SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque, se com a tua boca confessares Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; Romanos 10.9

http://i.imgur.com/WOeDEht.jpg
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
33 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 33 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» A única verdadeira liberdade
Hoje à(s) 10:18 por Henrique

» VASSOURAS NOVAS (Um tema para se refletir)
Ontem à(s) 09:59 por jairo nuness

» VERSICULO DO DIA
Ontem à(s) 09:57 por jairo nuness

»  ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/3 - SOMENTE PELA GRAÇA / OS CINCO SOLAS
Sab 16 Set 2017, 14:04 por Henrique

» Crescem os rumores sobre o “sinal no céu” do dia 23 de setembro
Sab 16 Set 2017, 11:41 por Henrique

» Minuto com Deus!!!
Sab 16 Set 2017, 02:16 por Paulo Cezar

» Declaração publicada pelo Conselho sobre a Masculinidade e Feminilidade Bíblica
Qui 14 Set 2017, 00:42 por Henrique

» Paul Washer - Igrejas e as Técnicas Carnais
Qui 14 Set 2017, 00:22 por Henrique

» Por quê Deus permite tais catástrofes?
Ter 12 Set 2017, 22:34 por Henrique

» A graça deve ser livre
Sab 09 Set 2017, 21:45 por Henrique

» TESTEMUNHO FORTE QUE LEVOU A IGREJA ÀS LÁGRIMAS
Sab 09 Set 2017, 02:34 por Paulo Cezar

» ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/2 - SOMENTE CRISTO / OS CINCO SOLAS
Sab 09 Set 2017, 01:07 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/1 - SOMENTE AS ESCRITURAS / OS CINCO SOLAS
Sex 08 Set 2017, 21:54 por Henrique

»  Independência ou morte! Impunidade e morte!
Sex 08 Set 2017, 21:02 por Henrique

» O que significa a letra mata, mas o espírito vivifica?
Qui 07 Set 2017, 23:44 por Henrique

» Frase do dia.
Qua 06 Set 2017, 10:37 por Henrique

» O QUE FOI A REFORMA PROTESTANTE? 500 anos da reforma. Os Valdenses
Ter 05 Set 2017, 21:11 por Henrique

» CURANDO AS FONTES DA VIDA. II Rs.2.19-22
Ter 05 Set 2017, 11:23 por guganic

» Cantinho do humor cristão.
Seg 04 Set 2017, 21:12 por Henrique

» Cuidado com o Significado Oculto da Raiz de uma Palavra
Qui 31 Ago 2017, 22:02 por Henrique

» A adoração em sua igreja é mais pagã do que cristã?
Qui 31 Ago 2017, 07:14 por M.Rogério

» ESCOLA BÍBLICA - A JUDAIZAÇÃO DA IGREJA !!! Considerações finais !!! (Aula 4 - Agosto/2017)
Ter 29 Ago 2017, 21:17 por B.V.

» Cristãos têm que continuar confessando seus pecados? Segunda parte.
Seg 28 Ago 2017, 21:17 por Henrique

» Se eu morrer sem confessar um pecado vou para o inferno?
Seg 28 Ago 2017, 21:14 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 A CONVERSÃO DE ABRAÃO - Uma revelação progressiva. Gn.15.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
guganic

avatar

Mensagens : 2091
inscrito em : 08/08/2011

MensagemAssunto: A CONVERSÃO DE ABRAÃO - Uma revelação progressiva. Gn.15.   Qui 07 Fev 2013, 09:57

A CONVERSÃO DE ABRAÃO
Uma revelação progressiva

Gn. 15.5
Então o levou para fora e disse: Olha, agora, para os céus e conta as estrelas, se as pode contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente.

Deus não costuma revelar ao homem o que deseja revelar de uma só vez. Geralmente ele revela partes e em pequenas proporções.

Mas o objetivo de revelar ele tem e na maioria das vezes ele o faz em pequenas porções e sempre atraindo nossa atenção para isto.

Na revelação geral de Deus um dos objetivos é suprir a ecessidade natural do homem e a persuasão da alma deste homem para buscá-lo.

Neste contexto encontramos Abraão.

Todas as tentativas divinas de conservar a raça humana pura haviam falhado.

E agora com um método o mais radical possível e com medidas extremas, Deus separa um que serviria a este plano: Abrão.

Arrancando-o da sua própria terra, Ur, e separando Abrão dos parentes e amigos, Deus o faria perder todas as conveniências de uma cidade muitíssimo civilizada na sua época: Ur. (Gn. 12.1).

Sair sem saber para onde, mesmo que seja uma ordem divina é ter em mente que as circunstâncias da vida mudam o tempo todo e longe de casa os resultados podem ser indigestos.

Mas deixar para trás os parentes, os amigos e a cidade natal, era um propósito de Deus, afim de que Abrão aprendesse o mais depressa possível a depender só de Deus.

Deus sabia, Abraão era o homem talhado para seu projeto de uma raça pura para servi-lo sobre a face da Terra.

O propósito de Deus era separar Abraão de toda a sua família.

Mas os relatos bíblicos mostram que em Harã a família ainda estava com Abrão. (Gn. 11.31).

Foi em Harã, (Gn. 11.32) que Tera, o seu pai morreu; ao prosseguir viagem para Canaã, (Gn. 12.4) seu sobrinho Ló, o acompanhou.

Deus sabia que Ló seria um tropeço na vida de Abraão e uma dificuldade no plano de Deus para Abrão.

Ninguém há que saiba eliminar dificuldades como o nosso Deus elimina. A contenda entre os pastores de Ló e Abrão foi a grande portunidade de Deus. (Gn. 13.7-11).

Abrão era herdeiro de tudo, mais como altruísta que era, deu a Ló a oportunidade de mostrar todo seu egoísmo, escolhendo a campina do Jordão.

E depois disto Deus manda Abrão olhar para a terra.

Gn. 13.14
Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;
Vs.15
Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre.

Deus fez a Abrão uma revelação de caráter material a benção da provisão de cada dia: olhar para a terra.

Por causa de Ló, Abraão poderia ter arrumado uma encrenca sem precedentes para toda sua vida com Querdolaomer.

Mas nesta hora Deus tinha uma nova revelação a fazer e por isto pediu: Olha agora para o céu. (vs.5).

É bom o homem chamado por Deus viver atento às solicitações e revelações divinas, pois elas são progressivas.

A nova revelação era de caráter espiritual; estava ligada às coisas da terra, mas envolvia os céus. - Olhar para cima deve ser o lema de quem depende de Deus.

Depois da oferta do sacrifício e da aceitação de Deus (Gn. 15.9-18.) estabelecendo uma aliança entre ambos, Abraão agora olhou para Deus. E O viu no meio do sacrifício como uma tocha acesa.

O progresso da revelação está nesta ordem: olhou para terra, depois olhou para os céus, e agora olhou e viu Deus.

Nos carvalhais de Manre ou Moré, (Gn. 18.1) Abraão levantou os olhos e viu três homens. Um era o Filho na Sua preexistência.

Gn. 18.2
E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro e inclinou-se a terra.
Vs.3
E disse: Meu Senhor, se agora tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que não passes de teu servo.

Quando temos visões de Deus, nosso plano espiritual de vida passa para um nível de comportamento mais elevado e tudo nós fazemos para agradar a Deus.

Deus revelou para Abraão e Sara que o tempo de cumprir a promessa havia chegado (Gn. 18.10). E Sara concebeu.

Como o plano de Deus envolvia melhorar, criar uma raça pura para servi-lo melhor sobre a terra Deus revelou para Abraão, a última parte de Seu excelente plano: Um substituto.

Gn 22.13
Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um Carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o Carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.

Pela fé o que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito.

Hb. 11.17
Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito.

II Co. 1.20
Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, (O substituto) e por ele o Amém, para glória de Deus por nós.

O progresso da revelação agora está nesta ordem: olhou para terra, depois olhou para os céus, e agora olhou e viu Deus que imediatamente lhe mostrou o substituto, o Carneiro.

Abraão nunca perguntou ao Senhor, e o Senhor também nunca revelou para Abrão como se cumpriria a promessa sobre seu herdeiro. A fé não precisa de explicações.

O fato de crer lhe foi imputado para justiça e isto ilustra perfeitamente que o homem não é justificado pelas obras da lei, e sim pela obra que é resultado de uma fé pura em Deus.

Não foi pela Lei nem pelas obras, mas pela fé que Abraão foi justificado. Porque a obra que ele praticou foi de fé. (Tg. 2.21-23).

Deus ia fazer alguma coisa que não esta à vista de Abraão e ele acreditou nisto, ainda que não estivesse à vista: isto é fé na pessoa do Pai.

Justificados mediante a fé (Rm. 5.1) é que temos paz com Deus e isto é um conceito aplicado da graça Salvadora, proveniente do Substituo imolado no Calvário.

A justificação foi uma bênção para Abrão e ainda hoje, a justificação é uma bênção na vida do indivíduo justificado. Isto é uma obra da Graça de Deus: Cristo.

Concluímos, pois que o homem é justificado pela fé (Rm. 3.24) independentemente das obras da lei.

Abraão atingiu este progresso espiritual depois de sair de Ur e quem saiu das trevas para a luz prospera pela fé, na luz de Cristo.


Guganic



Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A CONVERSÃO DE ABRAÃO - Uma revelação progressiva. Gn.15.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» A CONVERSÃO DE ABRAÃO - Uma revelação progressiva. Gn.15. Sua partcipação aqui se o desejar
» A CONVERSÃO DE ABRAÃO - Uma revelação progressiva. Gn.15.
» Quimica - Conversões
» Pacto com Abraão - Porque somente D'us passou entre os pedaços dos animais sacrificados?
» Quantos são os dons espirituais? Profecia e Revelação são dons distintos?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: