SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Porque eu nào vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento. Mateus 9.13

http://i.imgur.com/WOeDEht.jpg
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
35 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 33 Visitantes :: 1 Motor de busca

Henrique, markseliel

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Site MinhaBíblia
Hoje à(s) 17:38 por markseliel

» pedido de oração
Hoje à(s) 16:47 por Henrique

» 30 LOUVORES QUE EDIFICAM PARA OUVIR EM 2017 - As Melhores Músicas Gospel
Hoje à(s) 14:53 por pb reginaldo

» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 01:52 por Paulo Cezar

» Frase do dia.
Ontem à(s) 20:34 por Henrique

» Cristofobia: a barbárie ignorada pela mídia e intelectuais ceifa a vida de mais de 100 mil fiéis por
Ontem à(s) 20:28 por Henrique

» Evangelistas são agredidos a socos e pontapés por ativistas gays durante manifestação pacífica
Ontem à(s) 11:11 por Henrique

» Vídeo flagra policial orando por menino durante expediente e emociona milhões de pessoas
Qui 20 Jul 2017, 23:45 por Henrique

» O ENIGMA DAS ORAÇÃOS NÃO RESPONDIDAS Hc.2.1
Qui 20 Jul 2017, 16:37 por guganic

» E ai, tudo bem?
Ter 18 Jul 2017, 21:13 por Henrique

» Os 10 pastores que não respeito e não admiro
Sab 15 Jul 2017, 20:04 por Henrique

» Nós trabalhamos por meio da graça
Sab 15 Jul 2017, 15:39 por Henrique

» Você não pode plantar uma igreja se não sabe o que é uma
Sex 14 Jul 2017, 21:04 por Henrique

» Bispo Edir Macedo Volta A Acenar À Militância LGBT E Diz Que Jesus Não Condenou A Homossexualidade
Qui 13 Jul 2017, 21:10 por guganic

» A cristã sudanesa que chegou a ser condenada à morte por causa da fé
Qua 12 Jul 2017, 19:51 por Henrique

» Vilson Lemes, seja bem-vindo
Qua 12 Jul 2017, 14:11 por guganic

» Se Deus é o autor da Escritura, então a Escritura é verdadeira
Ter 11 Jul 2017, 20:45 por Henrique

» As surpresas da vida
Ter 11 Jul 2017, 13:53 por M.Rogério

» Como ocorre a verdadeira conversão!
Dom 09 Jul 2017, 21:15 por M.Rogério

» Aniversario do nosso forum .7 anos.
Sex 07 Jul 2017, 02:55 por M.Rogério

» O Evangelho fraudulento o magico Simão
Qui 06 Jul 2017, 23:41 por M.Rogério

» O PODER DA TENTAÇÃO Mt. 6.9-13
Qui 06 Jul 2017, 10:25 por guganic

» Deus está conosco mesmo na passagem desta vida para a eternidade.
Qua 05 Jul 2017, 23:39 por Henrique

» QUEM NÃO SE MANIFESTA TORNA-SE CÚMPLICE
Ter 04 Jul 2017, 21:27 por Henrique

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

 Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Amiga de Deus
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : Cristã
Feminino Mensagens : 252
nascido em : 17/05/1965
inscrito em : 13/01/2014
Idade : 52
Localização : Latitude: 22º 53' 00" S - Longitude: 43º 06' 13" W

MensagemAssunto: Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?   Qui 26 Jun 2014, 20:53

A origem das celebrações juninas remonta aos antigos rituais pagãos. No Hemisfério Norte, o mês de junho é o período de solstício de verão. Nessa época, especialmente nos dias 21 a 24, egípcios, sumérios, romanos, bascos e celtas invocavam a fertilidade através de rituais a deuses.
Na mitologia romana, pagãos prestavam culto à deusa Juno, cujos festejos eram denominados junônias, adaptado no Brasil para junina. Os primeiros registros por aqui datam de 1603, pelo frade Vicente do Salvador, que ressaltou o fato de os índios aceitarem de bom grado o dia de “‘São João Batista’, por causa das fogueiras e capelas”.
DEUSES REDUZIDOS A SANTOS
Os historiadores registram que os rituais de colheita e fertilidade eram tão fortes na Idade Média que a Igreja Católica Romana resolveu aproveitar a festa, adaptando-a para seu calendário. Ela foi trazida ao Brasil pela colonização portuguesa. A quadrilha e o mastro são elementos do ritual pagão que permanecem até hoje.
Já o culto pirolátrico, próprio da festividade junina, teve início em Portugal, onde antigamente acreditava-se que o estrondo de bombas e rojões tinha a finalidade de espantar o Diabo e seus demônios na noite de “São João”.
Os fogos de artifício e as fogueiras são formas de culto da antiguidade, ovacionando as imagens. Mas, por trás delas estão os ídolos. Paulo afirma em 1 Coríntios 10.19 que o ídolo não é nada, mas o que o venera, se oferece aos demônios e o cristão não pode se envolver com isso.
MALES
Além de conterem o elemento idolátrico, os fogos são perigosos e extremamente poluentes. “Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Jawaharlal Nehru, em Nova Déli, Índia, mostrou que fogos de artifício disparados no país em uma festa nacional no ano passado liberaram grande quantidade de ozônio. Esse gás é tóxico e apenas beneficia a vida na alta atmosfera, onde reflete os raios ultravioleta do Sol. O trabalho está publicado na revista Nature”(Folha de São Paulo, Ciência, A6, 28/6/2001).
No Brasil, o uso de fogos de artifício aumenta consideravelmente em junho e julho, em virtude das comemorações dos romanistas a seus santos protetores. Muitas pessoas têm sido mutiladas pelo manuseio do produto, enquanto balões têm causado inúmeros incêndios. A prática dos balões, tão comum nessa época, se vincula à ideia de que, se este subir sem nenhum problema, o desejo de que quem os soltam será atendido. Caso não suba, seria azar.
SINCRETISMO
Em várias regiões do país, com ênfase no Nordeste, religiões como o candomblé homenageiam os orixás, misturando suas práticas ao ritual católico romano, com a ocorrência do o sincretismo. Não é raro ver nessas festas rodas de pagode, música funk, barracas de comida e bebidas variadas. Na Bahia, a festa de Santo Antônio é confundida com a de Ogum, um ídolo guerreiro da cultura afro-brasileira. Contudo, em especial neste Estado, o catolicismo romano mistura-se com a Umbanda e Candomblé, religiões espíritas, sem nenhum constrangimento.
Alguns grupos evangélicos, desavisados, participam dessas festas populares. Outros vão além e, sob alegação de arrecadar fundos, organizam suas próprias festas, `santificando-as`a repetir o que o pecado do catolicismo romano na Idade Média. Há ainda quem argumente que é melhor ter uma festa junina nas dependências da igreja do que permitir os novos convertidos participarem dela fora. “Isso é muito perigoso, porque a igreja começa a imitar o mundo”, rebate o apologista Paulo Romeiro.
Já o apologista Natanael Rinaldi alerta que a mistura de costumes religiosos, impróprios à luz da Bíblia, pode levar ao envolvimento com práticas herdadas do paganismo, como denunciou apóstolo Paulo: “Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios”, 1 Coríntios 10.20.
Comer as iguarias características dessas festas pagãs, tais como milho cozido e pipoca, não é problema, desde que não sejam aquelas oferecidas aos “santos-ídolos”, com objetivo religioso e participativo. Porém, quando oferecidas aos santos-deuses católicos romanos tornam-se sacrifício a ídolos, condenado pelo cristianismo.
PROFANO X SAGRADO
Quando não separamos o sagrado do profano de forma consciente, conforme Paulo ensina: “Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus e não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do SENHOR e o cálice dos demônios: não podeis ser participantes da mesa do SENHOR e da mesa dos demônios” 1 Coríntios 1.20-21, pecamos.
Apóstolo dos gentios, portanto, com autoridade para falar dos cultos idolátricos, próprios dos povos não judeus, embora reconheça que tais ídolos venerados não são nada, alerta que a permanência do convertido a Cristo na prática de comer comida oferecida aos mesmos, torna-o contaminado (1 Coríntios 8.7) e o SENHOR fala, na oração de Mateus 6, dos costumes próprios de festas juninas com suas rezas (repetições): “…não useis de vãs repetições, como os gentios” (Mateus 6.7).

Fontes:
revista Nature”(Folha de São Paulo, Ciência, A6, 28/6/2001).
Bíblia Sagrada RC JFA, Bíblia Thompsom, 
Jesus te ama.
Amiga de Deus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Assuero
organizadores
organizadores
avatar

RELIGIAO : Batista do Sétimo Dia.
Masculino Mensagens : 4103
nascido em : 20/01/1968
inscrito em : 12/07/2011
Idade : 49
Localização : Rio de janeiro

MensagemAssunto: Re: Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?   Qui 26 Jun 2014, 21:02

Trata-se de mais uma 'festa' importada diretamente das tradições romanas,entrando no meio 'evangélico'...já falei muito sobre isso aqui...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabio Augusto
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL
avatar

RELIGIAO : DEUS
Masculino Mensagens : 12
nascido em : 17/09/1975
inscrito em : 29/05/2014
Idade : 41
Localização : BAHIA

MensagemAssunto: Re: Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?   Qui 26 Jun 2014, 21:49

As festas em sim,não tem nada de mais,mas o que realmente pega é pra quem de fato são oferecidas tais festas,que em todas elas,são para louvar  ou presentear outros deuses,tirando a gloria de Deus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Festa junina ação inofensiva ao Corpo de Cristo ou idolatria?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Escola muda festa junina para “festa da colheita” por alunos evangélicos
» Jesus era um espírito vivificante ou seu corpo físico de fato ressuscitou?
» epcar 2012
» Festa das Trombetas...
» Imagine só: Você tem mais bactérias dentro do seu corpo do que células humanas.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: