SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seLogin
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. ” Gálatas 2:20
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
19 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 19 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Deus é quem criou o diabo ?(mas sobre predestinação)
Hoje à(s) 18:27 por B.V.

»  MOVIDOS PELA GRAÇA At.4.32-35
Hoje à(s) 15:21 por guganic

»  Fiquei sobremodo alegre pela vinda de irmãos e pelo seu testemunho da tua verdade... DEVOCIONAL
Sex 02 Dez 2016, 09:43 por Henrique

» 30 LOUVORES QUE EDIFICAM PARA OUVIR EM 2017 - As Melhores Músicas Gospel
Qui 01 Dez 2016, 20:28 por Paulo Cezar

» Musicas Gospel para ouvir , Orar e Meditar.
Qui 01 Dez 2016, 20:27 por Paulo Cezar

» VERSICULO DO DIA
Qui 01 Dez 2016, 16:27 por Paulo Cezar

» Minuto com Deus!!!
Qui 01 Dez 2016, 09:52 por Paulo Cezar

» FILHOS NUMA TERRA DISTANTE Lc. 15.11-16
Qua 30 Nov 2016, 12:29 por guganic

» Pastora Sarah Sheeva “zera” as redes sociais com post sobre seus “10 anos sem ver aquilo maravilhoso
Qua 30 Nov 2016, 08:23 por Henrique

» Frase do dia.
Ter 29 Nov 2016, 20:32 por M.Rogério

» O mal uso da internet
Ter 29 Nov 2016, 20:27 por M.Rogério

» O Evangelho não é algo a ser pregado somente aos escolhidos, mas a TODOS os homens.
Ter 29 Nov 2016, 19:59 por M.Rogério

» Dom de línguas
Ter 29 Nov 2016, 10:37 por salomão

» ESCOLA BÍBLICA, PRIMEIRA PARTE, NOVEMBRO A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO.
Ter 29 Nov 2016, 07:53 por Henrique

» Escola Bíblica, Novembro. Segunda parte. A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO
Ter 29 Nov 2016, 07:51 por Henrique

» A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO. Comentários
Ter 29 Nov 2016, 07:40 por Henrique

»  Escola Bíblica, Novembro. Terceira parte. A VIDA, A MORTE E O DEPOIS DA MORTE DO CRISTÃO
Ter 29 Nov 2016, 07:34 por Henrique

» A origem do dia de sábado
Sex 25 Nov 2016, 20:35 por salomão

» A VERDADEIRA LIBERDADE - Para proclamar libertação aos cativos. (Lucas 4.18) DEVOCIONAL
Sex 25 Nov 2016, 10:22 por Henrique

» O ÚNICO MANDAMENTO (Jo. 2.1-11) ... DE MARIA.
Qui 24 Nov 2016, 15:53 por guganic

» SIMEÃO E A PROFUNDA AFLIÇÃO DE MARIA Lc. 2.25-35
Qui 24 Nov 2016, 15:42 por guganic

» Evangelista Mauro Ferreira , Mensagens aos jovens
Qui 24 Nov 2016, 15:10 por elizeu crepaldi

» Que a Biblia diz sobre batismo pelos mortos.
Qua 23 Nov 2016, 21:20 por Henrique

» Papa estende a todos os padres poder de perdoar aborto
Qua 23 Nov 2016, 21:09 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

  UM APELO DRAMÁTICO: A MALDIÇÃO DA FIGUEIRA. Mc. 11.12-14

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
guganic



Mensagens : 2018
inscrito em : 08/08/2011

MensagemAssunto: UM APELO DRAMÁTICO: A MALDIÇÃO DA FIGUEIRA. Mc. 11.12-14   Qua 30 Dez 2015, 10:13

UM APELO DRAMÁTICO: A MALDIÇÃO DA FIGUEIRA.


Mc. 11.12
E no dia seguinte, quando saiu de Betânia, teve fome.
Vs.13
Vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos.
Vs.14
E Jesus, falando disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto.
 
Este ato de Jesus Cristo tem dado margens aos opositores do evangelho desacreditar na pessoa e na divindade da natureza mansa de nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Alguém já andou pregando que foi um ato forte e desproporcional e até inconsequente por parte de Jesus.
 
Se não era tempo de figos por que procurá-los?
 
O inicio habitual da estação de figos na região de Israel é no mês de junho, mas os primeiros frutos começam a aparecer mesmo antes que as folhas da primavera despontem nos seus ramos, geralmente antes da Páscoa.
 
“Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi; aparecem às flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma” Ct. 2.11-13
 
Há o figo precoce que amadurece no final de junho, e o figo de verão que amadurece em agosto. O figo de inverno permanecia mais tempo na figueira chegando por mais vezes a ser colhido na primavera.
 
Portanto uma destas três qualidades de figo a referida figueira já que estava com folhas deveria ter produzido, pois os figos aparecem antes da folhagem surgir nos ramos.  
 
Por outro lado, para ser vista à distância a figueira tinha que ter folhas; e uma figueira com folhas é sinal que tem figos ou de inverno, verão ou primavera.
 
Inverno ou verão não era a estação própria como é a primavera daí o acréscimo de Marcos: “Por que não era tempo de figos” e eu acrescento: de primavera; da estação própria.
 
No caso da figueira em questão Jesus percebeu que em estação alguma ela produzia figos pela única razão: era estéril.
 
Quem lê a Bíblia com um pouquinho de atenção percebe que no reino de Deus não há lugar para improdutivos. (Mt.7.19).
 
“Nunca mais coma alguém fruto de ti”. E os seus discípulos ouviram isto. – E o que pensaram sobre esta atitude de Jesus?
 
Se alguém amaldiçoasse e secasse a figueira por conta de um ato de indignação pelo desapontamento de não conseguir saciar sua fome? Já teria sido um ato indigno e o pessoal do “Partido Verde” com os ecologistas da atualidade... Sei não se...
 
Agora imagina se Jesus amaldiçoou e secou a figueira justamente por isto: Por não poder saciar sua fome, por falta de figos em quem devia produzir figos. 
Se realizado por Jesus nestes termos, seria o ato mais indigno do que realizado por outrem qualquer.
 
Jesus amaldiçoou esta figueira pela mesma razão que Jeremias comprou uma botija para quebrá-la (Jr.19) diante dos anciãos do povo e de alguns sacerdotes; para ilustrar a ruína de Jerusalém.
 
Jesus amaldiçoou esta figueira pela mesma razão que o profeta Ezequiel construiu uma maquete da cidade de Jerusalém (Ez.4) e depois queimou; para ilustrar o prolongado cerco e a derrocada de Jerusalém.
 
Assim como Jeremias quebrou a botija nova e Ezequiel tocou fogo na maquete da cidade num ato profético dramático, Jesus Cristo repetiu estes feitos amaldiçoando e secando a figueira que era estéril.
 
Uma figueira que por ser frondosa carregava em si uma promessa de frutos e por isto induzia as pessoas a ter esperança que acabava se transformando em indignação, só decepção. Ter muitas folhas sem frutos era um engano só.
 
Por meio de uma parábola dramatizada, uma atuação profética, Ele estava ressaltando um ponto muito importante concernente à nação.
 
Três anos havia se passado (Lc.13.6-9) que a figueira estéril estava sendo cuidada para ter a oportunidade de produzir e não ocupar a terra inutilmente.
 
Não produzindo frutos de arrependimento (Mt.23.38.) a casa (Jerusalém) ia ficar deserta. A esterilidade espiritual de Israel estava com os dias contados: ou produzia frutos de arrependimento ou seria lançado fora.
 
Jesus nunca agia por impulso, ou tinha atitudes arbitrárias. Cada um de seus atos sobrenaturais tinha um significado espiritual.
 
Quem não entendeu ou entende o significado da figueira estéril ter sido amaldiçoada e ter secado imediatamente desanda a falar o que não deve e criar teorias absurdas sobre o nosso Salvador.
 
Ainda hoje Jesus Cristo sabe que Deus espera do Seu povo produtividade. Vara que não dá  fruto é lançada fora e isto não é arbitrariedade.
 
Uma parábola dramatizada cala mais profundo do que só a verbalização das palavras.
 
A dramatização da figueira estéril serve de alerta para os improdutivos da atualidade e que se dizem: evangélicos.
 
 
Guganic
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
UM APELO DRAMÁTICO: A MALDIÇÃO DA FIGUEIRA. Mc. 11.12-14
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Cientistas descobrem novo código genético: adeus dogma do DNA?
» ângulo crítico
» Comportamento Magnético - Paramagnético, Diamagnético
» A maldição do homem, da mulher e da serpente...
» A cruz é benção ou maldição

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: