SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. ” 2 Corintios 5.17
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
29 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 29 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 02:13 por Paulo Cezar

» Frase do dia.
Ontem à(s) 22:18 por Henrique

» PASTOR JOSUÉ BRANDÃO - N°026 - A CHAMADA DE MATEUS
Qua 22 Mar 2017, 22:12 por Paulo Cezar

» Após 500 anos, Reforma Protestante ainda está em curso, afirma importante líder cristão
Qua 22 Mar 2017, 20:30 por Henrique

» Pastor e escritor Paul Washer sofre ataque cardíaco e é internado em estado grave
Qua 22 Mar 2017, 20:20 por Henrique

»  AS SETE TROMBETAS 2ª.Parte Ap.8.1-6
Seg 20 Mar 2017, 22:11 por guganic

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 3: MÁS PRÁTICAS NO EVANGELISMO
Dom 19 Mar 2017, 06:47 por Henrique

» Uma nova porta
Sab 18 Mar 2017, 13:46 por M.Rogério

» MARAVILHADOS COM A DOUTRINA DE CRISTO Mt. 22.15-33
Sab 18 Mar 2017, 09:08 por guganic

»  ERROS MONUMENTAIS & ERROS COMUNS Dt. 4.1-9
Sex 17 Mar 2017, 16:54 por guganic

» Eleitos para a Salvação em Cristo ???
Sex 17 Mar 2017, 00:21 por M.Rogério

» É De Arrepiar! A voz desta cantora Deficiente Visual vai tocar seu coração!
Qui 16 Mar 2017, 21:01 por Paulo Cezar

» 3 perguntas para fazer antes de ouvir qualquer sermão
Qua 15 Mar 2017, 21:04 por Henrique

»  AS SETE TROMBETAS Ap.1.1-3 - 1ª. Parte -
Qua 15 Mar 2017, 12:15 por guganic

» SIMEÃO E A PROFUNDA AFLIÇÃO DE MARIA Lc. 2.25-35
Dom 12 Mar 2017, 10:49 por jairo nuness

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 1 comentários
Sab 11 Mar 2017, 21:59 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 2: O TESTEMUNHO E EVANGELISMO
Sab 11 Mar 2017, 21:56 por Henrique

» Duas verdades infinitamente fortes e doces DEVOCIONAL
Sab 11 Mar 2017, 19:14 por Henrique

»  UM NOVO DIA NA VIDA DE JAIRO Mc. 5.21-24 e 41 (Ou na tua vida!)
Sex 10 Mar 2017, 23:30 por guganic

» . Sublime Amor -N:031 Hinário Adventista
Ter 07 Mar 2017, 11:00 por elizeu crepaldi

» Quem salva é Jesus e ninguém mais! - "Dedos de Davi" !!!
Seg 06 Mar 2017, 23:30 por Paulo Cezar

» Hora da mensagem .
Dom 05 Mar 2017, 13:03 por jairo nuness

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 1
Sab 04 Mar 2017, 23:12 por Henrique

» FAZENDO O CERTO DE MANEIRA ERRADA. I Cr. 13.
Sex 03 Mar 2017, 15:10 por guganic

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Dois homens, duas ofertas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Henrique

avatar

RELIGIAO : Cristão, denominação: Batista
Masculino Mensagens : 5498
nascido em : 27/01/1961
inscrito em : 09/09/2011
Idade : 56
Localização : São Paulo, capital

MensagemAssunto: Dois homens, duas ofertas   Qui 15 Jan 2015, 23:16


Dois homens, duas ofertas

Gênesis 4.3-5 mostra que Caim ofereceu ao Senhor o fruto de uma terra amaldiçoada, e sem qualquer sangue para remover a maldição. Ele apresentou um sacrifício sem sangue simplesmente porque não tinha fé. Se ele possuísse esse princípio divino, teria compreendido, mesmo naquele tempo tão remoto, que “sem derramamento de sangue não há remissão” (Hb 9.22).

Esta é uma verdade fundamental: a pena para o pecado é a morte. Caim era pecador e, como tal, a morte estava entre ele e o Senhor. Porém, em sua oferta não havia nenhum reconhecimento desse fato. Não havia a apresentação de uma vida sacrificada para atender às exigências da santidade divina ou para responder a sua verdadeira condição de pecador. Caim tratou o Senhor como se este fosse inteiramente igual a ele, alguém que pudesse aceitar o fruto da terra amaldiçoada maculado pelo pecado.

Quando olhamos para o ministério do Senhor Jesus, percebemos, imediatamente, que, se Ele não tivesse morrido na cruz, todo o Seu trabalho teria se revelado inteiramente inútil quanto a estabelecer nosso relacionamento com Deus. Na verdade, Ele “andou […] fazendo o bem” (At 10.38) toda a vida, mas foi Sua morte que rasgou o véu (Mt 27.51). Nada a não ser Sua morte podia fazê-lo. Se Ele tivesse continuado, até este momento, apenas fazendo bem, o véu permaneceria inteiro para impedir que os adoradores se aproximassem do Santo dos Santos.

Consideremos agora o sacrifício de Abel. “Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas e da sua gordura” (Gn 4.4). Em outras palavras, ele entrou, pela fé, na gloriosa verdade de que podia aproximar-se de Deus mediante um sacrifício, de que havia como um pecador pôr a morte de outrem entre si mesmo e a consequência de seu pecado, para que as exigências da natureza de Deus e os tributos de Seu caráter fossem satisfeitos pelo sangue de uma vítima imaculada – uma vítima oferecida para cumprir as exigências de Deus e as profundas necessidades do pecador. Essa é, em palavras breves, a doutrina da cruz, unicamente na qual a consciência de um pecador pode encontrar descanso, porque nela Deus é plenamente glorificado.

Tudo isso era muito simples. Abel merecia morte e juízo, porém achou um substituto. Assim é com todo o pecador carente, perdido, que tem em si a condenação e cuja consciência o acusa. Cristo é seu substituto, sua redenção, seu mais excelente sacrifício, seu tudo! Ele saberá, assim como Abel, que o fruto da terra nunca lhe poderá valer, que, mesmo que pudesse oferecer a Deus os mais saborosos frutos da terra, ainda teria uma consciência manchada pelo pecado, já que “sem derramamento de sangue não há remissão”. Os frutos mais requintados e as flores mais fragrantes, na maior profusão, não podiam remover uma simples nódoa da consciência. Nada senão o sacrifício perfeito do Filho de Deus pode dar alívio ao coração e à consciência. Todo aquele que pela fé se assegura dessa realidade divina desfrutará a paz que o mundo não pode dar nem tirar. É a fé que põe a alma na posse atual dessa paz. “Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Rm 5.1).

Pela fé Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício que Caim” (Hb 11.4).

FRANCISCO NUNES

-







-
Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.
Salmos 119:105



Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dois homens, duas ofertas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Probabilidade - (dois homens)
» Dois homens registram filha fertilizada in vitro em Pernambuco
» Força resultante
» (FUVEST-SP) - apertos de mãos de mulheres
» Fração

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: