SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se
Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. ” 2 Corintios 5.17
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
33 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 33 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Fórum para livros, filmes, musicas, theword e mysword
Hoje à(s) 17:21 por DMS

» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 02:13 por Paulo Cezar

» Frase do dia.
Ontem à(s) 22:18 por Henrique

» PASTOR JOSUÉ BRANDÃO - N°026 - A CHAMADA DE MATEUS
Qua 22 Mar 2017, 22:12 por Paulo Cezar

» Após 500 anos, Reforma Protestante ainda está em curso, afirma importante líder cristão
Qua 22 Mar 2017, 20:30 por Henrique

» Pastor e escritor Paul Washer sofre ataque cardíaco e é internado em estado grave
Qua 22 Mar 2017, 20:20 por Henrique

»  AS SETE TROMBETAS 2ª.Parte Ap.8.1-6
Seg 20 Mar 2017, 22:11 por guganic

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 3: MÁS PRÁTICAS NO EVANGELISMO
Dom 19 Mar 2017, 06:47 por Henrique

» Uma nova porta
Sab 18 Mar 2017, 13:46 por M.Rogério

» MARAVILHADOS COM A DOUTRINA DE CRISTO Mt. 22.15-33
Sab 18 Mar 2017, 09:08 por guganic

»  ERROS MONUMENTAIS & ERROS COMUNS Dt. 4.1-9
Sex 17 Mar 2017, 16:54 por guganic

» Eleitos para a Salvação em Cristo ???
Sex 17 Mar 2017, 00:21 por M.Rogério

» É De Arrepiar! A voz desta cantora Deficiente Visual vai tocar seu coração!
Qui 16 Mar 2017, 21:01 por Paulo Cezar

» 3 perguntas para fazer antes de ouvir qualquer sermão
Qua 15 Mar 2017, 21:04 por Henrique

»  AS SETE TROMBETAS Ap.1.1-3 - 1ª. Parte -
Qua 15 Mar 2017, 12:15 por guganic

» SIMEÃO E A PROFUNDA AFLIÇÃO DE MARIA Lc. 2.25-35
Dom 12 Mar 2017, 10:49 por jairo nuness

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 1 comentários
Sab 11 Mar 2017, 21:59 por Henrique

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 2: O TESTEMUNHO E EVANGELISMO
Sab 11 Mar 2017, 21:56 por Henrique

» Duas verdades infinitamente fortes e doces DEVOCIONAL
Sab 11 Mar 2017, 19:14 por Henrique

»  UM NOVO DIA NA VIDA DE JAIRO Mc. 5.21-24 e 41 (Ou na tua vida!)
Sex 10 Mar 2017, 23:30 por guganic

» . Sublime Amor -N:031 Hinário Adventista
Ter 07 Mar 2017, 11:00 por elizeu crepaldi

» Quem salva é Jesus e ninguém mais! - "Dedos de Davi" !!!
Seg 06 Mar 2017, 23:30 por Paulo Cezar

» Hora da mensagem .
Dom 05 Mar 2017, 13:03 por jairo nuness

» ESCOLA BÍBLICA MARÇO 2017 ENTENDIMENTO BÍBLICO CONVERSÃO. PARTE 1
Sab 04 Mar 2017, 23:12 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 SEPARAÇÃO ENTRE ÁGUAS E ÁGUAS - Gn.1.6 -

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
guganic

avatar

Mensagens : 2050
inscrito em : 08/08/2011

MensagemAssunto: SEPARAÇÃO ENTRE ÁGUAS E ÁGUAS - Gn.1.6 -   Sab 29 Nov 2014, 15:58

            SEPARAÇÃO ENTRE ÁGUAS E ÁGUAS
Gn. 1.6
E disse Deus: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas.
 
Ao ler esta porção bíblica tive minha atenção voltada para esta frase: “haja separação entre águas e águas”.
 
Logo pensei: não basta dizer que a água é um líquido inodoro, sem cheiro, insípido e sem sabor; a pura combinação de dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (H²O)
 
Deus ao ordenar a separação das águas o fez através do seu “pH”; se a água é oceânica, ou da chuva, ou natural ou destilada, ou dos rios são liquidas mais não são iguais. A alcalinidade e a acidez fazem a diferença.
 
Não estamos aqui para tratar da composição química da água, não é a minha função e nem a minha área ou especialidade.
 
Como gosto de tratar das coisas espirituais, das coisas de Deus e Sua Palavra, que é a água da vida, vejamos o que o Espírito Santo nos dará sobre o tema “haja separação entre águas e águas”.
 
Biblicamente falando qual é o símbolo da água ou o que ela simboliza dentro do contexto divino do Supremo Criador? E dentro desta simbologia há também separação entre águas e águas? - Há -.
 
Um dos significados bíblicos para a água é que ela representa os povos, as tribos as línguas e as nações.
 
Ap.17.15
E disse-me: ás água que viste, onde se assenta à prostituta, são povos e multidões e nações e línguas.
 
E neste contexto Deus também fez separação entre povos tribos e línguas e nações.
Dt. 32.8.
Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dos filhos de Israel
Vs.9
Porque a porção do Senhor é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança.
Assim como as águas antes da separação, assim era toda a terra de uma mesma língua (Gn.11.1) até que Deus os confundiu (Gn.11.7-9) em Babel e os separou um dos outro.
 
A Bíblia diz que o Espírito de Deus (Gn.1.1) se movia sobre a face das águas (isto quando a terra ainda era um caos,sem forma e vazia) e só havia trevas sobre a face do abismo.
 
Este quadro é um símbolo perfeito das nações, povos línguas e multidões que ainda hoje estão mergulhadas num abismo de trevas produzidas pelo pecado; e ainda assim o Espírito de Deus paira sobre todos.
 
Ainda que os povos da atualidade, multidões também, e as tribos, línguas e nações estejam sob a fortíssima opressão do domínio das trevas do pecado, o abismo da separação entre elas e Deus...
 
O Espírito Santo ainda paira e se move sobre todos eles; ate que haja uma ordem expressa: Haja separação e a separação acontecerá.
 
Há esperança para quem ainda está mergulhado no abismo das trevas da separação eterna de Deus.
 
“Haja” – É fazer aparecer, é fazer visível, é a expressão do propósito divino em conexão com a Sua permissão para fazer acontecer.
 
E Deus tem um propósito para os perdidos um propósito para os que andam mergulhados nas trevas espirituais da rejeição ao Seu Filho.
 
A água existe em três estados diferentes: Sólido que é em forma de gelo; liquido como resultado da condensação, e vapor ou gasoso.
 
A água, assim como a luz, foi criada no princípio; no julgamento da terra original, os vapores se condensaram e cariam sobre a terra.
 
Como a luz não estava a iluminar a terra, pois Deus ainda não havia conectado o Seu propósito com a permissão da luz brilhar sobre a terra, a mesma estava às escuras e envolta totalmente na água.
 
Separar a luz das trevas e separar águas e águas foi o recomeço da terra; para Deus, simplesmente a restauração de como tudo era antes do caos. 
 
Deus mesmo confessa na sua palavra (Is. 45.18.) que não criou a terra e a estabeleceu para ser um caos; e sim habitada.
Como tudo era antes? Um terra gloriosa (Ez.28.14) afogueada uma terra que brilhava e não sabia o que era as trevas apesar de a mesma existir  desde o principio assim como a luz e a água.
 
O próprio Deus (Is.45.7) literalmente mais tarde estabeleceu limites entre a luz e as trevas
 
Há águas salobra, potável, ferruginosa, barrentas e até águas amargas; porém a poluição das águas ou a água poluída é uma ação dos homens
 
A Bíblia diz que as “águas de Mara” era amarga; isto quer dizer que não só a fonte aonde o povo chegou (Ex.15.23) e sim todas as águas de Mara eram amargas.
 
Água amarga funciona como laxante; dá para imaginar a situação em que o povo de Moisés se meteu ao tomar água em Mara?
 
Já as águas de Jericó (II Rs. 2.19) eram más; daí a esterilidade da terra.
 
As águas de Mara e também de Jericó são símbolos perfeitos de vidas amargas e estéreis, vidas improdutivas e amargas diante de Deus.
 
A água também é um símbolo perfeito da palavra de Deus como também é um perfeito símbolo do evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo e do Seu Espírito Santo.
 
“Se conhecera o dom de Deus (Jo.4.10) e quem é que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
 
Literalmente chamamos de água viva as águas que não são paradas, não estão estagnadas, águas correntes; popularmente as medusas também são chamadas de água-viva.
 
Mas, a verdadeira “água viva” a que não é estagnada, não é ácida, ou urticante como a medusa, é a genuína palavra de Deus.
 
Ela tem um “pH” celestial. E ela é na pessoa daquele que a bebe (Jo. 4.14) uma fonte a jorrar para a vida eterna.
 
 O “pH” da água pura é sete o da “água viva” a palavra de Deus, é celeste. A água pode ser tratada, não importa o seu grau de poluição; também pode ser dessalinizada.
 
Todo depende dos agentes químicos colocado nela e da capacidade das estações despoluidoras.
 
Uma nação ou um povo uma tribo ou um só ser humano nunca é intratável ou descartado como irrecuperáveis ou como um caso perdido para o nosso Deus; porque operando Deus nada o impedirá.
 
Na estação da Graça do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, a Sua Igreja, ou na estação da toda poderosa palavra de Deus, o engenheiro químico o Espírito Santo de Deus aplica a dose certa...
 
A dose certa são as doutrinas normativas e as doutrinas fundamentais, o agente químico atuando na vida do perdido pecador; o homem passa a ser uma nova criatura. (Jo.4.5).
 
Pois ele é nascido da água e do Espírito.
 
Até hoje a separação existe entre águas e águas; entre salvos e perdidos entre justos e ímpios, entre tolos e sábios.
 
Porque disse Deus: Haja separação entre águas e águas. E nesta separação parte das águas ficou em forma de vapor acima da terra, parte nas nuvens em forma de gelo e parte nos mares e partes submersas.
 
Uma neblina ou vapor (Gn. 2.6) regava toda a face da terra e no dilúvio abriram-se as comportas do céu e da terra.
 
No ano seiscentos da vida de Noé (Gn.7.11) aos dezessete dias romperam-se todas a fontes do grande abismo, as comportas do céu e da terra.
 
E após quarenta dias de e quarenta noites (Gn.7.12) após soprar sobre a face da terra inundada,  Deus fechou as fontes do abismo (Gn.8.1,2) e as comportas do céus.
 
Mas quando Cristo expirou no Calvário um soldado abriu o corpo dele com uma lança (Jo. 19.34) e de dentro Dele saiu água e sangue.
 
E há três que dão testemunho na terra: O Espírito, (I Jo.5.8.) a água  e o sangue; e estes três são unânimes num só propósito:
 
Que há três que dão testemunho no céu: O Pai, (I Jo.5.7) a Palavra, e o Espírito Santo; e que estes três são um. - Hoje a aterra está inundada pela água da palavra.
A água é também chamada de “solvente universal”, ela mistura muito bem a uma serie de substâncias: sólidas, liquidas ou sob a forma de gás. O resultado da mistura da água é outra substância que forma uma solução.
 
O mesmo acontece na vida do pecado a palavra implantada nele o torna outra pessoa, uma nova criatura em Cristo.
 
Guganic
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
SEPARAÇÃO ENTRE ÁGUAS E ÁGUAS - Gn.1.6 -
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» SEPARAÇÃO ENTRE ÁGUAS E ÁGUAS - Gn.1.6 -
» PAREDE DE SEPARAÇÃO ENTRE JUDEUS E GENTIOS
» Gradiente Ha-2 separação entre canais ?
» Comparação do "Pai nosso" em Lucas 11:2 entre Fiel, RC, RA e Valera Antigua
» quais sao as diferenças entre o Cristianismo e o Judeu Messianico?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: