SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6:23

ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
34 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 33 Visitantes :: 1 Motor de busca

goime

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Lazaro: Eu Te Amo Tanto [DVD Completo / Qualidade original]
Ontem à(s) 12:37 por jairo nuness

» Escola biblica novembro Aprendendo a viver em tempos difíceis
Ontem à(s) 12:30 por jairo nuness

» UM MONUMENTO À DESOBEDIÊNCIA -Lc.17.32-
Sex 09 Nov 2018, 10:28 por guganic

» O céu é ganhado a força?
Ter 06 Nov 2018, 18:41 por M.Rogério

» Discurso emocionante
Dom 04 Nov 2018, 13:50 por guganic

»  A perseverança na fé nos tempos difíceis.
Dom 04 Nov 2018, 13:12 por jairo nuness

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A PORTA! II Semestre outubro de 2018 Pt IV
Sab 27 Out 2018, 22:33 por guganic

» “Sou cristão”, diz Haddad; Em entrevista ao Roda Viva, candidato citou versículo fake
Sab 27 Out 2018, 15:04 por Henrique

» Evangélico morre após ser espancado por eleitores de Haddad em Fortaleza
Qui 25 Out 2018, 17:56 por Henrique

» 6 princípios para votar como um cristão
Qua 24 Out 2018, 21:41 por Henrique

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A VIDA! II Semestre outubro de 2018 Pt III
Sab 20 Out 2018, 20:19 por guganic

» Islâmicos pedem o enforcamento de cristã que questionou a crença em Maomé, no Paquistão
Ter 16 Out 2018, 21:04 por M.Rogério

» O que devemos orar?
Ter 16 Out 2018, 20:56 por M.Rogério

» A Crescente Crise por trás da História Evangélica de Sucesso no Brasil
Ter 16 Out 2018, 20:46 por M.Rogério

» O Papel da Lei na Evangelização
Ter 16 Out 2018, 20:39 por M.Rogério

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU A VERDADE! II Semestre outubro de 2018 Pt II
Sab 13 Out 2018, 12:03 por guganic

» O que é a Oração do Senhor?
Seg 08 Out 2018, 21:00 por Henrique

» E.B. Tema: DISSE JESUS: EU SOU O CAMINHO! II Semestre outubro de 2018 Pt I
Sab 06 Out 2018, 07:25 por guganic

» 13 razões porque não vou votar no PT
Ter 02 Out 2018, 08:19 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA - AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO! A Terceira e a Quarta! (Aula 4 - Setembro/2018)
Dom 30 Set 2018, 19:57 por B.V.

» Líderes evangélicos lançam manifesto pedindo que fiéis apoiem candidatos conservadores
Sex 28 Set 2018, 21:17 por Henrique

» Columa50 Seja bem vindo.
Qui 27 Set 2018, 23:51 por guganic

»  A CONTRADIÇÃO E O CAMINHO DE CORÉ. Nm.16.(Uma palavra pastoral)
Qui 27 Set 2018, 23:43 por guganic

» ESCOLA BÍBLICA - AS VIAGENS MISSIONÁRIAS DE PAULO! A Segunda! (Aula 3 - Setembro/2018)
Qua 26 Set 2018, 21:20 por B.V.

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 O PODER DA TENTAÇÃO Mt. 6.9-13

Ir em baixo 
AutorMensagem
guganic

avatar

Mensagens : 2159
inscrito em : 08/08/2011

MensagemAssunto: O PODER DA TENTAÇÃO Mt. 6.9-13   Qui 06 Jul 2017, 10:25

                       
                  O PODER DA TENTAÇÃO
                                         Mt. 6.9-13
 
Vs.13a
E não nos deixes cair em tentação.
 
De uma feita estava Jesus orando em certo lugar e um dos seus discípulos lhe pediu: Senhor ensina-nos orar. (Lc. 11.1,2) Então ele os ensinou.
 
Além de enfatizar o perdão mútuo, na oração do “Pai Nosso” há também uma súplica para que o Pai celeste não nos deixe cair em tentação.
 
Ninguém estar livre de ser tentado e não é pecado alguém ser tentado.
 
Na realidade, toda tentação tem uma finalidade; do ponto de vista de Deus a tentação deve nos fortalecer.
 
As tentações são como algumas provas: servem para apurar, para depurar melhorar a nossa índole; o nosso caráter.
 
Do ponto de vista do Diabo, a tentação deve derrotar-nos.
 
A Bíblia ensina-nos, ela nos mostra claramente, que Satanás é O agente da tentação, (I Ts. 3.5) e, é também o primeiro Tentador; e quando ele profere mentira fala do que lhe é próprio. (Jo. 8.44)
 
Depois da queda do homem no Éden, o Tentador mais uma vez, com sua arte e primorosa capacidade de dialogar (dialética) se contrapondo contra Deus tentou enredar Eva na luta contra o Reino de Deus. Não conseguiu.
 
Não conseguiu porque de pronto o Senhor Deus frustrou-lhes a investida colocando entre ele (o Tentador) e a mulher (Eva) uma ferrenha inimizade.
 
E da inimizade que perdura entre o Tentador e a mulher (Gn. 3.15) é que brotou a amizade entre Deus e a raça humana: Jesus Cristo o Homem.
 
Ora, se o Tentador de nossas almas tivesse se aliançado com Eva em sua luta contra Deus, a propagação da raça humana talvez não acontecesse, pois influenciado pelo cujo, a mulher se recusaria a procriar de Adão.
 
Está escrito que cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. (Tg. 1.14)

A “cobiça”, não é nada mais nem nada menos do que o desejo; o que é que o Tentador faz?

Analisa nossos desejos ainda que estes possam até, serem momentâneos. E isto ele faz desde a nossa mais tenra idade.
 
A partir desse instante dependendo dos desejos que temos e for conveniente ao inimigo de nossas almas, ele colocará diante de nossos olhos e sempre que puder o objeto da nossa cobiça ou desejo; a isto chamamos tentação.
 
Desde a nossa meninice o período da nossa inocência, o Tentador observa nossas tendências, nossas escolhas, o nosso comportamento e atitudes; ele tem de cada um de nós um dossier completo e sempre atualizado.
 
A partir dos primeiros instantes de nossa existência quando já passamos a ser observados pelo Tentador, dependendo dos nossos desejos e atitudes ou comportamento, fornecemos a ele, tudo que ele precisa saber de nós.
 
Dentro deste contexto, o Tentador colocará diante de nossos cinco sentidos tudo que possa aguçar mais e mais a nossa cobiça. -Desejo desenfreado-
 
Algumas oportunidades para nos tentar o Tentador sempre cria e outras oportunidades que ele tem, nós mesmos criamos e ele oportunista como é, sempre está apostos para facilitar que caiamos na hora da tentação.
 
A tentação é a instigação é o meio, a causa, que desperta ou induz o nosso desejo já manifesto de fazer ou deixar de fazer algo. Quando o Tentador nos incita a pecar contra Deus isto é tentação.
 
O que mais Jesus sentia depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites?

E o Tentador aproximando-se de Jesus lhe disse o que
 
“Se és Filho de Deus (Mt. 4.2,3) manda que estas pedras se transformem em pães” – Pão não serve para saciar a fome? Serve. –
 
Seria algum pecado o Senhor se alimentar com pão depois de jejuar? Não.

Porém, nas condições em que a Bíblia nos registra o fato, Jesus estaria fazendo a vontade do diabo; e isto é cair em tentação.
 
Está escrito: Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, (I Jo 2.16) não procedem do Pai, mas procede do mundo.
 
O mundo é uma poderosa fonte de tentação (I Jo 5.19) justamente porque o mundo inteiro jaz no maligno.


Concupiscência dos olhos: desejos por mulheres (Mt. 5.28.); olhos cheios de adultério até mesmo homem com homem e mulher com mulher. (II Pd 2.14) Rm 1.18-28; avareza Lc. 12.15; Todas as coisas desejadas;Ec.2.10.
 
A soberba da vida: Egocentrismo, egolatria Ez. 28.11.17 II Co 10.12
 
Auto-justificação, Jó. 32.1 e etc. Concupiscência da carne: (Gl. 5.19-21)
 
A atração para fazer o mal e ser proibido de fazê-lo é uma grande tentação para quem gosta de fazer o mal.
 
Como cada um é tentado pela sua própria cobiça quando ela o atrai, então a cobiça depois de haver concebido, dá à luz o pecado. (Tg. 1.15)
 
Então, a saída é tornar a nossa cobiça uma mulher estéril, infértil, incapaz de conceber; a qualquer custo a cobiça deve ser impossibilitada de gerar.
 
 – Disse Jesus: vigiai e orai para que não entreis em tentação. (Mc. 14.38.)

Biblicamente falando: qualquer estimulo que nos leve a prática do pecado é pura tentação.
 
Tanto no grego (Peiramós) como no hebraico (Massah) tentação significa teste, provação prova.
 
Na verdade tentação no grego significa “Peirasmos”, ou seja: a tentação para a prática do mal.
 
É por isto que devemos orar e vigiar para não entrar em tentação; porque se entrar e cair na hora da tentação sempre o que estaremos praticando é o mal, e o pecado não é nada bom; é mau que gera a morte espiritual.
 
Tentação é justamente isto: instigação, indução para o mal, desejo intenso de algo censurável, coisa ou pessoa que provoca desejos.
 
Se o individuo é diabético e tem um desejo intenso de tomar um litro do refrigerante da sua preferência, se não beber do tal refrigerante, venceu o desejo, ou melhor, a tentação de tomá-lo. Caso contrário caiu em tentação.
 
Tg. 1.12
Bem-aventurado o homem que suporta a tentação; porque,quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.
 
 
 
Guganic
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O PODER DA TENTAÇÃO Mt. 6.9-13
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O PODER DA TENTAÇÃO Mt. 6.9-13
» Todo o poder foi dado a Jesus. E Deus?
» O SENHOR DISSE;Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões....TE COVIDO A LER
» COMO OBTER VITÓRIA SOBRE A TENTAÇÃO?
» Perda de Poder Aquisitivo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: