SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO.


 
InícioPortalRegistrar-seLogin
A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com todos vós. Amém.” 2 Corintios 13.13
ESCOLA BÍBLICA
ORAÇÕES
Quem está conectado
12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 183 em Ter 19 Nov 2013, 18:07
Últimos assuntos
» Minuto com Deus!!!
Hoje à(s) 02:33 por Paulo Cezar

» Quando acaba o Reteté!
Ontem à(s) 17:09 por guganic

» Apóstolo Valdemiro leva facada em pleno culto!
Ter 17 Jan 2017, 13:49 por Assuero

» Nada está perdido!A misericórdia divina é inesgotável!
Ter 17 Jan 2017, 13:44 por Assuero

» Odair Boaventura, Ensina me
Ter 17 Jan 2017, 08:05 por elizeu crepaldi

» Como crentes serão julgados?
Dom 15 Jan 2017, 22:18 por guganic

» parabola de Maus lavradores
Dom 15 Jan 2017, 11:25 por Xnessax15

» O versiculo do Lucas
Sex 13 Jan 2017, 23:45 por Xnessax15

»  Pr. Reuel Bernardino tem sua imagem denegrida por midia maliguina .QUER OPINAR FAÇA AQUI .
Sex 13 Jan 2017, 21:57 por M.Rogério

» Pr. Reuel Bernardino tem sua imagem denegrida por midia maliguina .
Qui 12 Jan 2017, 23:51 por jairo nuness

» A minha apresentação e outra duvida.
Qui 12 Jan 2017, 22:44 por Xnessax15

» O PERDÃO E A NOSSA SAÚDE
Qui 12 Jan 2017, 22:28 por Henrique

» Algumas recomendações.
Qui 12 Jan 2017, 21:30 por Xnessax15

» Dupla de lésbicas é ordenada ministras de igreja batista nos EUA!
Qui 12 Jan 2017, 21:07 por B.V.

» Dias de escuridão do dia 16 ao dia 22 de dezembro e ai ??
Qua 11 Jan 2017, 17:48 por Assuero

» VERSICULO DO DIA
Sex 06 Jan 2017, 12:02 por Paulo Cezar

» A menor fé. DEVOCIONAL
Qua 04 Jan 2017, 21:16 por Henrique

» Pastor CRISTÃO diz; "Deus não abençoa quem RECEBE BOLSA-FAMÌLIA!"
Qua 04 Jan 2017, 10:12 por guganic

» A todos nossos amigos do forum feliz 2017
Seg 02 Jan 2017, 18:27 por jairo nuness

» Que tal começar o ano com plano de leitura Bíblica?
Dom 01 Jan 2017, 11:31 por Henrique

» Meu Testemunho, o Milagre que Jesus fez na minha vida
Sab 31 Dez 2016, 11:13 por jairo nuness

» Melhor é o fim das coisas do que o seu princípio DEVOCIONAL
Sex 30 Dez 2016, 09:42 por Henrique

» A "Estória-para-boi-dormir de Silas Malafaia sobre a sua CONDUÇÃO COERCITIVA pela PF.
Qui 29 Dez 2016, 23:25 por M.Rogério

» Testemunho Forte da Conversão de uma Cigana
Qui 29 Dez 2016, 09:20 por Paulo Cezar

Navegação
______ _______ ______ ______ _______ _______ ______ _______ ______ ________
Choose Your Language
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
BÍBLIA EM ÁUDIO

Fórum grátis

DICIONÁRIO BÍBLICO



FIQUE POR DENTRO


imprimir uma pagina


Compartilhe | 
 

  ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
silas gomes de souza
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : cristianismo
Masculino Mensagens : 1628
nascido em : 21/07/1958
inscrito em : 22/11/2012
Idade : 58
Localização : SÃO PAULO - CAPITAL

MensagemAssunto: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Qui 24 Abr 2014, 10:50

Me casei com alguém diferente de mim: e agora?



As relações humanas exigem algum exercício de reflexão para funcionar bem. Seria ótimo se tudo corresse bem de forma automática, não é? Mas não é assim que ocorre na realidade. Seja no trabalho, na vida social, na família, cada um precisa pensar, refletir sobre o papel pessoal no contato com o outro. É verdade, isso pode cansar. Mas também é possível cansar menos quando aprendemos a funcionar melhor e incorporamos novos comportamentos com o aprendizado de maneira que ele vai se tornando mais natural.
No casamento, por exemplo, há desafios difíceis para ele funcionar bem. Afastar-se, aproximar-se, falar, não falar, tomar uma atitude firme, abrir mão da opinião, são comportamentos opostos e precisamos de sabedoria para saber quando aplicar um ou outro no dia a dia da vida conjugal. Parece que é um aprendizado que não acaba nunca. Parece que não há uma formatura nisso, ou seja, parece que não chegamos nunca a um dia em que, finalmente, podemos dizer: “Ah! Agora sei tudo sobre como me relacionar com meu marido/minha esposa!” Parece que sempre sabemos só em parte.
Homem e mulher são diferentes na maneira como funcionam num relacionamento afetivo, seja namoro, noivado ou casamento. As diferenças não se limitam somente ao fato de um ser macho e outro fêmea, mas depende da sensibilidade, da história da infância, da vulnerabilidade, do tipo de vínculo que cada um faz com outros, dos traumas já vividos, do quanto está na realidade ou na fantasia quanto ao amor, etc.
É intrigante como que é comum haver uniões de pessoas com gostos, desejos e forma de funcionar tão distintas! Um pode gostar de sexo uma vez ao mês e se casa com alguém que quer sexo três vezes por semana. Outro gosta de falar baixo e se casa com alguém estridente. Um marido pode ser frio e calculista e se casa com uma mulher emocional demais. Ou uma mulher mandona se casa com um homem passivo. Um veio de uma família em que tudo era comemorado junto com muita comunicação, e se casa com outro que veio de uma família em que só se encontram em funeral ou só se falam em datas específicas no ano, como Natal e aniversário de alguém. Como vai dar certo? Como harmonizar isto? Dá para harmonizar?
Não, não dá para harmonizar em tudo. Em algumas coisas sim. Por exemplo, um marido introvertido se casa com uma esposa extrovertida. O marido gosta de estar só com a esposa em casa, no lazer, e se sente bem pensando, lendo, caminhando sozinho pelo parque ou areia da praia. A esposa gosta de receber pessoas em casa, gosta do agito, de muita conversa com todos, gosta de ser o centro das atenções onde chega. E agora? Se ele se esforça para sempre estar no agito dela, ele se anula e sofre. Se ela se esforça para sempre estar na quietude que ele adora, ela se frustra e sofre. Que fazer?
O jeito é conversar e tentar chegar num meio termo em que em alguns momentos cada um estará participando do que o outro prefere e em outros momentos cada um estará sozinho curtindo a sua preferência. Mas e se a pessoa que gosta da vida social agitada disser que fica sem graça estar ali sem o cônjuge? Talvez uma solução seja o cônjuge quieto ficar no agito mas na lateral, num canto sossegado com pessoas que tem o perfil de introversão e que, assim, não é uma ameaça e chatice para ele. Assim, ao mesmo tempo ele estará ali com o cônjuge extrovertido e se sentirá mais confortável ao não ter que estar com os holofotes em cima.
Negociar nos relacionamentos, especialmente no casamento, é fundamental. Entretanto, é muito importante que cada um acabe com a tendência de ser melindroso(a) e pare com o papel de “ele(a) não me dá a atenção que eu queria”, e aceite que a harmonia conjugal não depende de um ter que se anular para se enquadrar no perfil do outro. O cônjuge carente precisa parar com a ideia de “se eu faço tudo o que você quer, por que você não se torna o que eu quero?”. Primeiro, se você vive fazendo o que o outro quer, isto é amor ou é autoanulação? É amor ou é manipulação? É para demonstrar amor ou para receber amor?
A sabedoria na relação conjugal e em outros relacionamentos requer uma dose equilibrada de não quebrantar suas convicções, abrir mão em certos momentos de sua vontade, não perder a individualidade, andar a segunda milha, dizer o que pensa, ficar calado, colocar limites firmes para os abusos emocionais , ser compassivo e usar de misericórdia, falar com firmeza para quebrar a falta de desconfiômetro do parceiro, etc. Isto pode cansar? Pode. E cansa mais quanto mais o outro (ou você) tem a mente fechada, não quer dialogar, não quer mudar, não abre mão do romance idealizado, fica obcecado por afeto e aprovação, etc. E pode ser agradável quando cada um pode pensar, analisar seu próprio comportamento, estar disposto a fazer concessões quando isto couber, sair da defesa rígida tipo “eu sou assim, você me conheceu assim e não vou mudar” e conversar sobre estes assuntos. Sem isso o que ocorre é tensão.


FONTE: Postado por Dr. Cesar Vasconcellos de Souza em 10 de abril de 2014
Leia Mais:
http://www.portalnatural.com.br/saude-mental/familia-casal-e-filhos/casei-com-alguem-diferente-de-mim-e-agora/#ixzz2zoLa0gAw
Voltar ao Topo Ir em baixo
jairo nuness
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : cristão
Masculino Mensagens : 3571
nascido em : 29/05/1958
inscrito em : 19/07/2013
Idade : 58
Localização : TAPIRATIBA SÃO PAULO.

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Qui 24 Abr 2014, 12:43


-







-
4 - O fórum se reserva o direito de excluir ou editar qualquer conteúdo que traga prejuízo a Palavra do Senhor, ou a uma pessoa ou  entidade bem como ao próprio fórum,  como palavras inadequadas , difamatorias , ou agressivas, assuntos ou títulos inadequados ou ofensivos a qualquer entidade ou pessoa.

http://gospel-semeadores-da.forumeiros.com/t9043-regras-
Voltar ao Topo Ir em baixo
M.Rogério
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 3309
nascido em : 19/09/1972
inscrito em : 01/09/2011
Idade : 44
Localização : Anápolis

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Sex 25 Abr 2014, 13:10

Excluído 


Última edição por Mauro Rogério em Sab 26 Abr 2014, 22:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Amiga de Deus
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : Cristã
Feminino Mensagens : 255
nascido em : 17/05/1965
inscrito em : 13/01/2014
Idade : 51
Localização : Latitude: 22º 53' 00" S - Longitude: 43º 06' 13" W

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Sex 25 Abr 2014, 17:22

"Se você estiver vivendo um relacionamento com alguém muito diferente de você, entenda que é preciso que você reconheça e aceite essa diferença, sem julgamento, sem querer que o outro seja igual a você" 


Uma das percepções mais básicas que precisamos ter para tornar possíveis os relacionamentos é a de que somos diferentes uns dos outros. Eu arriscaria dizer que 90% dos conflitos existentes nos relacionamentos se devem a uma negação dessa realidade.
É muito comum que façamos ao outro o que gostaríamos que ele fizesse conosco. Logo, se gosto de ficar sozinho, tendo a deixar o outro só. Se, por outro lado, adoro carinho, tendo a sufocar o outro com abraços e beijinhos. Parece óbvio não é?
Ora, se eu quero tanto, tanto, tanto, receber isso, por que o outro não iria querer também? - pensamos. E não termina por aí...


Ainda achamos que, se fizermos isso para o outro, ele perceberá aquilo pelo qual ansiamos tão profundamente, e finalmente nos dará o que tanto queremos. E eu lhe pergunto. Nesse caso, você realmente acha que fez algo pelo outro? Ou no final das contas tudo se tratava de você? 

Que tal um pouco de biologia???

Algumas pessoas são como um cactus! É verdade!!! Um tanto espinhosas não gostam muito de contato. Para as pessoas-cactus bastam míseras gotinhas de água para que se sintam alimentadas. Para um cactus, nada de cascatas de lágrimas, nada de emoções intensas, muito menos abraços melados demais! Você pode se relacionar superficialmente com um cactus e, para ele, esse grau de intimidade já está mais do que satisfatório. Para um cactus não são necessárias conversas profundas ou olhares de alma. Nada mais exasperador para um cactus do que você querer contar a ele o que você sente ao se deparar com os seus espinhos!

Ah... se todos fossem cactus até que tudo sairia bem...

Agora vou falar de algo diferente. Eu não sei se você conhece essa flor, e espero que você me perdoe porque eu não vou saber lhe dar o nome técnico... só sei que a chamam popularmente de maria-sem-vergonha. É uma florzinha silvestre, pequena e bem colorida. Existem as brancas, as rosas, as laranjas e as vermelhas. Costumam alegrar os jardins como se fossem pequenos sorrisos que se espalham pelos lugares mais simples. Bem, se você já sabe de que flor eu estou falando, tente algum dia ter uma em um vaso. Eu já vou me adiantando em dizer... é enlouquecedor. Você rega a florzinha e depois de umas horinhas lá está ela, toda murcha, pedindo água de novo. Você lhe dá água, e mais... e mais... e mais... e ela continua querendo mais. Eu nunca conheci flor mais sedenta!!! 

Existem pessoas que são assim. Muito sensíveis e delicadas, requerem muita atenção e cuidados. Precisam ser constantemente alimentadas. Precisam de muitas conversas, e também de beijos e abraços. Choram com facilidade, são capazes de mergulhar em profundas discussões sobre os sentimentos, sejam seus ou do outro. Precisam sentir-se conectadas em profundidade com a vida e com as pessoas. Para se sentirem íntimas de alguém precisam de uma grande proximidade emocional.

Quando marias-sem-vergonha se relacionam com marias-sem-vergonha, até que tudo vai bem. Mas o que você acha que aconteceria em um encontro entre um cactus-espinhoso-do-deserto e uma maria-sem-vergonha????

Reproduzo um diálogo abaixo:

Maria-sem-vergonha - Você anda tão distante...
Cactus - Como assim? Estou do seu lado agora mesmo!
Maria-sem-vergonha - Está aqui mas não está. Não está prestando atenção em mim!
Cactus - Como não? É que você não entende que eu tenho o direito de querer estar sozinho de vez em quando
Maria-sem-vergonha - Está vendo? Não tem paciência comigo... (começa a chorar)
Cactus - Ah! Lá vem você com essa choradeira de novo!
Maria-sem-vergonha - Você não me ama!
Cactus - É claro que eu amo! O que você quer que eu faça???
Maria-sem-vergonha - Você é um insensível!!!
Cactus - Você é que é uma derretida e sente tudo demais! 
Maria-sem-vergonha  - SEU GROSSO!!!
Cactus - SUA LOUCA!!!!

Bem, acho que vocês já presenciaram algo parecido com isso em algum momento de suas vidas. 

Eu só queria lhes dizer que não existe nada de errado com um cactus, muito menos com as lindas marias-sem-vergonha. Eles apenas são diferentes! 

Se você estiver vivendo um relacionamento com alguém muito diferente de você, entenda que é preciso que você reconheça e aceite essa diferença, sem julgamento, sem querer que o outro seja igual a você. 

É preciso que cada um de vocês tente perceber o ponto de vista do outro, com compaixão. 

É preciso que o cactus entenda que, sem água, as delicadas marias-sem-vergonha podem morrer. 

É preciso, por sua vez, que as florzinhas entendam que um cactus pode apodrecer se for inundado o tempo todo. 

Cada um deve ceder um pouco, na busca de um equilíbrio que torne a convivência possível. Não é culpa de ninguém!

Eu repito... não existe a pessoa certa e a pessoa errada e enquanto você não perceber isso, as diferenças continuarão sendo razão para intermináveis discussões.

Seja você um cactus, uma maria-sem-vergonha, uma palmeira, um tomateiro, uma bananeira ou um pé de laranja lima, torne-se flexível e busque um espaço comum com a pessoa que está vivendo um relacionamento com você!

Eu e meu esposo somos assim, diferentes e muito um do outro, mas são essas diferenças que nos trazem o equilíbrio para uma vida saudável, mas sem nos desviarmos da cruz.

Jesus te Ama

Amiga de Deus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
silas gomes de souza
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : cristianismo
Masculino Mensagens : 1628
nascido em : 21/07/1958
inscrito em : 22/11/2012
Idade : 58
Localização : SÃO PAULO - CAPITAL

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Sex 25 Abr 2014, 18:03

ÓTIMO  TEXTO  DA  "AMIGA DE  DEUS"

    Uma  Analogia  ilustrativa  de  Biologia  na  comunicação  dos  casais !...

   AINDA  TRAGO  A  TDOS.  UMA  SUGESTÃO, Reconhecer  as  4 Personalidades  auxilia  muito, não  só no trato  entre casais, mais  também  com  os filhos  e  toda  a família.

    Darei  apenas  uma  identificação  das 4 personalidades  para  que  possam  pesquisar  mais  detalhadamente:

  1º) -  FLEUMÁTICO
  2º) -  COLÉRICO    
  3º) -  SANGUÍNIO
  4º) -  MELANCÓLICO 

   Cada individuo nasce  com uma  dessas personalidades,  e  cada uma  tem sentimentos e reações diferentes.
   Encontramos  na  Bíblia  pessoas  com  esses  traços exemplos:  JOÃO  antes (Trovão) explosivo imediatista, pediu  permissão  para  orar  a fim  de  fogo descer  do  céu sobre os samaritanos, porem  depois  de  convertido, passou  a  ser  chamando  apostolo do Amor.

   Pedro  possivelmente  o tipo  SANGUINIO  antes  da  conversão  tentou  matar  o soldado malco.
   Porém  CRISTO  tem  um  trabalho  com todos  e  as  personalidades  são  transformadas  e um novo  homem  nasce  em  todos  os  12 discipulos. 

   Muitos  casais  precisam  orar  e  aguardar  com  paciência  a transformação  que  só CRISTO pela ação  do  ESPIRITO SANTO pode  fazer  em  cada  individuo.
     
Comentário de Silas G. de Souza.
Voltar ao Topo Ir em baixo
B.V.
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 1766
nascido em : 01/03/1980
inscrito em : 11/05/2013
Idade : 36
Localização : Sul

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Sex 25 Abr 2014, 20:47

Então ...

Este é, realmente, um bom, interessante e necessário tema !!!

Quando o assunto é a diferença entre os sexos ...

Sempre me vem à mente a lei da eletricidade que diz que dois corpos com cargas diferentes, ou seja,  uma negativa e outra positiva ...

Se atraem !!!

E, se com cargas iguais ...

Se afastam ou se repelem !!!

Isso serve, e muito bem, para exemplificar os tipos de personalidades ...

Quanto ao comportamento entre eles !!!

E, graças a Deus, que a minha esposa é bem diferente de mim ...

Por isso, somos atraídos um pelo outro ...

Desde que nos conhecemos !!!

As "rebarbas" dos "encaixes" do convívio ...

É bom que aconteçam para que o amor, compreensão, respeito, fidelidade, confiança ... etc... e etc. ...

Ajudem o casal a "aparar" essas "rebarbas" para que o relacionamento entre eles ...

Trabalhe ou funcione "redondinho" !!!


Abraço !!!

B.V.
Voltar ao Topo Ir em baixo
B.V.
. . .MEMBRO ESPECIAL
.   .   .MEMBRO ESPECIAL


RELIGIAO : Cristianismo
Masculino Mensagens : 1766
nascido em : 01/03/1980
inscrito em : 11/05/2013
Idade : 36
Localização : Sul

MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Sab 26 Abr 2014, 17:40

Pois bem ...

Ainda dentro do mesmo assunto :




B.V.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?   Hoje à(s) 04:47

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ME CASEI com ALGUÉM DIFERENTE de mim: e AGORA?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Antes de julgar alguém, calce as suas sanálias e caminhe uma milha.
» ORAÇÃO PODEROSA PARA TRAZER ALGUÉM DE VOLTA EM 24 HS
» Demonstração diferente - Teorema de Pitágoras
» Propanol / Inderal: alguém toma ou já tomou?
» Terapias? Psicanálise alguém já fez?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
SEMEADORES DA PALAVRA DE DEUS - A PORTA DE DEUS PARA A SALVAÇÃO. :: FÓRUM ESTUDOS BÍBLICOS-
Ir para: