidos que culparam a Moisés, acusando-o de matar o povo do Senhor (Número 16:41)! Quando as pessoas resistem teimosamente ao Espírito Santo, elas podem chegar a um ponto onde nenhuma quantia de milagres ou Escrituras irá convencê-las de que estão erradas (Lucas 16:31).

Alguns dos fariseus e saduceus finalmente chegaram a esse ponto, porque eles continuaram se opondo a Cristo e atribuindo Seus milagres às forças demoníacas (Mateus 12:10-37).

A verdade dos ensinamentos de Jesus, em harmonia com as Escrituras, e o cumprimento das profecias messiânicas fornecia provas suficientes de que seu ministério era de Deus (João 5:39). Os fariseus eram orgulhosos demais para se arrependerem ou admitirem que estavam errados.

Os enganos dos últimos dias envolverá sinais e milagres falsificados de tal natureza que iludirá as pessoas. No entanto, o povo não vai aceitar essas ilusões sem primeiro ouvir e rejeitar a verdade (2 Tessalonicenses 2:11-12); isso porque eles se recusam a amar a verdade que eles acreditam ser uma mentira. Eles passam a acreditar que podem escapar do julgamento de Deus (Malaquias 2:17). Tornaram-se como as pessoas nos dias de Isaías, que pensavam que tinham feito um pacto com a morte:

“Porquanto dizeis: Fizemos aliança com a morte, e com o inferno fizemos acordo; quando passar o dilúvio do açoite, não chegará a nós, porque pusemos a mentira por nosso refúgio, e debaixo da falsidade nos escondemos” (Isaías 28:15).

Isso remonta ao engano inicial, quando Satanás disse a Eva que ela não morreria (Gênesis 3:4), e sugeriu que sua desobediência a faria mais feliz (Gênesis 3:5). Este é o engodo do espiritismo, que vamos ganhar algum conhecimento ou poder com a desobediência a Deus. Mas no final isso acaba por se tornar uma amarga decepção. Adão e Eva foram informados de que eles voltariam ao pó. No entanto, o seu caso não era sem esperança porque eles tinham sido enganados e tentados ao invés de terem feito uma decisão deliberada de rejeitar a Deus como Satanás havia feito, então foi-lhes dada a promessa de um futuro libertador (Gênesis 3:15).

Para as pessoas dos dias de Isaías, Deus disse que iria anular seu pacto de morte (Isaías 28:18), este era um contrato inválido! A única maneira de escapar da morte eterna é através do arrependimento. Há apenas um caminho para a humanidade ser redimida e herdar a vida eterna, e é através do arrependimento e fé em Cristo (Atos 2:38; 16:31).
A oferta de Satanás à Eva parecia ser boa, mas era uma miragem.

Os viajantes através do deserto são muitas vezes enganados por essas ilusões que podem ser fatais, levando o viajante sedento de um lugar para outro até que se torne irremediavelmente perdido e desanimado. As pessoas às vezes têm a idéia de que podem ir longe com suas ações imprudentes ou ilegais, como os fumantes que ignoram as advertências de saúde, ou os motoristas que pensam que podem quebrar o limite de velocidade e nunca serem pegos. Mas a realidade mais cedo ou mais tarde os apanha.

Foi dito de alguns líderes nazistas que quando seu Reich começou a ruir eles se sentiram como que acordando de um sonho. Seus delírios de grandeza estavam sendo quebrados pela realidade. Seria muito melhor para as pessoas atenderem às advertências dadas para seu bem-estar ao invés de sofrerem as conseqüências; hoje, os fumantes recebem advertências claras sobre os perigos do tabaco, assim eles não têm desculpa. Ninguém será capaz de culpar a Deus no dia do juízo; pois optaram por ignorar a lei de Deus (Romanos 2:12-16).

Mesmo aqueles que não conhecem a Deus, em sua consciência, conhecem o certo do errado. O espiritismo, por outro lado é como um maço de cigarros que afirma que você nunca vai ficar doente, é bom demais para ser verdade!

- O Sono da Alma

Uma das razões por que as pessoas acreditam que a obediência a Deus não é importante é o conceito da alma imortal que se supõe vai para o céu ou algum outro lugar depois da morte. Mesmo que esse conceito seja amplamente aceito em muitas igrejas ele não tem uma base bíblica e é um remanescente dos erros que penetraram na igreja durante a Idade das Trevas.

A Bíblia freqüentemente se refere à morte como um sono [17]. Este conceito foi usado por Jesus, quando a filha de Jairo morreu, Ele disse que ela estava dormindo (Mateus 9:24) e começou a chamá-la de volta à vida. Em outra ocasião, quando falou da morte de Lázaro, Ele disse que ele estava dormindo, mas iria acordá-lo (João 11:11-13). Os discípulos não entenderam o verdadeiro significado de suas palavras, então ele teve que dizer-lhes claramente que Lázaro estava morto.

Está claro que Marta acreditava que Lázaro seria ressuscitado no último dia (João 11:24); ela não disse nada de Lázaro já estar no céu.
Por que ela pediria para Lázaro ser ressuscitado se ela achasse que ele já estava no céu aproveitando o paraíso? Isso sim seria uma coisa cruel, ser chamado de volta do Céu a este mundo pecaminoso!

Jesus falou do dia em que os mortos sairiam de suas tumbas (João 5:28-29) e disse para não nos surpreendermos com isso. O apóstolo Paulo chegou a dizer que, se os mortos não ressuscitam, então também Cristo não ressuscitou e nossa fé é vã (1 Coríntios 15:13-14). Em sua primeira carta aos Tessalonicenses, ele disse que os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro e os descreveu como dormindo (1 Tessalonicenses 4:15-16).

Se a alma já tivesse ido para o céu, não haveria muito sentido uma ressurreição no último dia!

No dia de Pentecostes, Pedro disse que Davi não havia subido ao céu, mas ainda estava em seu túmulo (Atos 2:29, 34), mostrando claramente que não há existência após a morte até a ressurreição. Uma série de outros textos bíblicos apóiam este conceito:

“Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento” (Eclesiastes 9:5).

“Sai-lhe o espírito, volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos” (Salmo 146:4).

“Prevaleces para sempre contra ele, e ele passa; mudas o seu rosto e o despedes. Os seus filhos recebem honras, sem que ele o saiba; são humilhados sem que ele o perceba” (Jó 14:20-21).

Estes textos mostram que não há consciência na morte, ela é como um sono sem sonhos. A próxima coisa que uma pessoa morta sabe será a ressurreição tanto para a vida como para a condenação. Talvez uma das melhores Escrituras vêm do Livro de Daniel, que mostra o sono da morte até a ressurreição:

“E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno” (Daniel 12:2).

Em nossa condição pecaminosa, nós não somos imortais, a imortalidade é um dom concedido no retorno de Cristo para os justos (1 Coríntios 15:53), quando o mortal se revestirá da imortalidade. Jesus deixou claro que não seremos levados para o céu, até que Ele tenha preparado um lugar para nós e volte para nos buscar:

“NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também“ (João 14:1-3).

É interessante que Jó esperava ser ressuscitado depois da morte, e ver Deus em sua própria carne (Jó 19,26-27).

Tormento eterno e aniquilação

Há versos nas Escrituras que sugerem que os perdidos sofrerão um tormento eterno. Este é o lugar onde o princípio de um pouco aqui e um pouco ali, linha sobre linha e preceito sobre preceito é importante (Isaías 28:10). Precisamos pesar um texto com outro para obter o verdadeiro significado quando se estuda uma doutrina bíblica. Os versos que falam de tormento precisam ser equilibrados com os que falam de aniquilação. Você pode perguntar: como alguém pode ser aniquilado, se será atormentado para sempre, a resposta está no significado das palavras gregas e Hebraicas, que nós traduzimos como “sempre”.

A palavra grega “aion / aionios” e seu equivalente hebraico “olam”, são geralmente traduzidas como “para sempre”, mas às vezes são usadas na Bíblia com um sentido não-eterno [18], como a palavra “sempre” [19].

Por exemplo, se eu disser que eu sempre vivi aqui, isso não significa eternidade. O contexto determina quanto tempo é “sempre”. Um olhar sobre alguns versículos relevantes da Bíblia ilustram isso:

-Apocalipse 20:9 os ímpios são consumidos (gr. katesthio). [Em Mateus 13:04 as aves comeram (gr. katesthio) as sementes que caem no caminho]

Apocalipse 20:10, os ímpios são atormentados para sempre (gr. aion)
Deuteronômio 15:17, o escravo servirá para sempre (Hb. olam) = durante a vida

-1 Samuel 1:22 o menino Samuel foi habitar no templo para sempre (Hb. olam)

Filemon-15 Paulo aconselhou Filemom a receber Onésimo para sempre (gr. aionios)

Podemos ver que estas duas palavras nem sempre são usadas no sentido de eternidade, mas pode significar um período limitado até que algum acontecimento tenha sido concluído.

Portanto, podemos concluir que os maus são atormentados apenas até serem consumidos pelo fogo do inferno. Este contraste é visto em Apocalipse 20:9-10 onde o versículo 9 diz que os maus serão consumidos, mas o versículo 10 diz que eles serão atormentados “para sempre”.

A única maneira de conciliar estes dois versos é que os ímpios são atormentados até que sejam consumidos. Esta interpretação é apoiada pelas Escrituras, tais como Malaquias 4:1 que diz que os ímpios serão queimados como o restolho. No entanto, a destruição dos ímpios é eterna no sentido de que eles nunca voltarão à vida.

Faz parte do plano de Satanás retratar Deus como atormentando os pecadores por toda a eternidade [20] (João 8:44, Apocalipse 12:10). A verdade é que Deus ama todas as pessoas e não quer que nenhuma se perca (2 Pedro 3:9, Ezequiel 33:11). Aqueles que persistentemente recusarem a Sua graça irão um dia perder a sua alma, mas Deus não permitirá que sejam atormentados pela eternidade. Jesus disse que Deus tem o poder de destruir o corpo e a alma no inferno (Mateus 10:28), o que mostra que a alma não é indestrutível.

A Epístola aos Hebreus diz que a morte de Jesus forneceu os meios para a destruição dos demônios “(Hebreus 2:14); ao contrário a crença popular, o próprio diabo será destruído no fogo do inferno!
No reino de Deus e na Nova Terra, não haverá mais pecado, sofrimento e morte (Apoc. 21:3-4). Não haverá tormento ardendo para estragar a felicidade dos remidos.

Tendo em vista que a alma não é imortal, fica a pergunta: de onde veio essa idéia da imortalidade da alma? Parece ter vindo de filósofos gregos [21]. Ela foi baseada em uma filosofia dualista que via as coisas materiais como inferiores, a mesma filosofia que levou à heresia gnóstica.

O relato da Criação em Gênesis descreve o homem como sendo composto pelo pó da terra e pelo sopro da vida tornando-se assim uma alma vivente (Gênesis 2:7). A morte é simplesmente a reversão deste processo quando o pó retorna à terra e o sopro da vida à Deus (Eclesiastes 12:7); naquele momento a alma deixa de existir, exceto na memória de Deus até a ressurreição. Embora a ressurreição dos mortos seja um mistério, podemos ser gratos que Deus tem uma memória perfeita, e nada é impossível para Ele (Lucas 1:37). Quando Deus promete que os mortos serão ressuscitados, podemos ter certeza que isso vai acontecer (Isaías 55:11). Pelo poder de Sua palavra Ele fez o mundo (Salmo 33:6), e pelo mesmo poder, Ele chamará os mortos de volta à vida.

A crença em uma alma imortal é uma fraqueza que permitirá que Satanás se infiltre na igreja nos últimos dias com suas filosofias espiritualistas [22]. As formas modernas de entretenimento, como televisão e jogos de computador contém conceitos camuflados e mensagens que estão sendo sutilmente gravadas na mente de uma pessoa sem que ela esteja ciente disso. Gradualmente, ao longo do tempo estes conceitos começam a ser aceitos pela sociedade. Uma mensagem da mídia é que os fantasmas e espíritos são interessantes e bons.

O aumento de interesse em tais coisas é o resultado da operação dos poderes demoníacos que tentam atrair à outros para um estado similar de trevas e rebelião contra Deus. Eles estão sutilmente preparando o mundo para a crise final.
Outro exemplo é a teoria da evolução, que erodiu a confiança das pessoas no livro que pode salvá-las do que está por vir sobre a terra. Este é um exemplo de lavagem cerebral, por isso muitas pessoas acreditam que a teoria da evolução é um fato, quando nunca foi provado cientificamente que um animal de uma espécie pode evoluir para uma outra espécie [23]. Os registros fósseis falharam em produzir qualquer prova de que esse processo já ocorreu; os elos perdidos ainda estão desaparecidos, no entanto, multidões acreditam nisso! A erosão da confiança das pessoas nas Escrituras as deixa vulneráveis ao engano final.

Em meu primeiro livro “Explorando o Santuário Celestial” eu esbocei como as profecias da Bíblia têm sido cumpridas na história, o que fornece provas irrefutáveis de que a Bíblia é a Palavra de Deus. É importante aprender as Escrituras e memorizar textos importantes dela para nos preparar para o engano final:

“Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça”(2 Timóteo 3:16).

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
APOSTASIA: O ENGANO FINAL E SEU ANTÍDOTO (Cap. 3,4)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» ISRAEL: MAIOR SINAL DOS FINAL DOS TEMPOS
» [Sugestão de leitura] A Grande Apostasia - Steve Gallagher
» Daniel 8 fala de Roma e NÃO de Antíoco Epifânio
» APOSTASIA: A chocante diminuição dos cristãos nos Estados Unidos
» Calcular velocidade final (fisica 1)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: