SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque, se com a tua boca confessares Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; Romanos 10.9

http://i.imgur.com/WOeDEht.jpg
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
36 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 35 Visitantes :: 2 Motores de busca

ssbbezerra

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 01:28 por Paulo Cezar

» Como eu posso buscar Deus de forma consciente?
Ontem à(s) 22:20 por Xnessax15

» É pecado o uso de camisinha ( preservativo ) nas relações sexuais?
Ontem à(s) 21:32 por Henrique

»  A FÉ VITORIOSA E A FÉ SUPERSTICIOSA Hb.11.1,2
Qua 18 Out 2017, 11:47 por guganic

» DEVOCIONAL - Temor e esperança pelo zelo de Deus
Qua 18 Out 2017, 11:20 por Henrique

» A Cura do câncer e a FOSFOETANOLAMINA SINTÉTICA.
Seg 16 Out 2017, 14:58 por Henrique

» A VERDADE QUE LIBERTA -Jo. 8.32-36-
Seg 16 Out 2017, 11:46 por guganic

»  Evangelho da Salvação x Evangelho da Solução
Dom 15 Out 2017, 09:32 por M.Rogério

» Arquivo baixado de um site e Bolsonário 2018
Sab 14 Out 2017, 14:06 por salomão

» A DOUTRINA DO DÍZIMO Pt. 2 (Hb.7.1-17) Escola Bíblica outubro de 2017 O DÍZIMO ANTES DA LEI
Sab 14 Out 2017, 07:21 por guganic

» Cristãos são expulsos de cafeteria por proprietário gay
Sex 13 Out 2017, 20:45 por Henrique

» Como é que DEUS teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro
Sex 13 Out 2017, 20:33 por Henrique

» O Peregrino – Uma Jornada para o Céu (Filme completo)
Qui 12 Out 2017, 15:49 por Paulo Cezar

» Seja como uma criança, mas não seja criança
Qua 11 Out 2017, 23:14 por Henrique

» Como crentes serão julgados?
Sab 07 Out 2017, 17:57 por B.V.

» DIVULGANDO - Acompanhe + Um Debate REENCARNAÇÃO defendida por TZARUCH
Sab 07 Out 2017, 15:14 por Henrique

» SSBBezerra - Espírita Kardecista volta ao Fórum
Sab 07 Out 2017, 10:30 por B.V.

» A DOUTRINA DO DÍZIMO Pt.1 (Ml.3.8) Escola Bíblica outubro de 2017
Sab 07 Out 2017, 01:28 por guganic

» A perversidade do homem anunciando a volta de Cristo.
Qui 05 Out 2017, 22:59 por M.Rogério

» André e Felipe - Decisão (Sony Music Live)
Qui 05 Out 2017, 02:09 por Paulo Cezar

» Site de radios gospel e outros...
Qua 04 Out 2017, 01:40 por Paulo Cezar

» ESCOLA BÍBLICA SETEMBRO/5 - GLÓRIA SOMENTE A DEUS/ OS CINCO SOLAS
Ter 03 Out 2017, 22:50 por Henrique

» Frase do dia.
Dom 01 Out 2017, 02:17 por Henrique

» VERSICULO DO DIA
Qui 28 Set 2017, 18:36 por Paulo Cezar

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 DISTORÇÃO DE TEXTOS - Quanto aos Sábados

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
silas gomes de souza
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : cristianismo
Masculino Mensagens : 1604
nascido em : 21/07/1958
inscrito em : 22/11/2012
Idade : 59
Localização : SÃO PAULO - CAPITAL

MensagemAssunto: DISTORÇÃO DE TEXTOS - Quanto aos Sábados   Qui 16 Jul 2015, 10:52

 Muita gente mal informada ou que lê superficialmente as Escrituras, é capaz de jurar que nelas se menciona apenas um sábado: o sábado da Criação, do Decálogo ou semanal, ou seja, o sábado que os adventistas guardam.

Há pessoas que, ao ouvir dizer que havia outros sábados, que não caíam necessariamente no sétimo dia e que eram meramente feriados religiosos anuais dos judeus, arregala os olhos, assombrada. E os fanáticos (como alguns que temos encontrado), que não se dão ao trabalho de investigar a Palavra de Deus neste particular, de forma arrogante e às vezes ofensiva, dizem: Qual, isso é invenção de adventista...
 
Mas o que interessa a quem ama a verdade é a pergunta:
Havia ou não sábados cerimoniais, completamente inconfundíveis e distintos do descanso do sétimo dia (semanal, estabelecido no Éden)?


 Recorramos à Bíblia, que é a única instância em matéria doutrinária. À Lei e ao Testemunho! Por exemplo, em Levítico 16:29 a 31, que fala do Dia da Expiação - festa nacional judaica, extraímos: "... no sétimo mês, aos dez dias do mês, afligireis as vossas almas, nenhuma obra fareis... Porque, naquele dia, se fará expiação por vós...


É um sábado de descanso para vós..." Aqui está claramente aplicado o termo sábado a uma festa anual, que se iniciava invariavelmente no décimo dia do sétimo mês. Portanto distinto do dia de repouso semanal, porque necessariamente recaía em dia diferente da semana.

Leiamos ainda, com cuidado, Levítico 23:24, 27, 32 e 39. Nesse particular, as traduções de Matos Soares e Figueiredo são mais claras, e seguem melhor o original. Valamo-nos da versão de Matos Soares: "O sétimo mês, o primeiro dia do mês será para vós um sábado e uma recordação..." (v.24). Refere-se à festa das primícias e, embora Almeida tenha traduzido descanso, no original hebraico está "shabbath" - erit vobis sabbatum" - diz a Vulgata, e a expressão correta é reproduzida por grande número de traduções.
Note-se bem que este sábado ou dia de descanso, do primeiro dia do mês, caía em dia diferente do sétimo. Nada tinha que ver com o repouso semanal.

Prossigamos: "Aos dez dias do sétimo mês será dia soleníssimo da expiação... É o sábado do repouso... afligireis as vossas almas. (v.27 e 32). Refere-se também ao dia da Expiação, que se celebrava anualmente, como foi dito, no 10.º dia do 7.º mês e, portanto, caía em dia diverso do sétimo. E a Escritura o chama de sábado (shabbath), dia especial de descanso.



Vamos adiante, referindo-se à Festa dos Tabernáculos, diz a Bíblia: "... no dia quinze do sétimo mês... celebrareis a festa do Senhor... o primeiro e o oitavo dia vos será o sábado, isto é, descanso." (v.39). Note-se que, neste versículo, no hebraico a palavra "shabbath" aparece duas vezes, e seria curial traduzi-la "sábado de sábado". Diz a Vulgata: "... die primo et die octavo erit sabbatum, id est requies."

É irrecusável que a Bíblia chama de "sábados" estes dias festivais que nada tinham a ver com o descanso semanal, ou o Sábado do Decálogo. Estes sábados cerimoniais estavam no Livro de Moisés e não nas Tábuas dos Dez Mandamentos, que só menciona o Sábado do Sétimo Dia, comemorativo da Criação, "porque em seis dias fez o Senhor os céus, a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou". (Êxodo 20:11).

Os sábados festivais foram instituídos no Sinai, após a entrega da Lei de Deus (Dez Mandamentos), ao passo que o sábado semanal o foi na Criação (Gênesis 2:2 e 3) e incorporado na Lei Moral, precedido de um imperativo "Lembra-te". Não pode haver confusão. Além disso a própria Bíblia estabelece uma linha divisória entre eles, de modo a não deixar dúvidas:


  • "Estas são as festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, para oferecer-se ao Senhor oferta queimada, holocausto e oferta de cereais, sacrifícios e ofertas de libação, cada qual em seu dia próprio; além dos sábados do Senhor, e além dos vossos dons, e além de todos os vossos votos, e além de todas as vossas ofertas voluntárias que derdes ao Senhor." (Levítico 23:37 e 38)


Repetimos: sábados anuais de modo algum podem ser confundidos com Sábados . Há um abismo entre eles, que nem as marteladas de uma dialética torcida conseguem transpor. Para nós basta a clara distinção que a Bíblia faz. Mas para os que gostam de comentários, vamos citar alguns; dos mais insuspeitos:

J. Skinner, abalizada autoridade evangélica, reitor do Colégio de Westminster (Cambridge), anota: "O nome sábado podia ser aplicado a qualquer época sagrada como tempo de cessação de trabalho e assim é usado com relação ao Dia de Expiação, o qual era observado anualmente, no décimo dia do sétimo mês. Levítico 16:31; 23:32. Nos livros proféticos e históricos, 'sábados' e 'Luas Novas' estão associados de tal modo a sugerir serem ambos festividades lunares. Amós 8:5; Oséias 2:11 e Isaías 1:13."

Alfred Edersheim, escritor de nacionalidade judaica, convertido ao protestantismo, profundo conhecedor da lei Cerimonial, referindo-se à festa dos Tabernáculos, diz: "O primeiro dia da festa e também o oitavo (ou Hzereth) eram dias de santa convocação e eram também um sábado, mas não no sentido do sábado semanal, senão de um festivo descanso diante do Senhor em que nenhuma obra servil de qualquer espécie podia ser feita." 2


 não observando um caráter próprio, pois a Escritura o chama de "um sábado de sabatismo" (no original) em que... como no sábado semanal, qualquer trabalho era proibido."O mesmo autor, falando do Dia da Expiação, diz: "... o Dia da Expiação... co 
Referindo-se a Festa do Pentecostes diz: "É fácil observar por alusões análogas, no mesmo capítulo, que não se trata do sábado semanal mas sim do festival. O testemunho de Josefo, de Filo, e da tradição judaica, não deixam margem de dúvida de que, neste caso, devemos entender por "sábado" o 15 de Nisan ou qualquer dia da semana em que o referido dia venha cair."
E,ente, sobre a Páscoa afirma: "O último dia da Páscoa, como o primeiro, era uma santa convocação e se observava como um sábado."  - Segundo o mesmo autor, há evidências em Amós 8:5 de que a Lua Nova se observava como dia de descanso, ou sábado. finalmente


FONTE
A. B. Christianini, Subtilezas do Erro, 2.ª ed., 1981, pág. 121.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
DISTORÇÃO DE TEXTOS - Quanto aos Sábados
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» RESPOSTA BÍBLICA - Ao Irmão Silas-- Distorção dos textos--
» Quanto vale R(x)
» Interpretação de textos bíblicos!?
» quanto mede o raio de um circulo
» [Resolvido]Durante quanto tempo o cigarro ficará sobre o cinzeiro?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: