SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. 1 Coríntios 5:7,8

ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
34 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 33 Visitantes :: 2 Motores de busca

M.Rogério

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Vídeo da República Islâmica do Irã: Policial da moralidade luta com a mulher no chão porque seu hija
Hoje à(s) 14:05 por Henrique

» Mais de 30 mil marcham em protesto contra o aborto e na defesa da vida na Espanha
Hoje à(s) 13:44 por Henrique

» Minuto com Deus!!!
Ontem à(s) 02:05 por Paulo Cezar

» Frase do dia.
Ontem à(s) 00:12 por Henrique

» O que significa holocausto e como era feito?
Qui 19 Abr 2018, 21:27 por Henrique

»  Já que ninguém consegue guardar a lei, qual é o seu propósito?
Ter 17 Abr 2018, 22:21 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA - O ARREBATAMENTO DA IGREJA !!! Uma Verdade Escatológica !!! (Aula 2 - Abril/2018)
Seg 16 Abr 2018, 22:10 por B.V.

» Deus! Salva me - Mensagem Impactante
Dom 15 Abr 2018, 17:25 por M.Rogério

» O que é providencia de Deus?
Dom 15 Abr 2018, 17:16 por M.Rogério

» Em resposta ao tema da nossa E.B. O “Arrebatamento da Igreja”.
Sab 14 Abr 2018, 21:27 por B.V.

» Governo fecha 6 mil igrejas cristãs alegando “reuniões ilegais com más intenções”, em Ruanda
Sex 13 Abr 2018, 10:35 por Henrique

» ORAÇÕES PRECIOSAS Hb 4.14-16
Sex 13 Abr 2018, 10:25 por guganic

» O Problema do Brasil
Qui 12 Abr 2018, 12:04 por guganic

» Por que tanta gente segue falsos mestres?
Seg 09 Abr 2018, 10:16 por jairo nuness

» ESCOLA BÍBLICA - O ARREBATAMENTO DA IGREJA !!! Considerações iniciais !!! (Aula 1 - Abril/2018)
Dom 08 Abr 2018, 20:47 por B.V.

» O DEUS DESCONHECIDO DE NOSSOS DIAS Escola Bíblica Março 2018 Quinta parte: CONFORMIDADE DA IGREJA
Qua 04 Abr 2018, 23:10 por Henrique

»  SEMEANDO ANDANDO E CHORANDO Sl.126.,5,6.
Qua 04 Abr 2018, 12:07 por guganic

» A apresentação especial da Nessa. Umas revistas Tirinhas Etc..
Ter 03 Abr 2018, 23:11 por Henrique

» 4 coisas que podemos aprender com Judas
Sex 30 Mar 2018, 21:11 por Henrique

» ESCOLA BIBLICA LIÇÃO 5 A PASCOA E A CEIA Parte 5
Sex 30 Mar 2018, 12:39 por Henrique

» ESCOLA BIBLICA LIÇÃO 4 A PASCOA E A CEIA Parte 4
Sex 30 Mar 2018, 12:38 por Henrique

» ESCOLA BIBLICA LIÇÃO 3 A PASCOA E A CEIA Parte 3
Sex 30 Mar 2018, 12:32 por Henrique

» ESCOLA BIBLICA LIÇÃO 2 A PASCOA E A CEIA Parte 2
Sex 30 Mar 2018, 12:31 por Henrique

» ESCOLA BIBLICA LIÇÃO 1 A PASCOA E A CEIA Parte 1
Qua 28 Mar 2018, 18:32 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Resistindo as tentações

Ir em baixo 
AutorMensagem
M.Rogério
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 3378
nascido em : 19/09/1972
inscrito em : 01/09/2011
Idade : 45
Localização : Anápolis

MensagemAssunto: Resistindo as tentações    Dom 18 Jan 2015, 13:05

Ao ensinar que seus seguidores deviam “dia a dia” tomar sua cruz (Lucas 9:23), Cristo fez da resistência ao diabo (Tiago 4:7) parte fundamental do cristianismo. Biblicamente, “tomamos a cruz” quando resolvemos dar fim ao pecado em nossa vida. Sem essa determinação básica, não há conversão completa. O Senhor frisou bem essa questão: “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:27). Se a nossa intenção de confessar o nome de Cristo é genuína, devemos apartar-nos “da injustiça” (2 Timóteo 2:19).

O que é de fato difícil é traduzir essa intenção da teoria à prática. Mas aqui, como em todas as demais áreas, somos auxiliados pelo exemplo do Senhor. “Para isso se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo” (1 João 3,8 Em sua morte, Cristo destruiu “aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo” (Hebreus 2:14) e, em sua vida, sempre frustrou a obra do diabo repelindo toda sedução que Satanás punha diante dele. Jesus foi em tudo tentado “á nossa semelhança, mas sem pecado” (Hebreus 4:15). Sua vida, portanto, pode servir-nos como um manual sobre como resistir ao diabo em nossas batalhas diárias com a tentação.

Nos evangelhos, não há incidente que melhor revele como Cristo lidou com o diabo do que a tentação no deserto (Mateus 4:1-11; Marcos 1:12-13; Lucas 4:1-13). Eu lhe recomendaria ler estes textos e, ao lê-los, para que possam resistir à tentação, lembrem-se do seguinte:

1. Não devemos desconhecer os expedientes do diabo. Douglas MacArthur disse certa vez: “Quanto mais soubermos acerca do inimigo, mais capacidade teremos de vencê-lo”. Da mesma forma, se quisermos resistir ao diabo, é essencial que saibamos como ele age (2 Coríntios 2:11). Os atos de Satanás traem suas táticas. Os métodos que usou (em vão) com Jesus, ele usará conosco. Uma vez precavidos, ficamos prevenidos.

2. Devemos confiar plenamente em Deus. Conforme a análise de Tiago acerca do processo da tentação (Tiago 1:13-15), Satanás aproveitou os desejos de Jesus na tentativa de abalar a confiança deste em Deus. Ao propor que Jesus matasse a fome transformando as pedras em pão, o diabo ofereceu uma solução para uma necessidade aparentemente esquecida pelo Pai. Ao oferecer entregar os reinos do mundo em troca da adoração de Cristo, o diabo ofereceu um atalho por meio do qual Jesus poderia ter a coroa sem enfrentar a tortura da crucificação exigida pelo Pai. Assim, Satanás tentou explorar os desejos legítimos de Cristo, buscando levá-lo a cometer a iniqüidade, mas em todos os casos Cristo discerniu o engano. Embora as propostas do diabo soassem inócuas, benéficas e mesmo respaldadas na Bíblia (como quando citou as Escrituras para convencer a Cristo a pular do templo), elas na verdade não passavam de ataques insidiosos à bondade e à credibilidade de Deus. (Veja Gênesis 3:1-5. “Quando o diabo mais se mostra nobre e razoável, é aí que ele é mais perigoso” – Dorothy Sayers.) Ter-se entregado às propostas de Satanás teria sido um ato de iniqüidade e descrença. Portanto, Cristo morreria de fome antes de abandonar a vontade de Deus. Ele não desculparia o pecado raciocinando que os fins justificam os meios. Ele não agiria presunçosamente. Também não engoliria ingenuamente uma proposta baseada numa distorção das Escrituras. Antes, ele guardaria “firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel” (Hebreus 10:23). Na tentação devemos nos segurar firmemente à nossa fé e confiar em Deus, pois “esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1 João 5:4).

3. Devemos ser guiados pela pelavra de Deus. Jesus não resistiu ao diabo utilizando o seu poder miraculoso ou invocando alguma revelação especial dada a ele e a nenhum outro. Antes, ele se manteve firme, abraçando a palavra de Deus: “Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti” (Salmos 119:11). Por meio da palavra de Deus, podemos saber como ele deseja que vivamos quando tentados. Isso nos encoraja bastante, pois nos mostra que a resistência está ao nosso alcance. Se permitirmos que a palavra de Deus habite em nós, seremos fortalecidos em nosso homem interior com o poder necessário para vencer o malvado (1 João 2:14). “Porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo” (1 João 4:4). Observe os versículos que Cristo citou em resposta às seduções do diabo. “Não só de pão viverá o homem” está em Deuteronômio 8:3. “Não tentarás o Senhor, teu Deus” está em Deuteronômio 6:16. E “Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto” está em Deuteronômio 6:13. Todas as três são citações de uma parte das Escrituras que se inicia com estas palavras: “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força” (Deuteronômio 6:4-5). Cristo mais tarde chamou isso: “O principal de todos os mandamentos” (Marcos 12:29). No deserto, Cristo demonstrou que, embora atacado por severas desvantagens, tanto físicas quanto emocionais, mesmo a maior das tentações pode ser vencida se estivermos completamente comprometidos com Deus e com a sua causa. Que o exemplo de resistência de Cristo sempre nos guie.

Fonte http://www.estudosdabiblia.net/2003216.htm

-







-
"Somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas" (Efésios 2:10). 
Voltar ao Topo Ir em baixo
conectado
 
Resistindo as tentações
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» COMO OBTER VITÓRIA SOBRE A TENTAÇÃO?
» Que diferença há entre o Arrebatamento e a Segunda vinda do Messias?
» ESCOLA BÍBLICA MÊS DE OUTUBRO. A TENTAÇÃO DE JESUS. sua participação aqui.
» Escola Bíblica : TENTAÇÂO - Cuidado !!! (Aula 1 - julho/2014)
» ESCOLA BÍBLICA MÊS DE OUTUBRO. A TENTAÇÃO DE JESUS, lição 2.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: