SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seLogin
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. ” Gálatas 2:20
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
10 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 10 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Deus é quem criou o diabo ?(mas sobre predestinação)
Hoje à(s) 00:07 por M.Rogério

»  Fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade... DEVOCIONAL
Ontem à(s) 09:43 por Henrique

» 30 LOUVORES QUE EDIFICAM PARA OUVIR EM 2017 - As Melhores Músicas Gospel
Qui 01 Dez 2016, 20:28 por Paulo Cezar

» Musicas Gospel para ouvir , Orar e Meditar.
Qui 01 Dez 2016, 20:27 por Paulo Cezar

» VERSICULO DO DIA
Qui 01 Dez 2016, 16:27 por Paulo Cezar

» Minuto com Deus!!!
Qui 01 Dez 2016, 09:52 por Paulo Cezar

» FILHOS NUMA TERRA DISTANTE Lc. 15.11-16
Qua 30 Nov 2016, 12:29 por guganic

» Pastora Sarah Sheeva “zera” as redes sociais com post sobre seus “10 anos sem ver aquilo maravilhoso
Qua 30 Nov 2016, 08:23 por Henrique

» Frase do dia.
Ter 29 Nov 2016, 20:32 por M.Rogério

» O mal uso da internet
Ter 29 Nov 2016, 20:27 por M.Rogério

» O Evangelho não é algo a ser pregado somente aos escolhidos, mas a TODOS os homens.
Ter 29 Nov 2016, 19:59 por M.Rogério

» Dom de línguas
Ter 29 Nov 2016, 10:37 por salomão

» ESCOLA BÍBLICA, PRIMEIRA PARTE, NOVEMBRO A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO.
Ter 29 Nov 2016, 07:53 por Henrique

» Escola Bíblica, Novembro. Segunda parte. A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO
Ter 29 Nov 2016, 07:51 por Henrique

» A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO. Comentários
Ter 29 Nov 2016, 07:40 por Henrique

»  Escola Bíblica, Novembro. Terceira parte. A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO
Ter 29 Nov 2016, 07:34 por Henrique

» A origem do dia de sábado
Sex 25 Nov 2016, 20:35 por salomão

» A VERDADEIRA LIBERDADE - Para proclamar libertação aos cativos. (Lucas 4.18) DEVOCIONAL
Sex 25 Nov 2016, 10:22 por Henrique

» O ÚNICO MANDAMENTO (Jo. 2.1-11) ... DE MARIA.
Qui 24 Nov 2016, 15:53 por guganic

» SIMEÃO E A PROFUNDA AFLIÇÃO DE MARIA Lc. 2.25-35
Qui 24 Nov 2016, 15:42 por guganic

» Evangelista Mauro Ferreira , Mensagens aos jovens
Qui 24 Nov 2016, 15:10 por elizeu crepaldi

» Que a Biblia diz sobre batismo pelos mortos.
Qua 23 Nov 2016, 21:20 por Henrique

» Papa estende a todos os padres poder de perdoar aborto
Qua 23 Nov 2016, 21:09 por Henrique

»  O ALFA E ÔMEGA: O PRINCÍPIO E O FIM. Ap.1.8.
Qua 23 Nov 2016, 11:28 por jairo nuness

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 7º - A Avareza ou Ganancia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Souza j
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


Feminino Mensagens : 48
inscrito em : 30/07/2011

MensagemAssunto: 7º - A Avareza ou Ganancia   Dom 18 Set 2011, 14:39

A AVAREZA OU GANÂNCIA

A avareza, parente próximo da cobiça, é provavelmente um dos piores parentes dela. De fato, o apóstolo Paulo, em Timóteo 6:10, afirma: "Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males."
Os homens, tangidos pela avareza, roubam, assaltam, atacam, defraudam, caluniam e matam. A avareza foi um dos primeiros pecados a levantar sua venenosa cabeça no Jardim do Éden. Em Gênesis 3:6,vemos que "Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu." O pecado da avareza como que faz parte do homem natural, assim como a respiração. Do berço ao túmulo, ela motiva nossas ações e amolda os nossos padrões de conduta.
Tal pecado tem forçado também o nosso caminho, penetrando em nossa ideologia ética. Assim, as afirmativas de que "a preservação da própria existência é o instinto dominante do homem", de que "a proteção própria é a primeira lei da vida", e de que "devemos sempre buscar ser o primeiro" não passam de adágios de avareza.
O Jardim do Éden era um lugar de beleza indescritível, mas o pecado da avareza destruiu tudo aquilo. Depois do pecado, tornou-se um lugar soturno e nebuloso, com a flamejante espada do juízo a percorrer todo o seu domínio, A vida só poderia ser santificada com a bem-aventurança do Éden, e o homem só gozará da comunhão com Deus quando obtiver vitória sobre o nojento pecado da cobiça ou avareza. Nenhum pecado nos rouba tanto a beleza e radiância da vida como o da avareza, ou ganância.
Percorra as páginas da Bíblia e você verá, prezado leitor, o rastro da abjeta miséria que este pecado mortal deixou na história da humanidade. Foi a ganância ímpia e desnaturada em pós dum ganho visceralmente egoístico que arrastou o rei Acabe a cobiçar a vinha de Nabote e a matá-lo para criminosamente conseguir seu negro e ganancioso desiderato. Mas a voz de Deus veio a Acabe, dizendo-lhe: "No lugar em que os cães lamberam o sangue de Nabote, os cães lamberão o teu sangue, o teu mesmo" (I Reis 21:19).
A ganância primeiro requer nossas almas, depois sela o nosso destino. Acabe nem sequer sonhou que a inocente sementeira da cobiça em seu coração lhe traria aquela terrível colheita de morte e juízo. Os irmãos de José semearam a insignificante semente da ganância e cobiça quando venderam seu inocente irmão José para ser escravo no Egito. Nem sequer podiam imaginar a colheita de fome e miséria que obteriam quando a ganância frutificasse.
O homem rico, de quem Jesus nos falou, semeou grãos de egoísmo e ganância, e Jesus disse que ele colheria aquilo mesmo em grande abundância. Ele logo veio a perceber a futilidade com que suas tulhas e celeiros lhe presentearam: tinha-os abarrotados, tinha os bolsos cheios, mas o coração estava inteiramente vazio. Logo caiu morto, ouvindo a voz divina que lhe dizia: "Insensato, esta noite te pedirão a tua alma" (Lucas 12:20).
Judas, tangido pela ganância, vendeu seu Senhor por trinta moedas de prata, e por fim percebeu, com amargura e remorso, que de nada lhe valia a vida sem Cristo. Atirando as manchadas moedas aos pés dos gananciosos homens com quem tramara a triste barganha, saiu da presença deles e foi enforcar-se. A verdade nua e crua é esta: muito antes de Judas tirar sua própria vida, a alma dele já estava morta – fora enforcada e morta pela avareza ou ganância.
A todos os Acabes e Judas e loucos deste mundo, que vivem egoísta e gananciosamente, Jesus diz em Lucas12:21 – "Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus."
A ganância busca na vida mais do que aquilo que lhe pertence. Ela engana, rouba, mente e mata para alcançar seus objetivos. A Bíblia nos ensina que nascemos já com o pecado da ganância em nosso coração. Em Jeremias 6:13 lemos: "Porque desde o menor deles até o maior, cada um se dá à avareza." As crianças nascem já naturalmente inclinadas ao egoísmo, à avidez, à avareza. Conquanto não possam fazer conhecidos por palavras os seus desejos, têm um modo de fazer isso.
Vivi algum tempo num lar em que a mãe, a avó, a doméstica e o pai corriam em todas as direções, num doentio esforço para gratificar e satisfazer os desejos dum filho único. As crianças, mesmo crescidas, são egoístas por natureza. "Papai, que é que o senhor trouxe para mim?" é linguagem familiar e comum em meu lar como certamente o é no do leitor amigo.
Jeremias disse que "desde o menor deles até o maior, cada um se dá à avareza." Enquanto o filho pródigo cantou a melodia do "Dá-me", seu quinhão foi miséria, necessidade, solidão e fome; mas, quando a trocou pelo cântico do "Perdoa-me", ele se viu então num estado de comunhão, conforto e abundância.
Carlos Kingsley disse: "Se você quiser viver miseravelmente, pense somente em si; pense no que precisa, no que gosta e no respeito e atenções que você quer que os outros lhe dêem – e então para você nada lhe será puro. Você estragará tudo quanto suas mãos tocarem. Você extrairá apenas miséria e desencanto de tudo quanto há de bom. Você será tão infeliz quanto e como quiser."
Em Romanos 1:29, a ganância é posta no mesmo nível dos pecados viciosos e condenáveis, quando se diz: "estando cheios de toda a injustiça, malícia, avareza, maldade." Na mesma Carta, em Rom. 13:9, a avareza, ou ganância, é mencionaria ao lado do homicídio, do adultério, do roubo e da mentira. Este pecado, que tem emperrado o desenvolvimento espiritual de tantos cristãos e que, no entanto, parece tão inofensivo, é catalogado pela Palavra de Deus como um dos mais hediondos e mais destruidores instrumentos de Satã. De fato, a Bíblia vai mais longe ainda, e nos alerta, dizendo categoricamente que o cobiçoso e o culpado de avareza não herdarão o Reino de Deus (I Coríntios 6:10).
A Bíblia nos ensina que a ganância é idolatria. Uma moeda de prata pode estar tão perto de seus olhos que lhe impeça de ver o sol. E o amor do dinheiro pode encher seu coração de tal maneira que exclua inteiramente a Deus de sua vida. Neste século de crasso materialismo, a consumidora paixão das coisas e lucros imateriais tem levado inúmeras pessoas a se esquecerem das judiciosas palavras de Jesus, contidas em Marcos 8:36: "Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?" Quando forem consultados os registros de nossa vida, será que eles só apresentarão lucros em reais?! De que adiantará isso?
O amor ao dinheiro corrói o coração do homem, rouba-lhe a felicidade e o põe em guerra contra os outros. A ganância de um país, por anexar a si o solo de outro, muitas e muitas vezes desencadeado pilhagens e guerras, vitimando populações inocentes e desarmadas. Os poderosos, em várias ocasiões, levados por motivos ocultos e inconfessáveis, têm espoliado e oprimido os fracos. Patrões desalmados e gananciosos, através dos séculos, vêm explorando o sangue de seus empregados, mesmo quando suas consciências lhes dizem que não estão pagando salários correspondentes ao serviço feito pelos operários.
Foi o pecado da ganância que criou a escravatura e o seu doloroso séquito de sofrimentos, que engendrou as misérias e mortes que acompanharam essa praga da raça humana. O amor do dinheiro é que produz os roubos que os nossos jornais registam diariamente, e que muitas vezes desembocam em homicídios. É a ganância que induz o vendedor de leite a adicionar-lhe água para lucrar mais, e que ensina o lavrador a colocar as boas maçãs por cima das meio apodrecidas. É a ganância que faz o advogado mentir, e que leva o mercador a escamotear seus fregueses.
Os pais romanos dos séculos antigos costumavam dizer a seus filhos: "Ganhe dinheiro honestamente, se puder; mas, em qualquer caso, ganhe dinheiro."
O grande pecado deste mundo é a ganância, a avareza. Inclinamo-nos tanto a ganhar dinheiro que não nos sobra tempo para Deus e para os deveres religiosos. Muitas casas e lojas comerciais permanecem desnecessariamente abertas aos domingos, e profana-se assim o dia do Senhor para se ganhar uns reais a mais.
Quantas e quantas vezes tenho convidado pessoas para irem à igreja, e me respondem que precisam trabalhar! Estão de tal forma preocupadas com ganhar dinheiro que não têm tempo para Deus. Os norte-americanos e outros mais povos da terra não vêem que, nessa ânsia de facilidades, conforto, luxo e de ganhar dinheiro, podem perder tudo num abrir e fechar de olhos, na mais temível e horripilante destruição que o mundo jamais experimentou. Eu, em nome de Deus, digo a esses povos: "Despertai, despertai, antes que seja tarde!"
É o pecado da ganância que faz ferver o sangue dos jogadores, dos apostadores, endurecendo aos poucos seus corações de tal forma que chegam a perder não só o dinheiro e a saúde, mas também suas almas.
Há algum tempo, um grupo de turistas que passava pelo Vale da Morte (Death Valley), na Califórnia, topou com um esqueleto humano nas dunas daquele deserto. Por entre os ossos das mãos do esqueleto estavam presas placas de mica, cujas piritas, semelhantes ao ouro, certamente haviam iludido o pobre homem. Tomara ele por ouro os veios amarelos de laica. Num pedaço de papel, que foi achado por baixo daquele esqueleto, ainda se podia ler estas palavras – "Died rich" – morro rico. Pensara ele que estava rico, mas a morte o apanhara, e lá morrera sozinho. Assim é que as riquezas enganam os homens. Se não ternos outra coisa senão dinheiro, somos desgraçadamente os mais pobres deste mundo.
Há muita gente que pensa que é rica por causa de sua segurança ou boas condições econômicas. Mas, para afim Deus, são mais do que pobres. Um dos quadros mais tristes, apresentados pelo Novo Testamento, é o daquele moço rico que saiu entristecido, da presença de Jesus, tendo seus bolsos cheios de dinheiro, mas o coração vazio. Estava interessado na vida eterna, mas não queria pagar o preço dela. É justamente o que acontece com muita gente hoje em dia. Inúmeros, como o jovem rico, conhecem o caminho – mas não querem pagar o preço.
Não é pecado ser rico. Se você tem ganho seu dinheiro honestamente, Deus o tem na conta de um mordomo Seu, das coisas que Ele lhe tem dado. Agora, se o dinheiro ou a sua riqueza vem prejudicando a sua vida espiritual, daí ela é pecado – e você está vivendo como pobre aos olhos de Deus. Lemos na Bíblia que um bom número de pessoas ricas foram retas e piedosas, e dedicaram suas riquezas ao serviço de Deus.
Fazendo uma comparação com os demais povos do mundo, podemos dizer que quase todos os norte-americanos são ricos. Se você tem sapatos, roupas e comida, conforme os padrões deste mundo, você é rico. O pecado da ganância é hoje um dos maiores, e talvez seja a maior pedra de torpeço para o Reino de Deus no mundo todo.
Há pessoas que acham que é incurável o pecado da ganância, e que o homem, urna vez dominado e controlado por ela não mais encontra a salvação. Reconheço e concordo com o que Jesus disse, pois Ele sabe o que diz. E Ele asseverou que "é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus." (Mateus 19:24). Mas a pessoa culpada do pecado da avareza pode salvar-se.
Você, amigo leitor, pode ser pobre, mas também a ganância e avareza podem ter endurecido o seu coração, tornando-o amargo e invejoso. Mas, você porte alcançar a salvação. Arrependido do seu pecado e com fé no Senhor Jesus é certo que o sangue dEle o purificará de todos os seus pecados. Ao pé da cruz de Jesus Cristo, você recebe o Seu maravilhoso e glorioso perdão – seja qual tenha sido o seu pecado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
7º - A Avareza ou Ganancia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: