SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seLogin
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. ” Gálatas 2:20
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
24 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 24 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 10:40 por Paulo Cezar

»  NEM TUDO ESTÁ PERDIDO! At.13.1,2.
Hoje à(s) 08:26 por guganic

» Frase do dia.
Hoje à(s) 08:17 por B.V.

»  VIVENDO EM MEIO À CRISE DO DESÂNIMO II Co. 4.8-10
Ontem à(s) 22:54 por guganic

» Emoção! Cabrine encontra Bíblia de Neto(chapecoense)nos destroços do avião
Ontem à(s) 22:20 por M.Rogério

» Lula volta a Criticar os evangélicos da lava jato!
Ontem à(s) 22:12 por M.Rogério

» Quando a morte sé torna vida
Ontem à(s) 22:08 por M.Rogério

» Tópico Exclusivo Pregações
Ontem à(s) 22:02 por M.Rogério

» AFINAL COMEMOREMOS O NATAL OU NÃO?
Ter 06 Dez 2016, 12:54 por Henrique

» Eu não posso viver sem ti adorar!
Seg 05 Dez 2016, 19:35 por M.Rogério

» NEEMIAS, O HOMEM MAIS IMPORTANTE DO REINO - Ne. 2.1-8. -
Seg 05 Dez 2016, 12:10 por jairo nuness

» Pedi, e dar-se-vos-á. (Mateus 7.7) DEVOCIONAL
Seg 05 Dez 2016, 09:34 por Henrique

» Deus é quem criou o diabo ?(mas sobre predestinação)
Dom 04 Dez 2016, 18:27 por B.V.

»  MOVIDOS PELA GRAÇA At.4.32-35
Dom 04 Dez 2016, 15:21 por guganic

»  Fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade... DEVOCIONAL
Sex 02 Dez 2016, 09:43 por Henrique

» 30 LOUVORES QUE EDIFICAM PARA OUVIR EM 2017 - As Melhores Músicas Gospel
Qui 01 Dez 2016, 20:28 por Paulo Cezar

» Musicas Gospel para ouvir , Orar e Meditar.
Qui 01 Dez 2016, 20:27 por Paulo Cezar

» VERSICULO DO DIA
Qui 01 Dez 2016, 16:27 por Paulo Cezar

» FILHOS NUMA TERRA DISTANTE Lc. 15.11-16
Qua 30 Nov 2016, 12:29 por guganic

» Pastora Sarah Sheeva “zera” as redes sociais com post sobre seus “10 anos sem ver aquilo maravilhoso
Qua 30 Nov 2016, 08:23 por Henrique

» O mal uso da internet
Ter 29 Nov 2016, 20:27 por M.Rogério

» O Evangelho não é algo a ser pregado somente aos escolhidos, mas a TODOS os homens.
Ter 29 Nov 2016, 19:59 por M.Rogério

» Dom de línguas
Ter 29 Nov 2016, 10:37 por salomão

» ESCOLA BÍBLICA, PRIMEIRA PARTE, NOVEMBRO A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO.
Ter 29 Nov 2016, 07:53 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 4º - Impureza ou Luxúria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Souza j
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


Feminino Mensagens : 48
inscrito em : 30/07/2011

MensagemAssunto: 4º - Impureza ou Luxúria   Dom 18 Set 2011, 14:36

A IMPUREZA OU LUXÚRIA

O pecado da impureza a princípio não parece tão hediondo e venenoso. Aparece ele disfarçado em beleza, simetria e desejabilidade. Não há nada repulsivo a seu respeito. Satã enroupa a sua deusa da luxúria como se fosse um anjo de amor, e a sua aparência tem iludido os homens mais fortes do mundo. O racionalista diz "Afinal, não passa dum instinto mui natural, pois foi Deus quem no-lo deu."
Mas, ouçamos o que a Bíblia nos diz em Provérbios 6:32 e 33: "O que adultera com uma mulher é falto de entendimento; destrói a sua alma o que tal faz. Achará castigo e vilipêndio, e o seu opróbrio nunca se apagará."
Deus abomina o pecado da impureza. Ela tem levado à ruína impérios e raças. Ontem e hoje vem ela destruindo a santidade do lar. Ela trabalha contra a saúde e o desenvolvimento da personalidade, e tem levado milhares à impotência espiritual. Leva milhares ao tribunal do divórcio; milhões de inocentes crianças ela deixa sem lar e leva ao naufrágio a esperança, duma manhã ridente, de muitos jovens.
A impureza é um dos pecados mais revoltantes porque enleia, torce e conspurca um dos mais preciosos dons que Deus concedeu ao homem – o amor – rebaixando-se ao nível bestial. Não obstante, a sua hediondez é, das artimanhas de Satã, a mais comum, a mais disseminada. Os seus sonidos estridentes e roufenhos chegam a nossos ouvidos quase que o dia todo, na forma de histórias picantes e pornográficas, de comentários sujos e de deslavada vulgaridade. Ela chama a nossa atenção através das páginas de nossos jornais e revistas, da televisão e das peças teatrais nem sempre limpas e decentes.
A impureza tem, é certo, um melhor corretor de propaganda do que a pureza. Em geral o povo considera a pureza como coisa delambida, tendo-se a impureza na conta de requinte e elegância. Essa é a maior "lista de mercadorias" que o diabo já apresentou à raça humana. Vendendo-se sexo por atacado, explora-se a excitação momentânea, mas as conseqüências do vicioso pecado são funestas. Satã nunca fala no remorso, na futilidade, na desolação e nem na ruína espiritual que andam de mãos dadas com a imoralidade. Nem tampouco fala ele nos lares desfeitos, nas vidas amarguradas e perdidas, nos cérebros que degradam e nos corpos que enfermam por causa do comportamento impuro e descontrolado.
Pergunte-se às "shadow girls" de Londres, às "B girls" de Nova Orleans ou às prostitutas comuns de Tóquio se vale a pena viver na impureza. Pergunte-se à mulher tantas vezes divorciada, cujo nome aparece diariamente em nossos jornais, se as trocas de companheiro lhe trouxeram qualquer mudança de coração ou paz íntima. Os jornais publicaram a história duma famosa mulher norte-americana que se casara quatro vezes, e diziam: "Ela se mostra ansiosa e conturbada, cansada e envelhecida." Anotava-se que o brilho radiante de outrora desaparecera do rosto dela, e parecia enfastiada e descontente com a vida. Todo o artificialismo de sua face e aparência exterior era como um símbolo de sua decepção e vacuidade interior.
Pergunte-se aos incuráveis de nossos hospitais e sanatórios, os quais estão pagando caro no corpo o pecado da quebra do sétimo mandamento ("Não adulterarás"), se o pecado traz felicidade. À medida que vêem passar as horas e à medida que a loucura de sua mocidade se avantaja, suas vozes dizem eloqüentemente que "o salário do pecado é a morte" (Romanos 6;23).
O pecado da imoralidade é uma das mais afiadas armas do inferno para a destruição das almas, e Satã a tem usado eficientemente desde a aurora da criação até o dia de hoje. Esse pecado parece que nunca perde o caráter sutil do seu ataque inicial e nem o caráter destruidor de seu resultado final. Sua beleza perde unicamente para a sua natureza mortífera.
Notável escritora norte-americana escreveu um artigo com este título – "Estou Enojada do Sexo" – e com isso queria significar que se sentia mal ao ver isso por toda a parte. E dizia então: "Corro os olhos por uma banca de jornais e revistas, ou fixo-os numa televisão, ali está o assunto do sexo." Ao que parece milhões de norte-americanos discordam dessa escritora.
Certo editor de revistas me disse que para vender bem tais publicações tinha que colocar na capa de frente algo referente a sexo. Em minha opinião este é provavelmente o maior pecado dos Estados Unidos da América do Norte. Ele tem prejudicado e envenenado tanto a sua juventude ao ponto de uma recente estatística confirmar que, em cada dezena de moças, seis tiveram relações sexuais ao atingirem a idade de vinte e um anos.
Nos últimos anos se nos tem dito que a moral é relativa e não absoluta. O humanismo e o behaviorismo riem dos Dez Mandamentos e da idéia de Deus. Ensina-se por aí que o homem é mero animal, e que os jovens devem dar asas a seus sentimentos e paixões. Aos nossos ginasianos e acadêmicos se ensina que aquilo que a geração puritana de ontem condenava já não deve ser levado a sério nos dias atuais. O pecado escarlate agora toma cores róseas, e se caçoa do moço e da moça que buscam uma vida pura e limpa. Deles se riem até algumas das nossas autoridades educacionais! Não admira, pois, que nossas pátrias (os Estados Unidos da América do Norte e as nações latino-americanas) se vejam hoje engolfadas nessa imoral patuscada que está a ameaçar a estrutura de nossa sociedade!
Há três fatos relacionados com a impureza que desejo anotar aqui. Primeiro: o pecado da impureza marca o indivíduo. Nos tristes dias da escravidão, identificava-se o escravo pelas marcas do seu senhor. Quando os homens se deixam dominar pelo pecado, as marcas dele se apresentam nítidas nos escravos do pecado. Assim, olhos vermelhos e bochechas inchadas marcam os alcoólatras; os tiques nervosos marcam as vítimas de entorpecentes; o olhar lascivo denota o impuro de coração e pensamentos; o olhar sobranceiro indica o orgulhoso. São marcas indeléveis de suas perversões íntimas.
A imoralidade, que é o pecado da perversão e imoderação, tem uma maneira especial de revelar aqueles que a abrigam em seu íntimo. O olhar astuto e matreiro e ligeiro, o corar do embaraçamento e a olhadela furtiva – eis as marcas da pessoa impura. São os sinais externos da impureza que lavra no íntimo do indivíduo.
As marcas exteriores, porém, são bem mais leves, comparadas com as manchas que a impureza ocasiona à personalidade e à alma humanas. Complexos de culpa e consciências amortecidas e más se moldam no fogo da licenciosidade. Da prática desordenada da impureza nascem e crescem fobias que chegam a alarmar até mesmo os nossos mais abalizados psiquiatras.
Mas, pior que tudo: a impureza macula nossas almas. A Bíblia diz em Gálatas 5:19: "Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia." E diz ainda a Bíblia que o pecado da impureza é resultado da falácia do pecado. Ela nos diz que "não há quem faça o bem, não há sequer um" (Salmo 14:3), e diz ainda que toda a raça humana padece da doença chamada pecado. E diz também que os culpados do pecado da impureza não poderão herdar o reino de Deus. Jesus interpretou o Sétimo Mandamento, que diz: "Não adulterarás" quando disse: "Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração adulterou com ela" (Mateus 5:28). Jesus asseverou que a pessoa pode tornar-se culpada deste pecado tanto por palavra como por pensamento e por ação. Milhões há hoje inteiramente culpados, e cujas almas estão amarguradas e estragadas pelo pecado da impureza, estando separados de Deus por causa desse pecado que os domina e escraviza.
Vemos ainda que a impureza zomba do indivíduo e o engana descaradamente. O apóstolo Paulo, escrevendo a Tito, revela que ele mesmo conhecera a falácia da impureza, antes de se entregar a Jesus Cristo. Em Tito 3:3 ele diz: "Porque também nós éramos outrora insensatos, desobedientes, extraviados, servindo à várias paixões e deleites. . . "
A impureza tem enganado reis, profetas, sábios e santos. Nunca pense, prezado leitor, nem sequer por um momento, que você está imunizado contra a praga da impureza! Até o grande sábio Salomão, de experiência própria, disse: "Os loucos zombam do pecado" (Prov. 14:9).
Muita gente subestima o poder da impureza. Sansão brincou com a impureza, fez dela uma espécie de esporte, pensando que podia controlá-la, mas acabou sendo dominado por ela, pois a impureza lhe arruinou completamente a vida. Davi, eleito de Deus, também se deixou levar pelo engano da impureza, e, num momento de fraqueza, foi subjugado pelos ruinosos poderes dela – e teve anos tristes e dolorosos em sua vida quando se voltou para Deus, na subida da ladeira do arrependimento. Muitos lares têm sido dissolvidos num ligeiro momento de fraqueza, reinos se têm perdido por causa dum prazer transitório, e a herança eterna muitos a têm perdido por uma hora de divertimento infernal.
A impureza zomba daquelas pessoas que a abrigam em seu íntimo, Ela zomba quando chega o tempo de sua colheita. Em Gálatas 6:7 e 8, o apóstolo Paulo diz: "Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrução..."
A impureza, uma vez atendida e praticada, traz o remorso. Algumas das pessoas mais miseráveis que conheci são essas que vivem com sua consciência a remorder, à lembrança de anos e anos de vacuidade e esbanjamento, gastos na prática da impureza. Deus está pronto a perdoá-las; no entanto, elas não desejam nem querem perdoar-se a si mesmas. A magnitude de seus pecados cresce de ano para ano, e lhes traz a colheita de tristezas, desilusões e remorso. Semearam na carne, e dela obtiveram a corrução. A impureza agora zomba delas, obceca-as e as ridiculariza, Como qualquer outra artimanha ou ardil de Satã, esvaziou-as de tudo quanto é bom e as deixou entregues ao nada a que se reduziram. O Diabo sempre ganha muito e muito na barganha!
A impureza também escraviza. A Bíblia diz em Romanos 6:16: "Não sabeis que daquele a quem vos apresentardes como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis?" Muita gente é hoje dominada pela impureza pelo fato de se ter entregue a ela.
Certo médico de Londres aceitou a Cristo por ocasião da nossa primeira Grande Cruzada de Londres. Antes de sua conversão, entregara-se a paixões animalescas, e tivera vida inteiramente dedicada à impureza, Seu gabinete de leitura fervilhava de literatura e fotos imorais e francamente lascivos. Convertendo-se, e tendo o pensamento agora purificado pela presença de Cristo em sua vida, já não mais suportava aquela literatura e fotos, Que fez, então? Um belo dia reuniu tudo aquilo, foi até uma ponte e atirou tudo ao rio Tâmisa. Tendo passado pelo novo nascimento, entregou-se inteiramente ao novo Senhor – Jesus Cristo. Tornou-se um dos leigos mais ativos da cidade de Londres, e agora todo o mundo o respeita.
Milhões de indivíduos estão presos às gargalheiras da impureza e da imoralidade. Pelo fato de terem obedecido e cedido ao pecado, ele é agora o senhor de suas vidas. "... todo aquele que comete pecado é escravo do pecado" – diz Jesus em João 8:34. Sabem que aquilo que estão fazendo é mau, mas se sentem incapazes de romper com a impureza. O pecado deles já não lhes agrada tanto, mas estão escravizados a ele. É o senhor, o patrão deles! Antes gostavam do pecado; agora o detestam, mas estão escravizados por ele!
Haverá esperança para quem está agrilhoado ao pecado? Sim, é certo que há. Maria Madalena, a mulher do poço de Jacó, bem como a mulher apanhada em adultério, podem cantar em coro:
Há uma fonte, cheia, sim, do sangue
Vertido pelo nosso Emanuel;
E nela os pecadores podem, todos,
Banhar-se e ver-se livres dos pecados.
Há, sim, um sangue que cura o pecado escarlate.
Quando os fariseus trouxeram à presença de Jesus a mulher adúltera, exigiam que se lhe tirasse a vida por apedrejamento. Jesus, inclinando-se, começou a escrever na terra com o dedo. O que Jesus então escreveu (podia bem ter sido os Dez Mandamentos) fez com que os acusadores fossem saindo um a um. E Jesus ficou só com a mulher, e daí lhe perguntou: "Ninguém te condenou?" E ela disse: "Ninguém, Senhor." Jesus então lhe disse: "Nem eu te condeno. Vai-te e não peques mais" (João 8:3-11). Essa mulher impura é o símbolo de todos quantos se deixam prender pelos grilhões da impureza. Pecara, é verdade; mas "todos pecaram, e foram destituídos da glória de Deus" (Romanos 3:23).
Para com o pecado Cristo tem só uma atitude. Ele não o suporta e nem o condena: perdoa-o. Em João 3:17 lemos que Deus enviou o Seu Filho ao mundo não para julgá-lo ou condená-lo, e sim "para salvá-lo". Quando Cristo morreu na cruz, morreu tanto pelo pecado da impureza como por quaisquer outros pecados. É certo que a impureza é apenas um sintoma do pecado original, do pecado em que Davi disse ter nascido e ter sido formado. Toda pessoa que nasce de mulher nasce pecadora. Só há um lugar onde podemos alcançar perdão: ao pé da cruz de Cristo, quando para lá nos dirigimos tangidos pelo arrependimento e pela fé, para receber a Cristo como o nosso Salvador pessoal. É somente baseado na morte de Seu Filho que Deus pode perdoar o pecado.
Se você, amigo leitor, entregar sua vida a Jesus, Deus perdoará todos os pecados que você haja cometido. Ele até Se esquecerá de que você pecou. Você será justificado diante dEle e purificado de toda a impureza. E não só isso: Ele também lhe concederá vitória sobre o pecado. Jesus disse à mulher, adúltera – "Vai-te e não peques mais." Milhares costumam dizer: "Já tentei milhares de vezes, mas nada tenho conseguido." Sim, mas Jesus deu esperança àquela mulher, de que ela alcançaria vitória sobre o pecado. Jesus nunca aconselhou a alguém que fizesse uma coisa para a qual não lhe desse o necessário poder.

Você também, prezado leitor, pode resolver e determinar nunca mais cometer esse pecado. Você não tem forças próprias para isso, mas Cristo pode entrar em seu coração e lhe conceder esse poder sobrenatural para resistir às violentas tentações da paixão carnal. Pelo pecado da impureza, a sua consciência o aguilhoa, a sua memória o obceca e a sociedade o condena – mas Jesus Cristo o salva. Ele pode ser seu. Confesse a Ele seus pecados, receba-O, e deixe que lhe purifique a alma, fazendo de você uma nova criatura.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
4º - Impureza ou Luxúria
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» 4º - Impureza ou Luxúria
» QUESTAO DA PUC
» Impureza em display LCD

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: