SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

O Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns se desviarão da fé e darão ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios; 1 Timóteo 4:1

ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
27 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 26 Visitantes :: 2 Motores de busca

M.Rogério

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Frase do dia.
Ontem à(s) 09:27 por Henrique

» Minuto com Deus!!!
Ontem à(s) 00:59 por Paulo Cezar

» Escola biblica mes de Junho. Tema a volta de Jesus Cristo.
Dom 17 Jun 2018, 10:54 por jairo nuness

» Novo estudo favorece o criacionismo ao dizer que 90% das espécies surgiram ao mesmo tempo
Qui 14 Jun 2018, 20:58 por Henrique

» SERÁ ASSIM QUE O IMPÉRIO ROMANO VAI RESSURGIR?
Qua 13 Jun 2018, 22:07 por Henrique

» DIA DOS NAMORADOS. Então, o que é o namoro, o que a Bíblia diz sobre isso?
Ter 12 Jun 2018, 20:11 por Henrique

» SALA ESPECIAL DOS LOUVORES
Seg 11 Jun 2018, 20:28 por M.Rogério

» Por que foi necessário que Cristo, o Redentor, morresse?
Seg 11 Jun 2018, 18:45 por Henrique

»  URGENTE! O TERCEIRO TEMPLO VAI SER RECONSTRUÍDO EM BREVE!
Dom 10 Jun 2018, 14:02 por jairo nuness

» Escola biblica referência mês de junho. Tema apostasia.
Dom 10 Jun 2018, 13:57 por jairo nuness

» O Perigo da Apostasia - Paul Washer
Sab 09 Jun 2018, 23:20 por Henrique

» "A Doutrina da Reencarnação em Hebreus 11:35."
Qua 06 Jun 2018, 21:37 por M.Rogério

» Tópico Exclusivo Pregações
Qua 06 Jun 2018, 21:30 por M.Rogério

» Como Jesus Pode Ser Deus e Homem?
Qua 06 Jun 2018, 21:02 por M.Rogério

» Levantando os abatidos
Seg 04 Jun 2018, 20:57 por M.Rogério

» O CASO DOS PORCOS POSSUÍDOS
Seg 04 Jun 2018, 18:26 por Henrique

» Escola biblica referência mês de junho. Lição 1 - Heresias.
Dom 03 Jun 2018, 11:16 por jairo nuness

» Existência da Embaixada Palestina no Brasil é questionada por Feliciano:“Não possui status de Estado
Sab 02 Jun 2018, 21:45 por Henrique

» Alerta Brasil.
Sab 02 Jun 2018, 21:22 por Henrique

» Aviso para Marcelo Almoedo
Sab 02 Jun 2018, 21:09 por Henrique

» Por que o Redentor tem de ser verdadeiramente humano?
Qui 31 Maio 2018, 17:56 por Henrique

» HOJE ANIVERSÁRIO DE NOSSO IRMÃO JAIRO!
Ter 29 Maio 2018, 18:25 por guganic

» Sendo Cristão vc é a favor ou contra a paralisação dos caminhoneiros?
Seg 28 Maio 2018, 02:45 por guganic

» Ela teve uma visão foi arrebatada e viu o paraiso e o inferno e foi curada.
Dom 27 Maio 2018, 12:35 por jairo nuness

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

  PROVIDÊNCIA DIVINA E LIBERDADE DA CRIATURA. Is.45.9-12

Ir em baixo 
AutorMensagem
guganic

avatar

Mensagens : 2146
inscrito em : 08/08/2011

MensagemAssunto: PROVIDÊNCIA DIVINA E LIBERDADE DA CRIATURA. Is.45.9-12    Sab 15 Ago 2015, 03:08

  PROVIDÊNCIA DIVINA E LIBERDADE DA CRIATURA                                        
                                     Is. 45.9-12
 
Vs.9
Ai daquele que contende com o seu Criador! O caco entre outros cacos de barro! Porventura dirá o barro ao que o formou: Que fazes? Ou a tua obra: Não tens mãos?
 
Deus não faz ou altera Seus planos à medida que a história humana vai se desenrolando ou se desenvolvendo.
 
Os planos divinos foram feitos na eternidade passada (passada para nós); e estes planos divinos permanecem inalterados.
 
Deus por ser Onisciente sabe sempre e de antemão, o que é melhor.
 
Deus, por ser absolutamente santo e justo, não pode ter em seus planos ou propósitos, qualquer coisa que seja (ou imaginamos ser) errada.
 
Tudo que Deus fez ou se propôs a fazer ou faz, tem como objetivo principal a Sua própria glória.
 
O objetivo principal de Deus não é a felicidade da criatura, nem mesmo o aperfeiçoamento dos santos, embora essas duas coisas estejam incluídas nos Seus planos. 

O objetivo principal de Deus é a Sua própria glória.
 
Se há alguma coisa que Deus não abre mão é da Sua glória. (Is 42.8.).
 
Há coisas que Deu se propõe ou se determina eficazmente fazer; há outras que Ele simplesmente determina permitir que se faça; e alguém faz.
 
Deus criou todo o universo material e imaterial como primeiro ato na execução dos Seus santos decretos; e nenhum acontecimento em qualquer destes dois universos geram surpresas ou desapontamentos em Deus.
 
Deus não é tomado de surpresas e desapontamentos em tempo algum; nada em nenhum universo seja este material ou imaterial, acontece sem que Ele, Deus, não saiba antes e ainda permita acontecer. (I Sm.23.9-13).
 
Deus é a causa eficiente de tudo que existe; menos do pecado.
 
Shedd diz: “o pecado não é parte da criação mais uma qualidade introduzida na criação pela própria criatura”.

O pecado é a autodeterminada revolta da criatura (anjo ou homem) contra a vontade e o mandamento de Deus.
 
Deus permitiu que o pecado viesse e fosse introduzido na criação sabendo de antemão o que este pecado viria a ser e o que o pecado faria à criatura e o que Ele Deus, deveria fazer para salvar quem caísse em pecados.
 
É evidente que Deus poderia ter evitado se assim o desejasse que o pecado viesse; tivesse Deus resolvido impedir que a vontade dos anjos e do homem falhasse (não se revoltassem)... Eles teriam sido preservados em santidade.
 
Com permissão divina Satanás se rebelou nos céus e alguns homens ainda hoje também têm se rebelado contra Deus e com a permissão do próprio Deus.
 
Como Soberano que Ele é, Deus tinha e tem todo o direito e o poder de governar tudo que criou e que também faz parte da Sua própria criação.
 
Deus, portanto, é o Único que poderia ter mantido o pecado longe do universo, mas não manteve e não mantém. 

Porém Deus pode controlar e regular como realmente controla e regula as manifestações do pecado.
 
Está escrito (At.14.16) que Deus permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos.
 
Como Deus (segundo as Escrituras) é aquele (Ef. 1.11) que faz todas as coisas segundo a Sua vontade, não compete a senhor ninguém contender com Ele pelos métodos empregados em suas realizações.
 
Segundo a Sua vontade (Dn. 4.35) Deus opera com o exército do céu e os moradores da terra. Não há quem possa lhe deter a mão ou dizer: que fazes?
 
É evidente que Deus aborrece ao pecado e não compactua com o pecado como alguns soberbos religiosos (cacos caídos no chão) insinuam.
 
Como Deus tem a liberdade do homem em alta consideração, este homem tem a liberdade de com a permissão de Deus ou sem a permissão de Deus, dar rédeas à sua própria natureza para o bem ou para o mal.
 
Isto não é compactuar com o pecado; isto é não ser arbitrário; é não tratar o homem como um autômato, ou um fantoche.
 
Originalmente dentro desta liberdade anjos e homens foram criados com capacidade de pecar e a capacidade de não pecar.
 
Depois da queda no Éden o homem perdeu a capacidade de não pecar; e agora o homem é livre no sentido de fazer o que a sua natureza decaída sugere: pecar.
 
Na Sua Onisciência Deus já sabia disto; e a providência divina por não permitir que o pecado se oponha a Sua santidade, foi criar o bem.
 
Assim como permitir o pecado é um decreto divino, derrotar o pecado pelo bem é um divino decreto.
 
Assim como Deus decretou permitir o pecado, também decretou derrotá-lo com o bem. O bem é uma providencia divina contra o pecado.
 
“Vós, na verdade, (disse José a seus irmãos) intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem (Gn 50.20) para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida”.
 
O mal que o rei Nabucodonosor intentou e realizou contra Sadraque, e Mesaque e Abednego na fornalha ardente resultaram no reconhecimento por parte deste rei, do Deus dos hebreus ser o Único Deus.
 
E os três que deveriam morrer ainda foram promovidos; (Dn. 3.28-30).
 
Aquele que poderia ter mantido o pecado longe do universo pode também regular e controlar suas manifestações, porque tem o direito e o poder de governar Sua própria criação e aborrece o pecado.
 
Na Sua divina providência, em Cristo Jesus Deus escolheu para Si e para a salvação, todos aqueles que Ele de antemão sabia que reagiriam positivamente à graça preveniente.
 
E a graça preveniente torna possível ao homem reagir favoravelmente a Deus, mas não o compele a fazer isso.
 
Reagir favoravelmente a Deus é pedir: converte-me (Jr.31.18,19) e serei convertido, porque tu és o Senhor meu Deus.
 
Com esta petição o homem está indicando ter um desejo de Deus e ainda assim não pode fazer nada para salvar-se. 
 
Porém, Deus em Sua bondade e misericórdia, devido à reação favorável do homem, fornece a este aquilo que a Sua santidade exige: arrependimento.
 
Pois é Deus quem dá ao homem (At.11.18.) o arrependimento para a vida.
 
Assim está escrito:
 
II Tm. 2.24
E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;
Vs.25
Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade,
Vs.26
E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos.
 
E segundo as Escrituras todos que se arrependem e crê, Deus realmente os salva; pois a salvação é uma providência divina para o homem caído que se arrependido se volta favoravelmente para Deus, é salvo por Deus.

Todos têm a liberdade de aceitar ou rejeitar a salvação que é uma providência de Deus em Cristo nosso Senhor, Salvador e Mestre.
 
 
Guganic
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PROVIDÊNCIA DIVINA E LIBERDADE DA CRIATURA. Is.45.9-12
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Os Livros Sagrados Foram Escolhidos Por Orientação Divina?
» Série Emmanuel - Palavras da Vida Eterna
» Série Emmanuel - Justiça Divina
» O Espírito Santo. Mera força impessoal ou pessoa divina?
» Há limites para a liberdade de expressão?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: