SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque, se com a tua boca confessares Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; Romanos 10.9

http://i.imgur.com/WOeDEht.jpg
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
23 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 23 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 00:17 por Paulo Cezar

» Como eu posso buscar Deus de forma consciente?
Ontem à(s) 12:38 por Xnessax15

» É pecado ir ao psicólogo?
Qui 21 Set 2017, 20:32 por guganic

» A única verdadeira liberdade
Ter 19 Set 2017, 10:18 por Henrique

» VASSOURAS NOVAS (Um tema para se refletir)
Seg 18 Set 2017, 09:59 por jairo nuness

» VERSICULO DO DIA
Seg 18 Set 2017, 09:57 por jairo nuness

»  ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/3 - SOMENTE PELA GRAÇA / OS CINCO SOLAS
Sab 16 Set 2017, 14:04 por Henrique

» Crescem os rumores sobre o “sinal no céu” do dia 23 de setembro
Sab 16 Set 2017, 11:41 por Henrique

» Declaração publicada pelo Conselho sobre a Masculinidade e Feminilidade Bíblica
Qui 14 Set 2017, 00:42 por Henrique

» Paul Washer - Igrejas e as Técnicas Carnais
Qui 14 Set 2017, 00:22 por Henrique

» Por quê Deus permite tais catástrofes?
Ter 12 Set 2017, 22:34 por Henrique

» A graça deve ser livre
Sab 09 Set 2017, 21:45 por Henrique

» TESTEMUNHO FORTE QUE LEVOU A IGREJA ÀS LÁGRIMAS
Sab 09 Set 2017, 02:34 por Paulo Cezar

» ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/2 - SOMENTE CRISTO / OS CINCO SOLAS
Sab 09 Set 2017, 01:07 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/1 - SOMENTE AS ESCRITURAS / OS CINCO SOLAS
Sex 08 Set 2017, 21:54 por Henrique

»  Independência ou morte! Impunidade e morte!
Sex 08 Set 2017, 21:02 por Henrique

» O que significa a letra mata, mas o espírito vivifica?
Qui 07 Set 2017, 23:44 por Henrique

» Frase do dia.
Qua 06 Set 2017, 10:37 por Henrique

» O QUE FOI A REFORMA PROTESTANTE? 500 anos da reforma. Os Valdenses
Ter 05 Set 2017, 21:11 por Henrique

» CURANDO AS FONTES DA VIDA. II Rs.2.19-22
Ter 05 Set 2017, 11:23 por guganic

» Cantinho do humor cristão.
Seg 04 Set 2017, 21:12 por Henrique

» Cuidado com o Significado Oculto da Raiz de uma Palavra
Qui 31 Ago 2017, 22:02 por Henrique

» A adoração em sua igreja é mais pagã do que cristã?
Qui 31 Ago 2017, 07:14 por M.Rogério

» ESCOLA BÍBLICA - A JUDAIZAÇÃO DA IGREJA !!! Considerações finais !!! (Aula 4 - Agosto/2017)
Ter 29 Ago 2017, 21:17 por B.V.

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 ESCOLA BÍBLICA -Ser sal da terra e luz do mundo- Considerações Finais! (Aula 4 - Julho/2015)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
B.V.
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 1791
nascido em : 20/02/1980
inscrito em : 11/05/2013
Idade : 37
Localização : Sul

MensagemAssunto: ESCOLA BÍBLICA -Ser sal da terra e luz do mundo- Considerações Finais! (Aula 4 - Julho/2015)   Sab 25 Jul 2015, 11:10

 Aula 4 – Ser Sal da terra e Luz do mundo!


Considerações finais !!!


O mundo é o nosso campo de provas e o lugar de cumprir o ide de JESUS. É onde a nossa fé é provada e evidenciada mediante o que falamos e fazemos. A nossa vida cristã não deve restringir-se à nossa denominação religiosa e ao templo onde, alguns dias da semana, reunimo-nos para adorar a Deus. A nossa fé deve ser irradiada por intermédio de uma vida santa e frutífera.



Somos chamados de sal da terra e luz do mundo para influenciar e transformar o mundo através de Cristo Jesus:


“Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.”  
João 15:16




Ser sal e luz na sociedade implica na disposição de falar de Cristo aos milhões que perecem por não terem acesso ou aceitado ainda o Evangelho!



Ouvimos, frequentemente, notícias de que adolescentes e jovens morrem todos os dias devido às drogas e ao álcool. Eles precisam, urgentemente, do Evangelho. 



Angustia-nos em saber que, neste exato momento, há milhares de pessoas, vivendo em extrema miséria espiritual, moral e material. E muitas destas pessoas estão morrendo ao nosso lado. Ignorar tal realidade e não fazer nada para amenizar essa situação é pecado:


 “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, nisso está pecando”  

Tiago 4.17
 


A Palavra de Deus nos ensina que a manifestação da luz de Cristo através de nossas boas obras tem uma finalidade: Glorificar o Pai Celestial:


“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”
Mateus 5:16 





Quando a nossa mensagem condiz às ações que praticamos, o nome do Senhor é exaltado!



O cristão é chamado para testemunhar e a realizar boas obras a fim de que o nome de Deus seja glorificado!


Vimos, através dessas lições, que o sal preserva, dá sabor e equilíbrio à vida. O sal representa o nosso caráter; a luz fala do nosso testemunho! Portanto, levemos à sério o ensino de Jesus em relação às metáforas do sal e da luz. Sem perda de tempo, realizemos as boas obras para as quais fomos chamados:


“Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.”
Efésios 2:10





Não podemos, jamais, desprezarmos e perdermos a oportunidade de testemunhar de Cristo, iluminar este mundo tenebrosos e fazer o bem!


O sal nos remete à ideia de sabor, alegria e prazer em se alimentar. Há alimentos que para ser bem elogiado, precisa ter o sal como elemento de importância entre os seus temperos!


Nos tempos bíblicos o sal era de grande importância, valioso, menos abundante e de difícil aquisição!


Quando Jesus falou que éramos o sal, Ele estava ensinando que o cristão santificado deve ser realmente aquilo que professa, da mesma forma que o sal age, exatamente, como esperamos dele!


O sal puro não perde seu caráter individual, todavia, se misturado com elementos impuros e estranhos pode perder as suas propriedades, chegando até a perder o seu sabor! Estudamos, também, que uma vez insípido, ele para nada mais presta e pode ser lançado fora. Ele, assim, perde a sua virtude ou sabor e sua qualidade e não tem mais razão para existir.


Para atingir o sabor ideal, o sal necessita de bastante vento, ou seja, de uma ventania na época de sua formação. Espiritualmente, podemos afirmar que o cristão sem o vento do Espírito Santo e o poder de Deus não subsiste:


“O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.”
João 3:8





Interessante, também, é que a luz tem um papel fundamental para a formação de um bom sal. O efeito da luz sobre a água é primordial para todo o processo do sal na natureza!



Igualmente, a abundante luz celestial é a grande necessidade de todo salvo em Cristo para este ser um bom sal, sem essa preciosa luz, ele se torna um sal insipido!
A temperatura influencia bastante na qualidade do sal.



Assim como uma igreja, espiritualmente, fria torna-se inerte, inativa, decadente e incapaz de ser sal da terra!


Nesta aula conclusiva deste tema escolhido, convém repetirmos que para que o sal se torne insípido, precisa perder três características principais:


- O sabor



 “Se o sal for insípido, como que se a de salgar?” (Mt. 5.13)


- O valor



“para nada mais presta” (Mt. 5.13)


- O lugar



“Para se lançar fora” (Mt. 5.13)




Deus ao chamar-nos para a Sua obra, Ele nos capacita para que tenhamos as condições necessárias para realizá-la!


O maior objetivo e a nossa maior obra é a glorificação do Nome de Deus; Ele quer que O glorifiquemos. Uma das formas de fazermos isso é levando ao mundo o amor de Deus, o mesmo amor que nos alcançou e que quer alcançar toda a humanidade. E somos nós, os mensageiros do amor de Deus, os pregadores das boas novas da salvação em Cristo Jesus!


Como cidadãos do reino de Deus, Jesus nos comparou, sabiamente, com esses dois elementos indispensáveis à vida humana: o sal e a luz!


E que precisamos, através dos nossos atos, palavras e atitudes, salgarmos e iluminarmos o mundo!


A nossa vida cristã precisa provocar sede nas pessoas!



Elas precisam olhar para nós, para o nosso testemunho e a nossa pregação e desejar receber cada vez mais das coisas celestiais, espirituais e eternas, em Cristo!


Como filhos do amor de Deus, precisamos colocar um pouco de sabor à vida das pessoas, mostrando através do nosso santo proceder que é, plenamente, possível e bom ser diferente e especial. E tendo e mantendo, sempre, um caráter cristão irrepreensível!


A nossa atual sociedade está se deteriorando moralmente, mais e mais, a cada dia. Há a real necessidade de que façamos a nossa parte, evitando que ela se degrade ainda mais. Através do ensino e vivendo os princípios da Palavra de Deus e no combate dos males e dos pecados sociais!


Só que para tanto, assim como o sal, precisamos ter pureza para que seja eficaz a nossa ação contra o mal.


Precisamos também, estarmos envolvidos com a obra de Deus e, acima de tudo, com aquelas pessoas que desejamos alcançar e “salgar”!


Para aumentar a nossa potencialidade como sal da terra devemos estar em constante oração e na leitura da Bíblia. Manter a comunhão permanente com Deus e de uns com os outros; comprometermos com a obra do Senhor, criando e preservando relacionamentos sadios e constantes!


Falando um pouco mais da luz, ela torna as coisas visíveis e nos ajuda a enxergá-las como elas realmente são. Ser luz é modelar a sociedade às formas de Deus, tornando o homem participante da natureza e da herança divinas:


“Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; a fim de que recebam a remissão de pecados, e herança entre os que são santificados pela fé em mim.”
Atos 26:18




Nós somos a luz do mundo, mas não é a nossa luz, e sim a luz de Jesus Cristo!



Muitos já não pregam a Palavra porque acham que o seu testemunho pessoal já é o suficiente. Mas vimos que não é bem por ai! Devemos sim, sempre, afirmar como João Batista quando disse à respeito de Jesus Cristo:


“É necessário que ele cresça e que eu diminua.”

João 3:30




O cristão autentico precisa e deve assumir uma postura diferente no mundo em que vive. Quando nos distanciamos de Deus e do ideal do Seu Reino de amor, perdemos a nossa capacidade de salgar e de iluminar o mundo. Não devemos ser como o sal que jamais deixa o saleiro, ou como a luz que se acende em lugares escondidos, onde não há nada nem ninguém. Quando salgarmos, o sabor que devemos levar às pessoas é o sabor da vida abundante que Deus nos deu; quando iluminarmos, a nossa luz precisa ser o evangelho da salvação!


O servo de Deus tem o dever de preservar a integridade da sua família, seus amigos e da sua sociedade. Através das missões de evangelização, a igreja espalha o sal sobre o mundo, para que ele não apodreça de vez!


Há pessoas que se sentem felizes em conviver com crentes equilibrados, idôneos e fieis, sentindo o efeito benéfico do contato com eles. Isso glorifica o nome do Senhor!


É essencial e necessário para o cristão um viver cheio de alegria, poder e entusiasmo com a presença do Espírito Santo!


 É bom que se enfatize também que vimos que uma das características do sal é a sua humildade, ele preserva e dar sabor, sem, contudo aparecer. Assim é o crente fiel, ele é humilde e não faz questão de aparecer. Quando o sal aparece é pelo excesso e ninguém o consegue suportar!


O cristão quando salgado demais se torna insuportável!



Muitas das vezes, tornando-se um “fanático religioso” onde deveria passar para os outros o bom e salutar sabor da vida crista!


Por outro lado há os que não tem mais sal em suas vidas, e que se acomodam com o mundanismo e dizem que nada é pecado!


É preciso ter equilíbrio no tocante ao ser sal e ao testemunho. Não foi à toa que Paulo aconselhou:



“A vossa palavra seja sempre agradável temperada, com sal para que saibas como vos contém responder a cada um”

Colossenses 4:6
 
O cristão deve saber que o mundo jamais verá a Deus de uma maneira melhor do que através do próprio crente, eles veem a Cristo através das atitudes dos salvos em cristo e da igreja.



 Os crentes são luzes que iluminam as trevas segundo aos ensinos de Jesus, sem essa iluminação o mundo seria um lugar tenebroso, seus discípulos devem ser “como uma cidade edificada sobre um monte”!


Mesmo que as luzes fossem fracas, as cidades edificadas sobre o monte seriam vistas, a grandes distâncias. Assim também deve ser o crente, brilhando e dissipando as trevas.


De fato, as cidades sobre os montes, quando à noite, refletem as luzes de suas casas e ruas!


Como luz, o crente está edificado sobre Cristo, em uma posição, espiritualmente, muito elevada:


“E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;”
Efésios 2:6




 Infelizmente, há pessoa nas igrejas, que se colocam debaixo do alqueire do comodismo, da indiferença, da falta de fé e de ação, e apagam-se, por lhe faltar o oxigênio da presença de Deus.


Muitos têm ganho almas para Jesus na evangelização porque praticam um testemunho admirável. Em todos os lugares, sabemos de servos de Deus que no seu lar, trabalho ou colégio ganharam centenas de pessoas por causa do seu comportamento cristão. Com isso, eles glorificam a Deus que está nos céus!


A figura de um simples sal pode fazer toda a diferença, mesmo sem dar a ele muito valor, sentimos falta quando não o encontramos em casa. Assim somos nós cristãos, somos o sal da terra, o tempero para uma geração perversa. Devemos, igualmente, nos colocar como “postes de luz” que são referências: em cada rua, bairro, ou cidade!


Meu irmão e meu amigo:


Seja sal, seja luz! E deixe a glória de Deus resplandecer na sua vida!




Jesus sempre usava imagens simples e populares para transmitir seus ensinamentos e as verdades da fé!



Tenhamos o devido cuidado de não deixarmos com que o mundo seja mais sal para nós do que nós para o mundo.


Temos um evangelho a ser pregado e um estilo de vida a se seguir; o mundo também tem seu estilo de vida e uma propagação, que é o pecado e o engano!


O Evangelho de Cristo, deve ser propagado para o mundo, sair da genuína e autêntica Palavra de Deus para influenciar, fazer a diferença positiva e impactar o mundo!



Procuremos, mais e mais, ler e estudar a Bíblia Sagrada, aprender e conhecer o caráter de Jesus para segui-lo e imita-lo. Santificando-nos, e não aceitando as paixões do mundo, as quais vivíamos antes. O evangelho não deve e não pode ser sem graça e a mesma coisa do mundo!



A influência do cristão no mundo deve ser como o sal para a comida – a presença do crente deve dar um novo sabor ao ambiente, seja no escritório, na faculdade, na fábrica ou em qualquer outro lugar!


Assim, ele será uma influência antisséptica, temperadora e higienizadora no mundo. A presença dele deve evitar o progresso do mal, derrotando toda a podridão ao seu derredor!


Assim aprendemos que fomos colocados no mundo com este papel duplo: como sal, para interromper, ou pelo menos retardar este processo da corrupção moral e espiritual, e como luz, para desfazer as trevas, existentes neste mesmo mundo!


John Stott, um grande pastor e teólogo anglicano britânico, resume a função do crente da seguinte maneira:


“Jesus chama os Seus discípulos para exercerem uma influência dupla na comunidade secular: uma influência negativa, de impedir a sua deterioração, e uma influência positiva, de produzir a luz nas trevas. Pois impedir a propagação do mal, é uma coisa; e promover a propagação da verdade, da beleza e da bondade é outra.


“Os cristãos foram colocados por Deus numa sociedade secular para retardar esse processo de podridão. Deus pretende que penetremos no mundo. O sal cristão não tem nada de ficar aconchegado em elegantes e pequenas despensas eclesiásticas; nosso papel é o de sermos ‘esfregados’ na comunidade secular, como o sal é esfregado na carne para impedir que apodreça”!



E, nas Escrituras Sagradas também encontramos algo para que fechemos esse pequeno estudo com “chave de ouro”:


“Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus”

João. 3.21




Então ...


 Aqui dou por encerrada a mais essa participação na Escola Bíblica do SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS!!!

Espero ter contribuído de alguma maneira para o bom andamento da obra de Jesus Cristo e do reino de DEUS!!!

Deixe a sua participação aqui:

http://gospel-semeadores-da.forumeiros.com/t12004-escola-biblica-faca-o-seu-comentario-sobre-as-aulas-do-mes-07-2015-aqui


No próximo sábado, continuemos participando da nossa Escola Bíblica !!!

Será um novo tema e mais um servo de DEUS para nos trazê-lo!!!

Um forte abraço !!!

B.V.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ESCOLA BÍBLICA -Ser sal da terra e luz do mundo- Considerações Finais! (Aula 4 - Julho/2015)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Escola Bíblica: Ser sal da terra e luz do mundo- Considerações iniciais! (Aula 1 - Julho/2015)
» ESCOLA BÍBLICA -Ser sal da terra e luz do mundo- Considerações Finais! (Aula 4 - Julho/2015)
» Escola Bíblica: Família um projeto de Deus. Considerações finais: O que ensinar aos meus filhos?
» Escola Bíblica: Ser cristão é ter o compromisso de amar o próximo ! (Aula3 - Janeiro/2015)
» ESCOLA BÍBLICA - FÉ !!! Considerações finais !!! (Aula 4 - Abril/2017)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: Escola Bíblica-
Ir para: